Algumas das novidades das séries para a próxima temporada americana! [2010/2011] [Comic-Con]

Colaborou especialmente para este post: Théo Medeiros!

A Comic-Con em San Diego acabou faz alguns dias já, mas ainda ficou faltando a gente aqui do blog falar um pouquinho sobre as novidades das séries e suas respectivas temporadas, que sempre recebem uma grande atenção por parte dos fãs neste evento norte-americano. Sendo assim conversei com o Théo e decidimos criar um postão com algumas das novidades reveladas no evento de oito séries americanas, só pela imagem acima você já saca quais são, né? Eu fiz o resumo de 4 séries e o Théo de mais 4. Foi bacana escrever um post em dupla, devíamos fazer mais disso aqui no blog com maior frequência. XD

Enfim, também quero avisar, que apesar da falta de novos “Papo de Série” nestas últimas semanas, não desistimos do projeto. Mas cada tempo a seu tempo, estamos naqueles meses de maresia norte-americana, onde as séries estão na época de reprise, ou apenas algumas, como Warehouse 13 estão sendo exibidas em novos episódios. Sobre esta mencionada, estou para começar a ver, assim que os animês, HQs e games parados aqui em casa me permitir a tarefa. Neste final de semana fiquei aguardando o sexto episódios de Futurama para um postão de 4 episódios, mas infelizmente o pessoal que legenda o desenho por aqui, atrasou e só ontem a legenda saiu. Mas não faz mal, logo logo o Papo de Série volta a ter maior atenção por aqui. 😉

Após o continue as novidades das séries, vale lembrar que pode ocasionar spoilers e menções aos finais de temporadas de 2009/2010, então quem não está em dia com algumas destas séries, é melhor ler com cuidado. Mas se você já viu todos os finais de temporada, pode ler as informações sem medo, pois os produtores não costumam dar grandes spoilers na Comic-Con, apenas uma passada geral pelo que podemos esperar na nova temporada.

Supernatural – Ano 6

(Por Théo)

Essa nova temporada da série deverá ter episódios fechados, com mistérios sendo apresentados e resolvidos no mesmo episódio, lembrando um pouco o ritmo da série durante a primeira temporada. Irão aparecer mais monstros, como vampiros e fadas, e a presença deles são uma consequência das ações de Castiel como o ‘chefão do Céu’. Falando do personagem, ele deverá ressuscitar e estará de volta à Terra para mais uma missão. Já os irmãos Winchester: Dean, acreditando que seu irmão está morto, passa a trabalhar em uma construtora e se caso com Lisa, assumindo de vez o papel de pai para o filho dela. Sam consegue escapar do Inferno, mas o personagem sofreu uma mudança drástica: ele está ainda mais agressivo a ponto de não deixar que questões morais ou emocionais interfiram em suas ações.

A história deve seguir a premissa de que Céu e Inferno estão completamente em caos, desorganizados. E novamente os irmãos irão se juntar para derrotar as criaturas responsáveis por essa bagunça. Devemos conhecer um pouco mais da história da família Winchester e irá ter algumas participações especiais, como o avô Samuel Campbell (que já apareceu na série) e um primo por parte de mãe chamado Cristian. Infelizmente não há previsão de retorno do ator Jeffrey Dean Morgan, que interpreta John pai dos irmãos. A nova temporada estréia no dia 24 de Setembro, e passa a ser exbida as sextas.

Ainda estou dúvida com essa nova temporada de Supernatural. Estou adorando o fato de termos mais aventuras dos irmãos Winchester para nos divertir, mas não consigo esquecer o fato de que a série foi planejada tendo em mente apenas cinco temporadas. Essa sexta temporada só existe devido a alto índice de audiência da última temporada. E minha desconfiança só aumentou depois de ler que o criador e principal roteirista da série, Eric Kripke, não estará de volta. Quer dizer, ele apenas irá supervisionar os roteiros, mas não irá criar novas histórias. O jeito é esperar pra ver!

(Por Thiago)

Assim como o Théo, eu também estou com a pulga atrás da orelha. Achei interessante que segundo os produtores, se a série acabasse realmente no quinto ano, Sam permaneceria morto mesmo. Isso significa que quando Supernatural acabar definitivamente, o Sam vai morrer, de novo? Nem sei dizer o que acho disso, mas seria muito bom um final como da quinta temporada, com Som morto e Dean vivendo da forma como o irmão sempre quis para si. Mas não dá pra acabar a série dessa forma novamente e com isso fica difícil imaginar uma nova conclusão tão ousada quanto foi a do ano 5.

Também não gostei muito a idéia de episódios fechados. Os primeiros anos eram assim e não gostava muito do ritmo da série, sempre mesclando episódios medianos com bons. Se não tiver uma boa trama central esse sexto ano, vai ser uma desgraça pra série. Ah, lembrando que a mudança de exibição para às sextas, significa que a CW, que exibe a série, quer realmente acabar com ela, pois é na sexta que as séries tem menos audiência e com isso elas justificam o cancelamento ao final da temporada. Era pra isso alias ter acontecido com Smallville em 2009, mas a série acabou ganhando audiência nas noites de sextas. Será que Supernatural consegue o mesmo feito? Sei não. E eu queria muito que o pai dos garotos retornasse pelo menos para o encerramento da série, uma pena o ator estar atolado de trabalho, quer dizer, pena pra gente, que é fã, pra ele deve ser bom estar cheio de trabalho. XD

O vídeo abaixo está “lixão” eu sei, mas é o único que tem o preview gravado na Comic-Con. Quando o oficial for disponibilizado, atualizarei o post.

Smallville – Ano 10

(Por Thiago)

O último (será?) ano de Smallville parece que vai empolgar os fãs da série. Foram reveladas novidades muito empolgantes, na minha opinião, como o destaque para o uniforme do Superman e o retorno especial de personagens como o Jonathan Kent (John Schneider) e Lionel Luthor (John Glover). Alias, um dos momentos mais marcantes na série pra mim foi quando os roteiristas resolveram “matar” o pai de Clark, na quinta temporada. Foi realmente um episódio chocante e nada tira da minha cabeça que foi por isso que mais à frente, Jonathan Kent também foi morto nos quadrinhos oficiais do Superman. Aparentemente nada de Michael Rosenbaum, o Lex Luthor, retornar para finalizar a série, séria ótimo ver Lex se reerguendo no úlltimo capítulo do show. Mas a esperança é a última que morre.

O Arqueiro-Verde deve ganhar um novo uniforme, o que já estava na hora, alias é comum nos quadrinhos os uniformes dos heróis também sofrerem mudanças ao longo dos anos, o Robin, por exemplo, que o diga, já que parece que a cada ano mudam o figurino do personagem, mas os vilões nunca esquecem do Dick Grayson se shortinho. Rá!

Para a nova temporada também já se confirmou o surgimento de mais personagens do universo DC como Gladiador Dourado e Skeets, Besouro Azul, o Esquadrão Suicida (mencionado no ano 9), Darkseid e os Novos Deuses (também com indicações no final da temporada passada). Quero só ver o que os produtores farão com o Darkseid, que deve realmente ser o vilão supremo da temporada. Séries como Buffy e Supernatural já trabalharam com Deuses e mandaram bem, vamos ver se Smallville consegue a mesma façanha. Só espero que não deêm uma aparencia “humana” ao vilão. Braniac (James Masters) e Gavião Negro (Michael Shanks), outros personagens bacanas criados ao longo da série também retornar para o décimo ano!

E ainda se discute a criação de uma outra série de super-heróis para substituir Smallville se ela realmente vier a ser cancelada em 2011. Não acho que nenhum dos personagens que apareceram até aqui na série do azulão tenha potencial para um spin-off (série derivada). Fico pensando no Arqueiro-Verde, mas sei lá, não acho que Oliver Queen se sustenta numa série solo. E muito menos acredito numa “Liga da Justiça Jovem” Live-Action. Seria muito estranho, mesmo que o conceito do grupo tenha se formado em Smallville, a identidade do show sempre foi Clark Kent e não algo como episódios fechados em “salvar o mundo de um super-vilão”.

