Assistindo

24 Horas termina, mas e o destino de Jack Bauer? [8×23-24] [PdS]

24 Horas: Ano 8, Episódio 23-24. Foi exibido nos EUA dia 24 de Maio: “02:00 P.M. – 04:00 P.M.”.

Enquanto isso no Brasil: 24 Horas é exibido por aqui pelo canal pago Fox, toda terça-feira às 23h. Atualmente o canal está bem atrasado, o último exibido foi o 11º episódio desta temporada. Tem muito chão ainda.

Aviso: Continue apenas se você já assistiu ao episódio 8×23-24 de 24 Horas. Haverão spoilers!

Não conhece o Papo de Série? Basta clicar aqui e ficar por dentro do projeto. Depois do “continue”, a gente conversa mais.


Falar sobre o final de 24 Horas, exibido semana passada nos EUA, não é um tarefa tão fácil quanto possa parecer. Primeiro porque assim como LOST, 24 é um marco na TV americana e também encerra seu ciclo televisivo e com isso Jack Bauer encerra uma longa e infernal jornada em pró da justiça, mesmo que essa justiça seja aplicada por ele mesmo.

A série surgiu de forma revolucionária, com uma fórmula estimulante e viciante, que não permitia que o telespectador perdesse um episódio sequer da série. Os temas polêmicos sempre estiveram em alta na série, seja em termos políticos, morais, éticos e afins. Pessoas são traidas, o Governo pode ser tão podre quanto uma célula terrorista, a justiça muitas vezes é obtida por meios além das regras da lei e o mundo não é um lugar feliz e justo para todos. Pensando bem, 24 Horas nunca foi uma série de finais felizes. Mas ao longo de 8 anos, era de se esperar o desgaste natural da fórmula, do enredo e dos personagens.

Pra mim, que sou fã de carterinha da série, tendo toda a coleção em DVD, o último e derradeiro ano de 24 foi uma vergonha. História mal amarrada, reviravoltas absurdos, tramas fora de contexto e personagens pouco carismáticos. Pra mim o final digno mesmo para o universo proposto pela série deveria ter acontecido no ano 7, com Jack e Tony. O jeito é considerar o oitavo ano como um bônus e não um evento de encerramento de um ciclo.

Não que toda a temporada em si tenha sido ruim. Houve alguns excelentes momentos, mas no quadro geral, tem muita coisa que deixou a desejar. Felizmente, os episódios finais aumentaram o pique e a intensidade da temporada, deixando a jornada final mais divertida.

Pra mim houve dois grandes problemas nesta temporada, a morte de Renne Walker e o destino final de Jack Bauer. A morte do interesse romântico de Jack foi meio sem propósito na minha opinião, Jack já fez muito mais por muito menos, bastava deixar  Renne temporariamente em coma e tenho certeza absoluta que Jack agiria da mesmíssima forma nestas últimas horas e ele ainda estava meio manso no finzinho, não matando o ex-presidente Logan e nem Jason Pillar. Matar Russos da forma mais cruel possível tudo bem, mas americanos não dá.

Quanto ao destino de Jack, virando um fugitivo da lei, ora isso já aconteceu algumas temporadas atrás! Não por isso alias que David Palmer morreu? Já nem lembro em que temporada foi isso, mas mim, o final foi um completo deja vu e totalmente sem graça, não sendo surpresa alguma. Tudo bem que a fórmula usada em 24 torna extremamente complicado criar um final definitivo e sem mencionar que quase todo final de temporada da série, acaba de forma deprimente ou mal para Jack Bauer. Finais felizes são para contos de fadas.

Tirando estes pequenos detalhes, que talvez nem sejam um erro, mas uma própria regra auto-flagelada pelo universo da série, os últimos episódios foram adrenalina pura. Chloe atirando em Jack numa incrível cena, Logan se suicidando (ainda que não morrendo), a presidente se tocando que o tratado de paz banhado em sangue não era correto. Foram momentos excelentes e que honram a memória da série.

Agora é ver para onde 24 horas irá seguir. O fato de não terem matado Jack Bauer significa que os planos para uma carreira no cinema continua em pé. Mas pra mim a melhor coisa seria se o universo da série migrasse para o mundo dos quadrinhos. 24 tem muita ponta solta, muitas histórias não contadas, muitos saltos de anos entre temporadas que poderiam ser revisitadas nos quadrinhos. A fórmula utilizada na série televisiva deve seguir o filme no cinema, apesar de funcionar exatamente como na TV, mas os eventos devem continuar em tempo real, nos quadrinhos, não vejo a necessidade disso. Poderia ser histórias sobre Jack Bauer e não eventos isolados que precisem ser narrados em tempo real.

Porém se isso acontecer, deve ocorrer somente depois do filme. Mas pra mim, a série tem um enorme potencial para os quadrinhos, muito mais do que filmes no cinema. E na TV, Jack Bauer, vai deixar saudades, a boa notícia é que no fim, ele ficou entre nós, escondido. E o que tinha de gente torcendo para ele morrer ali no finzinho…

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios