JogandoRapidinhas

A ação em plataforma de N++ chega em outubro ao Xbox One

Já disponível no PlayStation 4 e PC, o game da Metanet Software intitulado como o melhor game de plataforma do mundo está finalmente chegando ao Xbox One em 4 de outubro! N++ chega para matar a saudades tendo em vista que na geração passada seu predecessor N+ foi um título que fez um tremendo sucesso na extinta Xbox Live Arcade.

N++ surgiu originalmente apenas como N, lá em meados de 2004 como um game freeware feito em flash para o PC. Fez bastante sucesso e chamou a atenção, especialmente em uma época na qual indie games não tinham a atenção que possuem hoje em dia. Porém o grande sucesso meio só aconteceu em 2008, quando o game debutou no Xbox 360, agora renomeado de N+. A sequência viria em 2015, desta vez primeiro no PlayStation 4, e desde então N++ também foi lançado no PC e recebeu vários updates e melhorias, na qual estarão todas na versão que está chegando em 4 de outubro no Xbox One.

O game tem gráficos simples, mas é assustadoramente viciante. Tudo mérito de uma boa jogabilidade e um bem planejado design de elementos e fases. Trata-se de uma game de ação em plataforma, na qual o jogador controla um pequeno ninja que precisa pular, correr e passar obstáculos coletando todos os quadradinhos colecionáveis de cada estágio. É uma corrida contra o tempo, exigindo grande habilidade dos controles. Segue o gênero de Super Meat Boy, que também é um sucesso, mas foi lançado em 2010, bem depois que N+ já fazia muitos jogadores lançarem seus controles na parede de suas casas.

Eu me recordo de jogar muito N+ na geração passada. Foi um dos meus primeiros games na XBLA. Gastei boas horas nele e me divertia horrores. Porém acho que nunca cheguei a encerrá-lo de fato. N++ virá com mais de quatro mil estágios, com editor de fase, placar de líderes, modos multiplayer locais cooperativos e competitivos e muito mais. Parece realmente insano.

Para a ocasião de suas chegada ao Xbox One um novo trailer anuncia tudo aquilo que o game trará e o que ele… não trará. Dê só uma olhada:

Em tempos onde tudo é questão de gráficos de alta resolução, de indie games desenhados a mão ou com direção de arte de grandes nomes na indústria de games é sempre interessante ver quando algum estúdio continua apostando e fazendo o inverso, mostrando que não são grandes gráficos que as vezes tornam um game legitimamente divertido e viciante. Quem nunca testou essa série, precisa dar uma olhada em N++. Fica a dica!

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios