Jogando

[Press Release] Zeebo, agora à venda em todo o Brasil, com novos jogos e novo preço

zeebo-1

Recebemos da Tectoy uma boa notícia para aqueles que estavam interessados no Zeebo, mas que ainda achavam o preço um tanto quanto elevado:

Títulos como o Zeebo Extreme Bóia Cross e Boomerang Sports Vôlei e redução do preço para R$299,00 marcam o início das vendas do console em todo o Brasil.

Novembro de 2009 – O Zeebo, o revolucionário videogame que utiliza a rede 3G para download de jogos, veio mesmo para fazer história no mundo dos games. Em maio, agitou o mercado carioca e online, ‘praças’ escolhidas para início das vendas. Em setembro, ganhou novos jogos e baixou de preço. E a partir de agora, rumo a sua consolidação como inovador produto de entretenimento, começa ser vendido em todo o território nacional. Além dessa novidade, outra grande e agradável surpresa: de R$ 399,00, o Zeebo passa a custar R$ 299,00. E tem mais: até o Natal, outros quinze novos jogos estarão disponíveis para download, entre eles títulos das linhas Zeebo Extreme e Zeebo Boomerang Sports, somando mais de quarenta títulos disponíveis com preços a partir de R$9,90

Além do Brasil, outro mercado em que o Zeebo está com força total é o México. No ínício deste mês, o console começou a ser vendido em mais de dois mil pontos de venda daquele país, garantindo, antecipadamente, a redução de preço do produto em nível mundial, inclusive no Brasil. “Com as vendas no mercado mexicano, os componentes do Zeebo passam a ser produzidos em maior escala e por um custo menor, o que torna possível a redução do preço do videogame em todo o mundo”, comenta Fernando Fischer, CEO da Tectoy. Segundo Fischer, além da composição melhor de custo, o câmbio estável e o volume de downloads de jogos também permitiram lançar o Zeebo em nível nacional por um preço bem menor do que o inicialmente previsto e mais acessível. Vale reforçar que de maio a outubro de 2009 o Zeebo esteve à venda apenas nas lojas da cidade do Rio de Janeiro e nas lojas virtuais.

Para o Natal passam a fazer parte do catálogo do Zeebo quinze novos títulos exclusivos para essa plataforma, entre eles dois jogos de esportes radicais (Zeebo Extreme Bóia Cross e Zeebo Extreme Jet Board) e dois jogos da nova franquia Zeebo Boomerang Sports, para disputa com o Boomerang, o controle sem fio sensível a movimentos do Zeebo, também a venda em todo o Brasil. O primeiro título dessa franquia é o Boomerang Sports Tenis, lançado no Dia das Crianças. Serão lançados até o Natal o Boomerang Sports Vôlei e Boomerang Sports Queimada.

Os quinze jogos que chegam até o Natal vêm se somar aos outros títulos de sucesso que já fazem parte do catálogo do Zeebo e podem ser conferidos no site do videogame (www.zeebo.com.br). Entre eles estão Galaxy on Fire, Tekken 2, Residente Evil 4 e Zeebo Family Pack.

“Considerando que o Zeebo já vem com seis jogos na memória, até o final do ano o videogame terá mais de quarenta títulos, número imbatível para um console que tem menos de um ano de vida e, para 2010, serão mais de cem títulos disponíveis”, lembra Sergio Buch Jr., gerente de negócios da Tectoy.

Essa notícia já era um tanto quanto esperada por mim, pois sempre achei o preço do console um tanto quanto proibitivo tendo em vista o público-alvo do console. Agora, realmente consigo afirmar que o Zeebo é competitivo. Claro que não contra os consoles do porte de um Xbox 360 ou Wii, mas cada vez mais o console da Tectoy torna-se a opção ideal para os pais presentearem os filhos. E convenhamos, é algo mais interessante de se ganhar do que um velho Master System ou Mega Drive, cujos jogos já não despertam tanto interesses nas crianças. Afinal, muitas delas já possuem celulares que rodam jogos melhores daqueles encontrados nos clássicos consoles de 8 e 16-bit.

E o preço até que é interessante até para os jogadores mais velhos, agora que o console custa um pouco mais do que um jogo das plataformas atuais em seu lançamento no mercado nacional. Claro que ainda não é dessa vez que o Zeebo vai convencer a todos nós, mas não se pode negar que está havendo um belo esforço por parte da Tectoy. Bem que a Microsoft podia aprender essa lição e tomar medidas mais eficazes para abaixar o preço abusivo do seu kit “nacional”.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Mauri Link

Um gamer inveterado desde a primeira geração de consoles, aficcionado por histórias em quadrinhos, nerd de carteirinha, e super-herói nas horas vagas!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios