Jogando

Prince of Persia: The Forgotten Sands tem gameplay com imenso Déjà vu! [Multiplataforma]

Não dá para negar que a trilogia de Prince of Persia da geração passada foi sensacional. O game inovou dezenas de elementos de plataformas para games em 3D. Fez parecer bem mais simples e suave, pular, escalar e dar cambalhotas em cenários de 360 graus. E olha que antes da franquia surgir, muitos outros games falharam feio nesse objetivo.

E a trama também merece seus elogios, com essa ambientação meio que “Aladdin”, com dispositivo para retornar no tempo e consertar erros de jogatina. Prince of Persia parece ter a fórmula exata para um bom game.

Mas a geração acabou, uma nova surgiu. A Ubisoft trouxe um novo Prince of Persia. Os mecanismos em essência pareciam idênticos à trilogia clássica, mas as mudanças acabaram não agradando todo os fãs. Apesar de toda as novidades do game, a Ubisoft acabou esquecendo que um bom game precisa de diversidade. E o PoP de 2008 sofreu com falta de bons chefes, desavios variados, puzzles e combates memoráveis, apesar da agradável e tensa história. Não deu certo e com um filme baseado no Sands of Time chegando aos cinemas este ano, nada melhor do que esquecer o fracasso da “reinvenção” da franquia e voltar para a geração passada e continuar apostando no velho formato.

O vídeo abaixo mostra isso claramente. Há aquele discurso de que é um game novo, terá novidades e tal, mas assistindo não consegui deixar de pensar que a Ubisoft retrocedeu na franquia. Criou um Sands of Time com gráficos dessa geração, e com a roupagem do filme para os cinemas. Se isso será um ponto negativo, só quando o game for lançado, mas está difícil ficar animado com Fogotten Sands.

Eu queria algo novo para a série e não um game requentado da trilogia da geração passada. Ah, e achei meio bizarro o príncipe pausar o tempo e com isso transformar água em “pedra” para poder escalar sobre ela. Ok, é um videogame, é ficção e é imaginação, mas sei lá, estou com birra pela Ubisoft ter feito esse enrosco com a franquia. Não queria mais do mesmo, queria algo novo e a Ubisoft ainda não conseguiu provar pra mim que Forgotten Sands é algo inteiramente novo.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios