Jogando

Resumão da Conferência EA e Ubisoft na E3 2010! Rayman está de volta! Fenomenal!

E3 rolando, as conferências já acabaram, mas eu não me esqueci do resumão. Hoje disponibilizo o da EA e da Ubisoft juntos. O legal é que ambos os estúdios não tem a mesma preocupação que a Nintendo, Sony ou Microsoft possuem em termos de hardware, então em geral suas conferências são exclusivamentes focadas nos games. Novos games, gameplays ainda não revelados, demonstrações etc. É uma dinâmica um pouco diferente da conferência dos consoles, que precisam realmente surpreender para irem bem. EA e Ubisoft se focaram mais em demonstrar sequências de games famosos, reviver franquias, demonstrar novos projetos e ainda mostrar um pouco do que está sendo preparado para os novos controles de movimento no mercado. Após o continue, os vídeos e os games mostrados em cada conferência! No geral, eu curti mais a conferência da Ubisoft do que da EA.

Resumão Ponto-a-Ponto!

EA

* Need for Speed Hot Pursuit: A conferência da EA abriu com Need for Speed. O novo game da franquia retoma uma linha e o nome de uma sequência de 1998. Hot Pursuit traz novamente as perseguições policiais à franquia. Foi mostrado um teaser animado bem empolgante, onde carros e mais carros poderosos vão entrando e substituindo quem vai ficando para trás nas perseguições. Também foi feito uma demonstração no palco. Hoje de manhã estava olhando alguns vídeos de gameplay lá no show floor da E3 e não cheguei a ficar empolgado, apesar dos bons gráficos, não é muito diferente do que vi em Burnou Paradise, mas ainda é cedo para fazer tais comparações, ou não, afinal quem está cuidando do desenvolvimento do game é a Criterion Games, que foi responsável por Paradise. O jogo será para X360, PS3 e PC, com uma versão alternativa para Wii pelo estúdio chamado Exient.

* Dead Space 2: Para quem adora Survival Horror, a demonstração de Dead Space 2 foi um prato cheio. Escuro, cheio de momentos de sustos, e muitas criaturas estranhas. Parece mais empolgante que o primeiro game. Não posso dizer muito pela franquia porque até hoje não tive a oportunidade de jogar o primeiro game, mas parece ótimo mesmo. Na conferência da Sony foi revelado que a versão do PS3 virá exclusivamente Dead Space Extraction (que saiu no Wii) adaptado para o Move na edição limitada de Dead Space 2. Vejam a demonstração:

* Medal of Honor: A apresentação deste game na conferência da EA foi muito interessante. Foram chamados diversos gamers no palco para testarem em tempo real o multiplayer do jogo, onde no tela mostrava as telas de todos os jogadores ali. De certa forma é um lição na Microsoft que fica naquelas demonstração que as vezes parecem pré-gravadas. Medal of Honor é o rival de Call of Duty da Activison, particularmente ainda prefiro CoD. Não vi nada no gameplay mostrado que tenha me chamado a atenção a ponto de dizer “ok, isso eu nunca vi”. Mas é uma franquia pra lá de lucrativa para a EA sem dúvidas.

* Gun Club: Não é um jogo, mas uma espécie de grupo online que os jogadores poderão se cadastrar e obter certas vantagens. Por enquanto apenas Bad Company 2 terá esse sistema, que recompensa quem cumprir certas metas no game, uma delas por exemplo, permitirá o acesso ao beta de Medal of Honor. Futuramente outros games irão entegrar o sistema como Dead Space 2 e Medal of Honor. Lembra muito aquela programa de registro online da Ubisoft tem em alguns jogos, que até hoje nunca vi utilidade a não ser dar de graça skins nos games do Naruto e Prince of Persia. Futuramente deve ser interessante estes programas para caçar jogadores piratas nos consoles, mas por hora, ainda a muito que se estruturar. Alias “Gun Club” parece um péssimo nome, parece nome daqueles clubes de armas (de verdade) que tem aos montes nos EUA. Poderia ser algo mais “gamer” como “Shooter Club”. Rá! Na verdade não me pareceu muito diferente. Alias também é meio limitado, poderia muito bem ser algo mais amplo, tipo EA Club e servir para todos os games da empresa, que não são poucos.

* DLC de Battlefield Bad Company 2 [Vietnam]: Foi mostrado um breve trailer da expansão, que trará novos mapas, armas, veículos e itens desbloqueáveis no multiplayer de Bad Company 2. O tempo será a Guerra do Vietinã. Sai para X360, PC e PS3. Aqui não tenho muito o que falar, só acabei me lembrando que preciso comprar este game. Ele foi lançado próximo de Final Fantasy XIII e eu acabei ignorando-o sem querer. Gosto da franquia, bem mais que Medal of Honor diga-se de passagem.

* EA Sports (MMA, Active 2, Madden 11): Se tem uma coisa que não curto muito na EA é o selo Sports. Na verdade é difícil me simpatizar com games de esportes. Durante a conferência, parte dela foi dedicada a mostrar EA MMA, um novo game de luta (meio vale-tudo), o tal Active 2, que usa os controles de movimentodos das plataformas atuais, uma outra espécie do gênero Wii Fit e Madden 11, o mais famoso game de futebol americano. Até nada realmente bombástico, mas todo ano a EA dedica um pedaço de sua conferência para tal linha esportiva. Bom para quem curte, mas em geral é um gênero que acredito agradar mais os americanos que os brasileiros.

* The Sims 3: Um popular franquia do mundo do PC está para chegar nos consoles e portáteis. Chega dia 26 de Outubro deste ano. Pra ser sincero eu achei que já existia The Sims nos videogames, mas pelo visto não. Esta é mais uma franquia que nunca joguei e nunca me senti atraido para tal. Mas sei que existe uma legião de fãs. A EA ressaltou que cada versão de Thes Sims 3 de cada plataforma terá adições extras e exclusivas para cada console. Vejam a apresentação:

* Crysis 2: A demonstração de Crysis 2 foi show! Mostrou o gameplay com excelentes gráficos e adorei a intensidade da partida mostrada na conferência. Houve uma parte em que o jogador atirou numa janela, destruindo-a e logo em seguida correu em direção da mesma e entrou na abertura criada, fugindo dos tiros que estavam pipocando para tudo quanto é lugar. Muito bacana mesmo! Em outro momento, mais ao final, a animação in-game demonstrou o desabamento de um edifício gigantesco ao fundo de onde toda a ação estava acontecendo. Com certeza é um jogo que vai impressionar muita gente quando sair. Essa de atravessar a parede, onde não havia qualquer indicação que poderia ser feito, pra mim foi impressionante. Já vi isso em games sim, mas nunca feito com tamanha realidade, sempre parencendo um pouco falso ou os gráficos nessa parte sempre são meio diferentes, sabem? Crysis 2 conseguiu me empolgar. Sai ainda este ano para PC, X360 e PS3. Terá 3D esteroscópio, o mesmo de Avatar do Cameron, mas não foi explicado se precisaremos de uma TV 3D ou as TVs normais e óculos irão bastar.

* Bulletstorm: Cliff Blezinski subiu ao palco da EA para apresentar pela primeira vez o intenso gameplay da próxima aposta da Epic Games. Muito sangue, explosões, personagens de papo durante todo o combate. Na verdade não me pareceu tão atraente e charmoso como Gears of War, justamente por ser um FPS. A visão em primeira pessoa em alguns games me fazem perder a simpatia pelo personagem, já que não podemos vê-lo. Mas parece um FPS de responsa e cheio de adrenalina. Certamente vou ficar de olho em seu lançamento marcado para Fevereiro de 2011. Ah e já digo, achei uma tremendo vacilo da Epic lançar o game 2 meses antes de Gears of War 3. Não duvido nada que venda por 2 meses e depois caia no total esquecimento quando GoW3 for lançado, mesmo que neste caso seja um multiplataforma. Poderiam muito bem lançar este ano ainda, mas aí é claro que dependerá muito do estágio de desenvolvimento do mesmo. Sei lá, achei que ficou muito próximos os games, no final a Epic acabará competindo com ela mesma no mercado de games. Se fosse um grande estúdio eu até entendo, mas a Epic não parece ser um que pode se dar o luxo disso.

* Stars Wars The Old Republic: Para fechar foi mostrado o excelente trailer desse MMO que está nas mãos da Bioware. Parece uma animação para cinema. Sensacional! Não há gameplay, mas quem precisa disso quando é mostrado um vídeo assim? Não sei muito desse game, futuramente vou procurar saber mais detalhes, mas MMO é outra área que também não entendo muito, já que é um gênero quase que exclusivo para PC.

Hora de dar uma olhada na Ubisoft e seus games! Que pra mim foram mais empolgantes!

Ubisoft

* Child of Eden: Foi uma das aberturas de conferências mais legais dessa E3. O jogo o Théo já comentou neste post. Parece divertidaço e foi o primeiro game para o Kinect que me empolgou a experimentar. Legal a forma como o braço esticado controla o pointer na tela e os movimentos com a mão permitem atirar, sem ser um movimento brusco e pesado. Foi um gesto bem simples que permite atirar sem apertar botão algum. Fiquei realmente animado e achei o primeiro game realmente original para o Kinect. Não poderia ter sido diferente do criador de Lumines, Rex e Meteos. Viciante só de olhar sem dúvidas!

* Assassin’s Creed Brotherhood: O que dizer aqui? Um dos mais esperados games da conferência. Tratado com responsabilidade e atenção. Teve teaser, trailer e demonstração. O gameplay foi impressionando, mostrando a pequena vilinha do Ezio sendo destruida, personagem morrendo, gameplay com cavalo, com canhões, combates etc. Foi um verdadeiro show para o que obviamente tratava de uma fase tutorial. Os prédios caindo e sendo destruindo ao redor do jogador enquanto o gameplay rolava foi animador. Certamente deixou todo mundo com vontade de experimentar.

* Shaunwhite Skateboarding: Cacilda, Shaunwhite retornou, agora para um game de skate. Depois de dois games de snowboarding que não se expressaram muito, a Ubisoft continua apostando no cara. Na verdade, não me pareceu ruim a idéia do game quando foi mostrado o gameplay. Para um game de skateboarding a liberdade para se fazer o que quiser precisa ser enorme e o jogo parece cumprir essa função. Há uma opção que permite criar linhas para onde o jogador acaba indo para qualquer lugar, incluindo para topo de prédios. Em geral os games de skate ficam apenas no chão, e SWS vai bem mais longe do que isso. Os cenários também mudam conforme certos objetivos forem sendo executados. Para os fãs do gênero, me parece uma excelente premissa e um potencial game que tem tudo para ser divertido, um dos motivos essenciais para se jogar um game, certo?

* Battle Tag: Pra mim foi o grande fiasco da E3! É sério! Pra mim esse acessório nada mais é do que um brinquedo eletrônico. Nem tenho palavras para explicar o quão sem noção é apresentar isso numa conferência para videogames. Vejam por sua conta e risco:

* Innergy: Lembram do Vitaly Sensor da Nintendo? Pois é, parece que a Nintendo não foi para a frente com o pequeno acessório que servia para medir certos pulsos e coisas do corpo humano e jogar tais dados num game. A Ubisoft fez o seu próprio Vitaly Sensor e mostrou um jogo prático para tal. Não parece nem um pouco animador um game que controla a sua respiração, mas vai entender, hoje em dia tem games para tudo quanto é gênero e jogadores. Sinceramente eu nunca pagaria para jogar algo assim. E até mesmo de graça, não sei se me divertiria jogando. Pelo que dá a entender, o game tem mais a oferecer, mas a Ubisoft não mostrou. O jeito é aguardar o futuro e ver o que será de Innergy.

* Games para o Kinect (Sports e Your Shape): Os games de esportes que serão comportados pelo Kinect foram mostrados muito rapidamente e ainda naquele tipo de comercial família feliz, ou seja, não dá para se esperar nada por enquanto. Faltou uma verdadeira demonstração do título. Enquanto isso o tal “Your Shape”, recebeu a mesmíssima apresentação que foi realizado na conferência da Microsoft. Tédio total então. A Ubisoft nem para preparar algo diferente, foi igualzinho.

* Raving Rabbids Travel in Time: Caraca! Os coelhos estão de volta para seu game anual, afinal, todo ano sai um. O trailer é simplesmente hilário, mas não foi mostrado nenhum gameplay na conferência. Tudo indica que o jogo deve seguir o mesmo estilo do game do ano passado, com os coelhos colhendo itens num carrinho de supermercado, porém agora eles poderão viajar pelo tempo. Infelizmente a franquia continua exclusiva para o Wii, mesmo com o Move e o Kinect próximos do lançamento. Será que os famosos coelhos não vão ganhar versões em alta-definição para os novos sensores/controles de movimento? Seria legal. Lançamento ainda este ano, claro.

