JogandoRedes Sociais

Minipost | O que se aprende com o demo da Primeira Hora de Prey?

Miniposts são pequenos aperitivos em forma de imagens ou vídeos com pequenos textos compartilhados pelas redes sociais do Portallos. O feed (origem e ordem cronológica) destas publicações é nosso Instagram.

Introdução

Os seis curtos clips que irei mostrar em sequência por aqui não representam tudo que a demo da Prey tem a oferecer. Mas dão algumas dicas do que esperar dessa nova produção da Arkane Studios, do mesmo time que trabalhou nos dois games da série Dishonored.

O game está sendo lançado oficialmente em alguns dias (sexta-feira, 5 de maio), mas a Bethesda liberou há alguns dias uma demo da primeira hora do game, disponível gratuitamente para PlayStation 4 e Xbox One.
E cá estou mostrando e comentando um pouquinho dessa demo.

Neste primeiro vídeo, não há muito o que comentar. É que eu realmente gosto como alguns jogos colocam seus créditos e títulos no meio dos cenários ao iniciar um game. Fora que esse ambiente externo é tão bonito quanto os ambientes de fundo de Dishonored 2.

http://www.facebook.com/Portallos/videos/1309456139140073/

Deu ruim…

O primeiro ambiente do game é este apartamento. Seu apartamento. Tal como Dishonored 2, Prey tem inúmeros itens de interação. Dá para coletar itens, pegar objetos que irão servir futuramente para acertar inimigos, há também toneladas de documentos e textos para aprofundar ainda mais o universo do game.

Documentos estes que são arquivados no menu do jogo, não sendo necessário que o jogador interrompa toda hora seu gameplay para ficar lendo-os.

E aqui. Bem, mais um dia normal? Nem tanto, né? Algo deu errado… adoro como a música do game assusta o jogador a todo momento nessa demo. Especialmente se você estiver usando fones. A trilha parece que dá um berro… mas nunca indica porque ela fez isso ou para onde você deve olhar.

Prey não parece ser um título de terror, mas tem uma certa tensão em vários momentos dessa demo. É um jogo de exploração, na qual o jogador precisa sobreviver em um ambiente em que se faz necessário se fortalecer para ir avançando. Com aquele aviso: “jogue do seu jeito”, que pode ser encontrado em Dishonored 2 e faz o game ser tão bom.

Fuja, mate, evite, encontre caminhos alternativos. Não existe uma única solução para alguma das formas como o jogo avança.

http://www.facebook.com/Portallos/videos/1309457379139949/

Mímicos

Olha aí o primeiro inimigo do game! Parece uma aranha, mas é muito rápida e seus tentáculos se esticam. Chamado de mímicos, eles podem se esconder se transformando em objetos do cenário do game. Cuidado quando ver dois objetos iguais um ao lado do outro!

Prey terá armas, mas boa parte da Demo acontece com Morgan Yu – que pode ser um homem ou mulher (você escolhe no começo do game) – tem que se virar com uma chave inglesa. E cuidado com a stamina para não se cansar demais e ficar incapacitado de atacar.

A trilha sonora sempre fica agitada quando estes serem se revelam ao jogador, voltando a ficar em um tom mais tranquilo somente quando não houver mais ameaças próximo ao jogador.

O ruim dos mímicos é que eles são baixinhos e pequenos. Nem sempre é fácil acertá-los. A saúde em Prey não é daquelas que voltam a 100% quando o jogador mata tudo dentro da sala. É preciso kits médicos para restaurar a saúde. Ela só se restaura até 20 pontos, o que significa que o jogador só aguenta uma porrada dos inimigos nesse nível.

http://www.facebook.com/Portallos/videos/1309458779139809/

Neuromods

Existe uma árvore de habilidades para o jogador ficar mais forte conforme for avançando na campanha. São chamados Neuromods e para ativá-los você só precisa enfiar essas duas agulhas dentro do seu olho. Ouch!

Uma dica? O seu primeiro Neuromod precisa ser de hackeamento de salas! Existem muitas portas fechadas em Prey que necessitam de senhas, ou o jogador pode ter uma habilidade de hack que abrem essas portas.

http://www.facebook.com/Portallos/videos/1309461659139521/

Hack & Fantasmas

Claro que o minigame de hackeamento não é uma parada molezinha. Eu tomei vários choques até me acostumar com estes labirintos, especialmente porque não se pode bater em nada. A bolinha perde o controle e ricocheteia muito fácil.

E as vezes a curiosidade mata o gato, ou nesse caso o jogador. Usei a habilidade para abrir uma porta que certamente não deveria ter aberto tão cedo no game.

Encontrei estes fantasmas em duas ocasiões dentro do game. E morri nas duas ocasiões. Não consegui matá-los. Não ajudou muito nesse caso a minha escopeta ter ficado sem balas (percebe o display “vazio” nela? que detalhe bacana!).

http://www.facebook.com/Portallos/videos/1309463842472636/

Recado de si mesmo…

Este é um dos últimos momentos da demo de primeira hora da campanha de Prey. Na qual o personagem central assiste um vídeo de si mesmo explicando algumas coisas. Nem tudo, porque o vídeo é cortado em certo momento, mas vai ficando mais claro que você era parte de uma experiência que saiu do controle.

Na demo dá para explorar mais um pouco desse Lobby central do game, com algumas portas travadas dizendo ser inacessíveis na demo. Basicamente a parte central da história termina aqui.

O que dá para fazer depois é encontrar novas armas, aprender a mexer nas torretas, habilitar novas habilidades etc. Impossível não ficar empolgado para o game completo na sexta-feira!

Promete ser muito bom!

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios