Minipost | Chutes e palavrões com BulletStorm Full Clip Edition

Miniposts são pequenos aperitivos em forma de imagens ou vídeos com pequenos textos compartilhados pelas redes sociais do Portallos. O feed (origem e ordem cronológica) destas publicações é nosso Instagram.

BulletStorm Full Clip Edition (clip1) – IntroduçãoNão tente sintonizar a sua imagem, não há nenhum problema com sua tela. É exatamente assim que se inicia BulletStorm, com o protagonista do game, Grayson Hunt, um tanto quanto alcoolizado… e por isso a imagem não entra em foco da forma como deveria. Mas isso passa em alguns segundos.Essa primeira cena é quase que perfeita para dar o contexto desse game lançado originalmente em 2011, desenvolvido pela turma da People Can Fly, e que agora em 2017 ganhou uma merecida (e bem vinda) remasterização (com alguns extras) para a atual geração de consoles, ganhando assim o tal Full Clip Edition no título principal. 😃BulletStorm é um título totalmente politicamente incorreto, mas sabe fazer isso de uma forma apropriada. O game não se leva a sério, os personagens idem. O título faz graça de si mesmo, do gênero, de tudo, sem que isso soe como pejurativo ou torne as coisas ruins para eles.O jogo tem violência gratuita, os personagens são desbocados, há sangue e inimigos desmembrados para tudo quanto é lado. E tem o humor, um tanto negro, mas no tom certo a sua proposta. É um título muito injustiçado a meu ver. Merecia mais atenção na geração passada, mas acabou pagando de "Gears of War" em primeira pessoa, o que não é bem assim. Inspiração existe, especialmente no design e visual dos personagens, mas mecânicas e todo o tom do game tem sua própria identidade. 😄 ** claro que se você não é fã da violência gratuita ou dos palavrões a cada 5 segundos, os desenvolvedores também tiveram consideração com essa parcela do público, dando a opção de desligar tudo isso nas opções do jogo. 😉#bulletstorm #peoplecanfly #gearbox #gaming #xboxone #ps4 #steam #jogando #gameplay #videogames Gearbox Software Official Bulletstorm People Can Fly

Posted by Portallos on Tuesday, April 25, 2017

Introdução

Não tente sintonizar a sua imagem, não há nenhum problema com sua tela. É exatamente assim que se inicia BulletStorm, com o protagonista do game, Grayson Hunt, um tanto quanto alcoolizado… e por isso a imagem não entra em foco da forma como deveria. Mas isso passa em alguns segundos.

Essa primeira cena é quase que perfeita para dar o contexto desse game lançado originalmente em 2011, desenvolvido pela turma da People Can Fly, e que agora em 2017 ganhou uma merecida (e bem vinda) remasterização (com alguns extras) para a atual geração de consoles, ganhando assim o tal Full Clip Edition no título principal.

BulletStorm é um título totalmente politicamente incorreto, mas sabe fazer isso de uma forma apropriada. O game não se leva a sério, os personagens idem. O título faz graça de si mesmo, do gênero, de tudo, sem que isso soe como pejurativo ou torne as coisas ruins para eles.

O jogo tem violência gratuita, os personagens são desbocados, há sangue e inimigos desmembrados para tudo quanto é lado. E tem o humor, um tanto negro, mas no tom certo a sua proposta. É um título muito injustiçado a meu ver. Merecia mais atenção na geração passada, mas acabou pagando de “Gears of War” em primeira pessoa, o que não é bem assim. Inspiração existe, especialmente no design e visual dos personagens, mas mecânicas e todo o tom do game tem sua própria identidade.

** claro que se você não é fã da violência gratuita ou dos palavrões a cada 5 segundos, os desenvolvedores também tiveram consideração com essa parcela do público, dando a opção de desligar tudo isso nas opções do jogo.

BulletStorm Full Clip Edition (clip2) – Exploda tudo!Continuando o assunto do clip anterior, claro que BulletStorm não é isento de pequenos problemas e gafes. Sim, eles existem, mas que IP nova não tem atualmente. É um título que faz um trabalho ótimo para um primeiro game, e que se tivesse a chance de uma sequência com certeza teria ido além do que se pode ver nesse game. 🤔Nesse segundo clip é possível ver mais um pouco como ficou o trabalho de remasterização do título. Ainda dá para perceber que se trata de um game da geração anterior, porém a textura e os detalhes estão condizente com os games atuais. Tá bonito, vai! 😃Os efeitos sonoros, trilha musical e até mesmo o som da dublagem também recebeu um tratamento. A faixa de som está limpa e nítida. Jogar com fones de ouvido ficou excelente nessa nova versão.Na trama, Gray e companhia estão meio putos com o tal General Sarrano (alguns minutos depois desta cena isso será explicado), mas aqui fica claro que Gray é o cabeça quente do grupo e o que não está nem aí se vão morrer ou não. O negócio é sair explodindo tudo! Essa é a decisão que abre o plot para a campanha principal do jogo.Só tenho uma dúvida: não me recordo se o game na geração passada tinha legendas em português. Alguém saberia dizer? Em todo caso achei excelente que a remaster esteja localizada com legendas em nosso idioma. 😁#bulletstorm #peoplecanfly #gearbox #gaming #xboxone #ps4 #steam #jogando #gameplay #videogames Gearbox Software Official Bulletstorm People Can Fly

Posted by Portallos on Tuesday, April 25, 2017

Exploda tudo!

Continuando o assunto do clip anterior, claro que BulletStorm não é isento de pequenos problemas e gafes. Sim, eles existem, mas que IP nova não tem atualmente. É um título que faz um trabalho ótimo para um primeiro game, e que se tivesse a chance de uma sequência com certeza teria ido além do que se pode ver nesse game.

Nesse segundo clip é possível ver mais um pouco como ficou o trabalho de remasterização do título. Ainda dá para perceber que se trata de um game da geração anterior, porém a textura e os detalhes estão condizente com os games atuais. Tá bonito, vai!

Os efeitos sonoros, trilha musical e até mesmo o som da dublagem também recebeu um tratamento. A faixa de som está limpa e nítida. Jogar com fones de ouvido ficou excelente nessa nova versão.

Na trama, Gray e companhia estão meio putos com o tal General Sarrano (alguns minutos depois desta cena isso será explicado), mas aqui fica claro que Gray é o cabeça quente do grupo e o que não está nem aí se vão morrer ou não. O negócio é sair explodindo tudo! Essa é a decisão que abre o plot para a campanha principal do jogo.

Só tenho uma dúvida: não me recordo se o game na geração passada tinha legendas em português. Alguém saberia dizer? Em todo caso achei excelente que a remaster esteja localizada com legendas em nosso idioma.

BulletStorm Full Clip Edition (clip3) – Aquele momentoEste trechinho é um dos momentos que mais guardo na memória quando penso em BulletStorm na geração passada, com o time de Gray andando na lateral de um arranha céu, enquanto há toda uma cidade futurista em movimento ao seu redor. 😮Pra ser sincero, queria muito que BulletStorm fosse mais assim, futurista mesmo, e menos Mad Max, que é algo que ele é em suas primeiras horas do game. Mad Max é sucesso hoje, com o remake tendo resgatado essa loucura punk rock e areia para tudo quanto é lado, mas quando BulletStorm saiu em 2011 essa ambientação estava um tanto esquecida no tempo. Talvez esse choque tenha de fato atrapalhado um pouquinho a receptibilidade do game lá no passado. 🤔Por isso jogar BulletStorm hoje passe um sentimento um pouco diferente de alguns anos atrás. O que não exclui o fato de que gostaria muito que a remaster vendesse bem o suficiente para que a People Can Fly e a Gearbox pensassem em criar uma sequência do título, aí apostando um pouco mais naquilo que o primeiro game não conseguiu explorar em sua plenitude.Mas justiça seja feita… eu não me lembro de ter terminado a campanha de BulletStorm na geração passada e desta vez isso não vai acontecer. Pode esperar por mais vídeos, incluindo de momentos bem mais a frente da campanha. E depois, as impressões sobre essa nova versão, suas novidades e a sensação de finalizá-lo aqui, na atual geração!Haverá mais BulletStorm Full Clip Edition por aqui! Yeah! 😃#bulletstorm #peoplecanfly #gearbox #gaming #xboxone #ps4 #steam #jogando #gameplay #videogames Gearbox Software Official Bulletstorm People Can Fly

Posted by Portallos on Tuesday, April 25, 2017

Aquele momento

Este trechinho é um dos momentos que mais guardo na memória quando penso em BulletStorm na geração passada, com o time de Gray andando na lateral de um arranha céu, enquanto há toda uma cidade futurista em movimento ao seu redor.

Pra ser sincero, queria muito que BulletStorm fosse mais assim, futurista mesmo, e menos Mad Max, que é algo que ele é em suas primeiras horas do game. Mad Max é sucesso hoje, com o remake tendo resgatado essa loucura punk rock e areia para tudo quanto é lado, mas quando BulletStorm saiu em 2011 essa ambientação estava um tanto esquecida no tempo. Talvez esse choque tenha de fato atrapalhado um pouquinho a receptibilidade do game lá no passado.

Por isso jogar BulletStorm hoje passe um sentimento um pouco diferente de alguns anos atrás. O que não exclui o fato de que gostaria muito que a remaster vendesse bem o suficiente para que a People Can Fly e a Gearbox pensassem em criar uma sequência do título, aí apostando um pouco mais naquilo que o primeiro game não conseguiu explorar em sua plenitude.

Mas justiça seja feita… eu não me lembro de ter terminado a campanha de BulletStorm na geração passada e desta vez isso não vai acontecer. Pode esperar por mais vídeos, incluindo de momentos bem mais a frente da campanha. E depois, as impressões sobre essa nova versão, suas novidades e a sensação de finalizá-lo aqui, na atual geração!

Haverá mais BulletStorm Full Clip Edition por aqui! Yeah!

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
More from Thiago Machuca

Versão de 2009 de A Boy and His Blob chega a atual geração!

Olha só que legal o que será disponibilizado digitalmente ao PlayStation 4,...
Read More