* Ghost Recon Future Soldier: Uma bela demonstração foi realizado neste game, que para minha surpresa trata-se de um TPS (Third-Person-Shooter). Estava o tempo todo achando que seria mais um game em primeira pessoa antes da apresentação da Microsoft. O game tem um alto fato stealth, o gameplay mostrava um estágio onde o soldado ficava invisível e ia matando inimigo a inimigo, um por vez, sempre furtivamente. Mas depois mostrou o intenso tiroteiro, que é comum ao gênero. Bons gráficos, ótimo stealth (estamo em faltas de games assim atualmente) e o melhor de tudo pra mim é ser em terceira pessoa.

* Driver San Francisco: Chegando na reta final da conferência. Finalmente todos os detalhes de Driver foram postos à mesa. O detetive Tanner (do primeiro game) está de volta e Jericho, o vilão do segundo Driver idem. O foco do desenvolvimento, segundo a Ubisoft está sendo voltar às origens da franquia, porém há novidades, foi mostrado uma opção onde permite o jogador trocar de carro sem sair dos veículos. Claro que será uma habilidade limitada, e aos poucos com o evoluir do game será expandida e evoluida. Tem quem não tenha gostado, por aparentar facilitar demais o jogo, mas a Ubisoft não deixou claro se será obrigatório o seu uso, o que duvido muito. Quem gosta de sair do carro e correr atrás de um outro, acredito que poderá fazendo isso. A trama também foi repassada meio superficialmente, para explicar como será possível esse pulo automático de um carro à outro. Aparentemente o protagonista do game está em coma e por isso tais habilidades sobrenaturais. Ok, parece bizarro e tosco, mas eu realmente achei interessante a idéia da Ubisoft, assim como o esforço para reformar à franquia com os melhores elementos que a série já teve. E os gráficos parecem ótimos. Lançamento ainda este ano.

* Project Dust: Posso ser sincero? Eu não confio na Ubisoft nestes projetos em estágio inicial de desenvolvimento. O estúdio tem um terrível histórico de engavetar games neste estágio. Splinter Cell Conviction levou anos e teve que ser reformado em determinado estágio. I Am Alive nem ao menos apareceu na conferência, apesar da Ubisoft ter soltado um teaser (bem sem sal) no dia seguinte e postado aqui, e nem quero lembrar de Beyond Good & Evil 2 que simplesmente desapareceu. Não confio na Ubisoft mesmo. Lembro o quanto Rayman 4 parecia mais aventureiro (apesar dos gráficos toscos) antes de se tornar Rayman Rabbids (não se lembra? clique aqui). Não foi comentado muito sobre o game abaixo. O teaser não diz muito sobre o que ele poderá se tornar. Uma animação CG hoje em dia é fácil fazer, o problema depois é o gameplay condizer com o que foi mostrado.

* Rayman Origins: O melhor de ambas as conferências! “Rayman is back!” E no formato mais clássico possível. Gráficos 2D lindíssimos, alta definição, distribuição digital (o que significa preço menor) e plataforma em modo cooperativo para 2 jogadores. O teaser é genial! Na conferência foi mencionado que o game está sendo feito por apenas 5 funcionários do estúdio. Que coisa, não? Fiquei extremamente empolgado com o retorno de Rayman! Comprarei sem pensar duas vezes! Existe um site oficial que vale a pena ficar de olho: http://raymanorigins.uk.ubi.com/

* ManiaPlanet: Vou ser sincero e dizer que ainda não entendi completamente sobre do que se trata isso. Eu pesquisei e li pela internet, mas não sei colocar em palavras. Parece ser uma ferramente que permite criar games e compartilha-los online pelo PC, criando uma comunidade online que interegem dentro do próprio sistema. Vejam para entender melhor (apesar de ainda estar confuso).

* Michael Jackson The Game: O que dizer? Um game do famoso popstar, um dos maiores ícones musicais da humanidade. Na conferência, a Ubisoft meio que me confundiu um pouco. Mostrou os dançarinos no palco numa coreografia de Beat It, mas não mostrou nada do jogo. Acabou a música, acabou a conferência. Mas segundo rola na internet, utilizará o Move, o Kinect e também o Wiimote. Para casuais e fãs do cantor? Sem dúvida.

É isso pessoal. A próxima conferência a ser destrinchada será a da Sony. Me esforçarei para postar amanhã mesmo. Gostei bastante das conferências da EA e da Ubisoft, que foram muito melhores que a versão de 2009. A ubisoft apresentou mais games que me interessante e o retorno de Rayman valeu totalmente a noite da conferência. Fiquei tão animado quanto Donkey Kong e Kirby na conferência da Nintendo. Fazia anos que esperava o retorno desse grande mascote!

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios