Restaurado, RPG The Bard’s Tale é uma lembrança de 1985

Eu não manjo tanto assim da história do RPG a ponto de saber que The Bard’s Tale é um clássico que redefiniu seu gênero lá em 1985. Mas bastou pesquisar um pouco pela internet para aprender isso. O game surgiu na década de oitenta, desenvolvido pela extinta Interplay (estúdio que guardo no coração por ter criados franquias como ClayFighter e Earthworm Jim, além de ser a criadora lá do primeiro Fallout e também da série Baldur’s Gate).

Certamente The Bard’s Tale é um destes jogos que deve ter feito sucesso em uma geração um pouco mais velha que a minha (que cresceu nos anos 90) e entre os aficionados pelos jogos de Role-Playing Game, seja nos videogames ou nos jogos físicos, de livros e tabuleiros. Não sei se chegou ao Brasil, mas ao menos deve ser assim lá fora.

Enfim, o caso é que estava olhando o trailer do remake que o estúdio norte americano inXile Entertainment fez com o título, tão logo fui espiar no You Tube como diabos era esse game em 1985 que tornou-se impossível não mostrar isso por aqui também. É inacreditável o trabalho, mantendo-se fiel as mecânicas originais, enquanto todo um trato visual foi aplicado, tornando-o realmente charmoso. Veja só:

E aqui uma versão original do game:

Que loucura, não? A nova versão mantém totalmente o estilo do game original, mas há todo um trabalho em cima da arte e suas cores. Vale alguns aplausos.

Estava lendo o comunicado para a imprensa que foi liberado lá fora e tem algumas informações legais que valem ser compartilhadas por aqui. A começar que este é só o primeiro de três remasters que estão em desenvolvimento pela inXile. Este aqui, chamado Tales of the Unknown, está sendo lançado hoje no Steam. Há ainda The Destiny Knight  e Thief of Fate que devem chegar a esta plataforma até o final de 2018.

Após isso, a inXile está preparando um quarto game inédito da franquia, que se chamará The Bard’s Tale IV: Barrows Deep. E aí sim o título está sendo remodelado e reformulado para uma coisa mais condizendo com as mecânicas atuais. Dê só uma olhada no trailer de gameplay:

Parece diferente, mas de uma forma que não o torna uma outra coisa por completa. Interessante.

Mas voltando a The Bard’s Tale: Tales of the Unknown, a nova versão também conta com a possibilidade de criar um grupo (party) de personagens a qual o jogador poderá usar através dos três títulos remasterizados. O jogo também contará com a possibilidade de jogar a opções de escolher se seu personagem pertence ao sexo masculino ou feminino, algo que não existia no jogo original. Menus e alguns controles também foram reformados para ficarem melhores e mais intuitivos, eliminando algumas incapacidades da época em que o original foi desenvolvido.

Além disso a restauração da arte do jogo se manteve muito fiel a arte do jogo original, feita pelo game designer Michael Cranford. Há até mesmo a inclusão de um personagem inédito que não havia sido usado no jogo de 85. Os três títulos também servem como um pequena ponte para o quarto game, mencionado acima. E o estúdio também está preparando um Modo Legacy, a ser lançado futuramente,  onde o jogo poderá ser jogado com sua arte original.

Como disse lá no começo, não entendo tanto assim das origens e histórias do começo dos RPGs em game. Mas fiquei interessado em saber mais sobre The Bard’s Tale apenas para apresentá-lo nesta postagem. Não acho que seja um título para qualquer tipo de jogador, mas certamente é um daqueles que ao menos saber que existem talvez a gente precise saber.

Parece uma boa para aqueles que gostam de cutucar coisas antigas, sentir na pele alguns destes clássicos, sempre com a cabeça e sensatez de que foram sucesso no passado, enquanto que hoje podem ser muito estranhos para uma geração moderna de jogadores. E é por isso que acho interessante o resgate e a restauração destes jogos. Uma nova gente de se apreciá-los, de uma forma um pouco melhor do que suas versões originais.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
More from Thiago Machuca

Checklist HQs Disney: Abril/2009

Mais um mês, mais HQs Disney para os colecionadores brasileiros. São poucas,...
Read More