Dando Nota!Jogando

Análise | Marvel´s Avengers

Disponível para Google Stadia, PlayStation 4, Xbox One & PC

Marvel´s Avengers finalmente avançou para podermos jogar esse título tão aguardado, em especial para os fãs da Casa das Idéias. Eu, inclusive, me lembro que em 2010 estava em desenvolvimento um título baseado nos Heróis Mais Poderosos da Terra, porém o jogo foi cancelado, pois a sua desenvolvedora faliu antes do jogo ficar pronto.

E, bem antes disso, tivemos alguns outros jogos dos Vingadores, com os mais populares sendo o saudoso jogo Captain America and the Avengers (Arcade – 1991), Marvel Avengers Alliance (Facebook – 2012) e o LEGO Marvel´s Avengers. São três bons jogos, mas ainda faltava um bom jogo de ação clássico. Bem, o novo Avengers não é bem esse estilo, mas é o que mais chega perto.

Uma saga para valer ouro

Assim como nossos heróis, o jogo teve uma verdadeira saga para que pudesse, enfim, chegar no nível GOLD e estar disponível para nos divertir. Foi anunciado no comecinho de 2017 e, até bem perto do seu lançamento, ainda não se sabia muito bem o que esperar dele.

Dois anos depois, na E3 2019, a Square-Enix mostrou trechos de gameplay e visualmente o jogo ainda estava muito simplificado, e boa parte do público acabou olhando para ele com muita desconfiança, embora o estúdio responsável por desenvolver o jogo, a Crystal Dynamics, já tinha mostrado um excelente trabalho no reboot da franquia Tomb Raider.

Outro fator que impactou negativamente foi o fato do jogo não usar os atores e visual dos filmes. Foi algo que afetou até mesmo o seriado Agents of S.H.I.E.L.D. e gerou muita reclamação. Outra característica que gerou polêmica foi o fato do jogo apresentar elementos de jogos looter e service como Destiny, um jogo que parece ter inspirado muito os desenvolvedores. Anthem foi o último jogo que tentou seguir essa inspiração e o resultado foi desastroso.

E o drama ainda continuou até bem perto do lançamento, com a revelação de que o Homem-Aranha seria um futuro personagem jogável, porém exclusivo para usuários de PlayStation. Isso rendeu muitas reclamações internet afora, e foi mais uma pedra no sapato para a criação de hype pelo jogo.

Deu até saudade de quando haviam personagens exclusivos só na versão de Xbox 360 do jogo Marvel Ultimate Alliance, a Gold Edition. Foi somente quando a beta foi sendo liberada que as coisas começaram a entrar nos eixos, mas não muito…

Durante o período em que a beta foi disponibilizada, muita gente jogou e ficou confusa com o que podia fazer, com o sistema de loot, de evolução de personagens e coisas assim. Eu mesmo achei confuso o sistema de level e gerenciamento de itens e os efeitos que eles causam nos personagens.

Tive a sensação de uma interface muito complicada, cheio de estatísticas demais para um jogador tão acostumado com Destiny como eu. Simplicidade foi uma das coisas de Destiny que me conquistou, e gerenciar meus Vingadores parecia um pesadelo.

Aliás, uma das coisa que mais reclamaram durante esse período é o fato de, diferente de Destiny (eu disse que essa seria era a maior comparação) todos os equipamentos não “aparecem” no personagens. Por exemplo, se eu consigo uma nova manopla para o Homem de Ferro e a equipo, visualmente tudo continua na mesma, é só as estatísticas que mudam.

Em Destiny, se eu pegar uma manopla, existem várias delas com visuais diferentes e eu ainda posso mudar a cor dela para novos padrões, o que torna meu personagens no jogo bem diferente dos demais. Em Avengers, só é possível mudar a skin do personagem para se ter um visual diferenciado, embora as estatísticas “ocultas” realmente muda a maneira como o personagem interage com os oponentes.

O coração da equipe não é um Stark

Mas vamos deixar um pouco de lado as coisas que não agradam tanto, e vamos nos concentrar mais nos aspectos positivos, e para meu alívio Avengers se mostra um jogo ao nível de minhas expectativas. Ele começa muito bem, colocando a jovem Kamala sob nosso controle, e ela continuará como nosso avatar durante todo o jogo.

A empolgada Kamala sempre é a referencia para entendermos tudo, e essa foi uma ótima decisão, principalmente para deixar nossos heróis mais interessantes e afastar deles a noção de como são nos filmes da Marvel. Porém cabe apontar que no Brasil os dubladores são os mesmos dos filmes, o que anula severamente esse esforço da equipe desenvolvedora do game.

E cá entre nós, o que mais me surpreendeu foi esse esforço do time da Crystal Dynamics na construção de um universo inteiro e um caprichado background para o mundo de jogo e seus personagens. Uma construção atenta a detalhes, como nos filmes da Marvel.

Muito disso já percebemos nos primeiros minutos de jogo, em especial pela excelente introdução já citada, com a jovem Kamala podendo visualizar painéis e coisas que remetem a coisas passadas naquele universo, como a guitarra que a Pepper deu para o Tony, ou mesmo a própria mansão da família Stark, que dá vontade explorar mais. Capas de quadrinhos, explicações sobre o escudo do Capitão, tem muito o que se ver e apreciar, ainda mais para um fã da Marvel.

Mas agora vamos falar da Campanha. Eu fiquei curioso quando foi revelado que a jovem Kamala Khan estaria na equipe. É uma heroína que surgiu recentemente nos quadrinhos, porém rapidamente conquistou uma enorme base de fãs. É uma aposta para agradar também ao público jovem, assim como Miles Morales na extensão do jogo do Aranha exclusivo de PlayStation.

Outro ponto que me deixou instigado foi o fato do game apresentar uma história totalmente original, e não uma mera conversão do MCU. O que seria (talvez) o caminho mais lógico (e fácil) para a desenvolvedora construir sua narrativa.

Só que dessa vez temos é uma nova versão da equipe, e eu sou o tipo de fã que adora essas coisas de mundos alternativos. Claro que embora seja uma abordagem diferente, temos bastante coisas que parecem bem inspiradas no MCU.

Em especial na nossa versão brasileira, foram escalados os dubladores dos filmes, que acentua essa pitada de MCU na mistura. Particularmente não veria problemas em ouvir novos dubladores, mas entendo as razões da Square em fazer isso. Temos uma memória bem mais sentimental em relação a vozes, e trocar elas sempre é causa polêmica (as últimas animações da Warner são provas disso) e um pesadelo de relações publicas.

Mas no caso do Hulk a voz foi trocada e o resultado ficou muito bom, já que a abordagem dada a esse Dr. Banner é bem diferente da vista nos filmes, já que Thor e Homem de Ferro soam bem parecidos com suas contrapartes da telona.

A campanha não é assim tão longa, e já deixo a minha dica para se focar em fazer ela de maneira objetiva, sem a preocupação de conseguir muitos recursos ou equipamentos, isso pode ser algo a ser focado no modo online Iniciativa Vingadores. Alguns coletáveis como as capas de quadrinhos requerem exploração de cenários para serem encontrados, e isso é algo que curto, porém certamente sacrifica um pouco o ritmo da narrativa.

É interessante jogar uma primeira vez apenas focando no desenrolar da história, e depois ir atrás desses itens coletáveis com calma. Vai do gosto de cada jogador, claro, mas fica aqui uma dica valiosa na minha opinião.

Ainda não sabemos quais são os planos das expansões do jogo, mas acredito que em termos de história principal ela já foi contada, e fiquei com um pouco de decepção por não ter tido contato com mais personagens do vasto Universo Marvel.

Espero no futuro que as expansões adicionem não só mais heróis, mas também vilões e personagens de suporte. Após terminar o jogo fica claro que a ameaça não foi totalmente eliminada, então estou curioso para ver se os ganchos deixados serão retomados.

Em termos gerais, a história segue certos clichês dos quadrinhos, mas gostei do andamento dela. Consigo ver claramente que há todo um universo de possibilidades de acontecimentos passados e futuros que podem ser explorados, mas o que já temos é algo que tem bons momentos de emoção, cenas de ação grandiosas, e diálogos afiados que fazem sentido a esses personagens lendários.

É uma jornada que a adição da Kamala provou ser uma escolha acertada e muito bem utilizada, é empolgante a sua energia e como ela cresce no decorrer dos eventos, assim como aconteceu nos quadrinhos.

Avante para a cooperação

Eu até consigo enxergar o game sendo vendido apenas com a campanha principal, mas a Crystal Dynamics criou toda uma seção online para até quatro jogadores unirem forças para vencer desafios que são propostos pelo modo Inciativa Vingadores. Nesse modo continuamos a evoluir nossos personagens, em busca de superar desafios cada vez mais altos e coletar recompensas e itens para essa evolução. Entretanto entendo quem deixa isso de lado e decida jogar apenas o modo da história.

Porém na Iniciativa essa história continua e deve ser o foco das futuras expansões, além de nela termos a evolução dos personagens e, por meio de desafios a serem completados pelo jogador, serão desbloqueados itens e skins. Com certeza muitos vão largar isso devido a repetição, mas isso é algo que faz parte desse tipo de jogo.

Em Destiny nos últimos anos venho repetindo missões e desafios para evoluir meu personagem, e não consigo para de fazer isso. Avengers ainda não encontrou equilíbrio nisso, mas mesmo Destiny em seu segundo jogo sofreu inúmeras mudanças em busca desse equilíbrio, e isso é um coelho correndo eternamente para alcançar a cenoura.

Então, se quiser se aventurar pela Iniciativa Vingadores, prepare-se para enfrentar uma mesma missão repetidas vezes, ainda que com possíveis alterações de status como inimigos com mais dano específico ou mais barra de vida, por exemplo. É como ser um esportista, repetindo movimentos e padrões, aperfeiçoando sua habilidade. Eu não me importo com isso, mas varia de jogador pra jogador.

Existem desafios que atualmente são de um nível tão alto que poucos jogadores vão conseguir superar nesses primeiros dias, e quem gosta desse tipo de jogo vai ser motivado por isso. Ou é possível apenas reunir os amigos e bater papo enquanto a pancadaria toma conta da tela. Caso não tenha amigos, o jogo busca pessoas aleatórias para sua equipe, mas se quiser arriscar sozinho, tudo bem, dá pra deixar a I.A. controlar os demais heróis da equipe.

Seja como for, ainda é muito cedo para se ter certeza sobre a Iniciativa Vingadores. Já que a ideia é manter o jogo vivo e com constantes atualizações durante os próximos anos. E há muito espaço para a Crystal Dynamics criar um conteúdo bacana, tudo vai depender do sucesso que o jogo fizer. Se o interesse cair como no caso de Anthem, em pouco tempo o jogo deverá ser descontinuado, mas se conseguir pelo menos uma base razoável de jogadores, pode evoluir como Destiny vem fazendo nos últimos.

Fiquei feliz com o cuidado da equipe desenvolvedora em tornar a jogabilidade dos cinco personagens principais balanceadas e ao mesmo tempo com várias características que os diferencia. Escolher um para jogar torna-se mais uma questão de afinidade, sem vantagens substanciais muito aparentes.

É interessante a fórmula que a desenvolvedora encontrou para fazer cada personagem ter uma personalidade, desde a forma com que o Hulk cai no solo após um salto ou como o Homem de Ferro luta com estilo e cheio de poses. O combate lembra bastante os jogos recentes do Aranha e do Batman, e embora eu não curta muito esses jogos, em especial do Batman, não senti o mesmo cansaço em Avengers.

Parte da jornada é encarar as falhas

Mas não dá pra dizer que tudo é perfeito, os cenários assim como Destiny podem até ser grandes, mas também são muito sem vida e sem elementos para interagir. Mesmo sendo no meio de uma cidade, você se sente como na Gotham dos jogos do Batman, sem humanos ou animais, e isso é algo que ainda me irrita ver acontecendo nos jogos atuais. Há uma grande oportunidade de melhoria nesse segmento. Por falar em melhorias, os visuais estão bem melhores do que o apresentado nos primeiros trailers.

A interface é outro ponto que eu não estou satisfeito, sendo tudo muito poluído e com informações demais. Mas é algo que pode ser retrabalhado pelo menos. Nesse primeiro momento, muitos dos aspectos negativos e bugs (tive dois bugs que me obrigaram a fechar e reiniciar o jogo) eu vi acontecer quando Destiny foi lançado, mas hoje tudo está mais bem melhor, e deposito confiança que o mesmo aconteçará com Avengers.

Novamente, temos que entender que é um jogo que ainda deve evoluir bastante com o tempo. Será muito bom se a desenvolvedora ouvir todo o feedback que está sendo gerado e possa reagir de maneira assertiva ao que precisa ser melhorado.

Considerações finais… Avante!

Como fã da Marvel e seus heróis, tenho certeza que Avengers não é o jogo dos meus sonhos molhados, mas é o que mais chegou perto disso até hoje. É louvável todo o esforço colocado nele, a atenção aos detalhes, em construir uma mitologia própria, em respeitar a diferença dos personagens, e tentar manter os jogadores entretidos por mais de algumas horas ou apenas uma curta campanha.

Vale a pena experimentar mesmo que não seja fã, e no mínimo o jogador vai poder experimentar uma história de crescimento bacana, e depois se divertir com os amigos socando alguns milhares de inimigos por apenas uma tarde ou por anos inteiros.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Dando uma nota

Uma boa nova visão do conceito dos Vingadores. - 8
Kamala Khan rouba todas as cenas, é o coração do jogo. - 10
Mundo de jogo sem muita vida e detalhes. - 5
Modo online precisa de mais atenção e variedade - 7
O combate é interessante e funciona com todos os personagens - 9
Dá pra jogar sozinho, com amigos, online, com bots, ou só curtir uma história. - 9
A Campanha é curta porém com momentos empolgantes. - 7.5

7.9

Muito bom

Cabe a jovem Kamala Khan reunir novamente Os Heróis Mais Poderosos da Terra e essa jornada de crescimento, de significado de ser uma pessoa melhor e de encorajamento para lutar por isso, é muito legal de se acompanhar. Além disso é possível se divertir sozinho ou em grupo em pequenas missões para continuar evoluindo os personagens.

Isso também pode lhe interessar

Mauri Link

Um gamer inveterado desde a primeira geração de consoles, aficcionado por histórias em quadrinhos, nerd de carteirinha, e super-herói nas horas vagas!
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.