Enfim, parece que Smallville vai mesmo terminar, sem nem ao menos tentarem inserir na série um jovem Bruce Wayne. Putz, pra mim só faltou isso. Se Clark já está começando a sua vida em Metrópolis como Superman, porque não pode ter um Bruce Wayne começando a lenda do Cavaleiro das Trevas em Gotham? Tudo bem não terem feito isso antes por causa dos filmes do herói nos cinemas, mas parece que Batman 3 vai demorar um pouco pra sair do papel, então porque não deixar a gente se divertir um pouco com um Bruce Wayne no estilo Smallville?

O trailer abaixo apesar de uma razoável qualidade de imagem, estão com o som ruim. Mas dá para se empolgar com muita coisa ali, uniforme do Superman, Vovó Bondade, Kara (Supergirl), Jonathan Kent etc!

Dexter – Ano 5

(Por Théo)

Outra série que teve que ser levemente atrasada por conta de doença. O ator principal da série, Michael C. Hall, também estava na luta contra um câncer do sistema linfático. Mas ele já está completamente curado e participando ativamente das gravações da quinta temporada de Dexter. Quem acompanhou a quarta temporada sabe que ela terminou com uma sequência de tirar o fôlego: o assassinato de Rita pelo serial-killier Trinity. Novamente, poucas novidades foram divulgadas, até porque a supresa é o grande trunfo da série, mas os produtores e elenco chegaram a confirmar algumas coisas.

A história da quinta temporada deverá se focar mais ainda em Dexter e a sua habilidade (ou falta de) em controlar suas emoções. O personagem deverá conciliar o luto pela esposa, com as suspeitas da polícia e o fato de ele ser um pai solteiro de três filhos. O lado mais sombrio de Dexter, deverá ser posto um pouco de lado, mas não ficará totalmente excluído. A situação do personagem causará um certo desconforto nos demais personagens e o seu colega de trabalho Quinn, começará a suspeitar do comportamento de Dexter. Outra que também começa a suspeitar dele é a sua irmã Debra, que irá tentar balancear as suas suspeitas com o papel de tia atenciosa. Rita e Harry, personagens já falecidos, deverão continuar aparecendo nessa nova temporada, que já contratou novos atores, como Julia Stiles, Jonny Lee Miller, Peter Weller e Katherine Moennig. A quinta temporada de Dexter está prevista para estreiar em 26 de Setembro. Um vídeo promocional e um trailer dessa nova temporada já foram divulgados:

Fringe – Ano 3

(Por Thiago)

Quanto a Fringe não foram reveladas tantas novidades quanto Smallville, por exemplo. Mas foi debatido alguns pontos interessantes durante a presença dos produtores e atores da série na Comic-Con. Com o final de Lost, os produtores esperam que muitos dos fãs de J.J.Abrams passem a acompanhar Fringe. Não vejo muita lógica nisso, Fringe e Lost são bem diferentes, e na realidade Abrams já nem está diretamente envolvido com a série, o diretor produtor está fazendo uma série bem clone de Sr. e Sra. Smith, que dei uma olhada numa prévia que rolou na internet e me lembra um pouco a simplicidade de Alias, pena que o conceito da série seja tão cara de pau com o filme hollywoodiano. Aos curiosos pela nova série de Abrams, procurem no You Tube, o vídeo promocional de “Undercovers”.

Voltando à Fringe, o tema do terceiro ano não poderia ser outro: Dualidade. Mais histórias envolvendo o universo paralelo mostrado ao final do segundo ano e dos respectivos personagens e suas versões, que não necessariamente são malignas. Como todo mundo já suspeitava, Leonard Nimoy que interpreta o personagem William Bell na série não deve voltar, a menos que o ator, já aposentado, queira. Como a série já deu um fim para o personagem, não vai causar buracos no enredo, mas parece que se Nimoy quiser, os produtores podem inventer algo para ele participar (flashbacks, por exemplo).

Durante um dos primeiros episódios da nova temporada deve-se contar mais sobre a histórias das duas Astrids. Ah, e como os produtores esperam uma maior audiência para esta temporada (razões no primeiro parágrafo), Fringe continua sendo estruturada com episódios fechados, ou seja, começo, meio e fim a cada 44 minutos, mesmo que no plano geral exista uma história de fundo que dá o contorno da temporada. Existe a preocupação de que as pessoas possam sintonizar o canal e ver ocasionalmente os episódios, sem ficar perdido na trama. Sei lá o que achar disso, os primeiros anos teve muitos episódios fechados realmente tediosos e ruins, vamos ver agora com as possibilidades do ano 3.

No geral Fringe vem melhorando, mas ainda falta alguma para ser aquela série imperdível, sabem?

V – Ano 2

(Por Théo)

A segunda temporada de V parece que vai ser uma reformulação total da série. Isso se deve a uma disputa judicial que rolou nos bastidores da série, nela Kenneth Johnson (o autor da série V original) tentava incluir seu nome nos créditos da série e também pegar uma participação nos lucros da mesma, sob a justificativa de que ela é um remake da história criada por ele. No final, a justiça decidiu em seu favor. Mas vamos deixar de lado os bastidores e vamos nos concentrar no que veremos de novidade na série. De acordo com os produtores, a curta primeira temporada (foram só doze episódios) foi apenas uma introdução ao universo de V e que a partir da segunda temporada é quando a série irá realmente começar.

Sobre os personangens, podemos aguardam grandes surpresas. Iremos conhecer a mãe de Anna e veremos um pouco do planeta dos visitantes, já que a personagem estará em seu habitat natural. Não divulgaram o nome da personagem nem a atriz que irá interpretá-la, mas enquanto falava da personagem, o produtor da série Scott Rosenbaum, deixou escapar o nome Diana. Que pode ser a mesma personagem que liderou a invasão na Terra da série original, cogitou-se até a possibilidade de que a atriz Jane Badler, intérprete de Diana, possa retornar ao papel. Os demais personagens: Erica deverá ter uma relação mais maternal com Lisa e Tyler irá se aproximar ainda mais de Anna. E é bem possível que finalmente iremos saber o porque de Anna considerar Tyler um ser humano excepcional. O Padre Jack irá exercer mais o seu papel de soldado, enfrentando dilemas morais ainda mais complicados que os vistos na primeira temporada, e o jornalista Chad irá finalmente escolher de qual lado ele lutará, mas ainda vai manter a sua ambigua relação com Anna. O Visitante Ryan que estava do lado dos humanos, irá se voltar contra nós após a perda de sua noiva humana Val.

O pano de fundo dessa nova temporada deverá ser o passado dos Visitantes, irá ser revelado a quanto tempo eles estão por aqui nos observando e se eles tiveram alguma influência (cultural ou política) aqui na Terra. Com esse argumento os produtores devem conseguir resultados bem curiosos, a exemplo de Fringe que explora as diferenças entre as realidades, torço para que consigam fazer algo tão divertido quanto. E que não tenham medo de tocar em acontecimentos mais polêmicos: já pensou se o ataque terrorista ao World Trade Center fosse uma distração para alguma atividade dos visitantes?! Aguardo ansioso para ver o que irão fazer!

The Vampire Diaries – Ano 2

(Por Thiago)

Eu sei que o universo de Crepúsculo fervem o sangue de um monte de gente hoje em dia, como pode algo como aquilo fazer sucesso? Não vou discutir a qualidade de Crespúsculo, porque eu também não gosto e acho muito forçado algumas coisas ali. Assim como também acho forçado muitos dos elementos utilizados em The Vampire Diaries. Admito que comecei a ver a série só como farra, mas no final acabei identificando nela muitos elementos e detalhes que Joss Whedon já utilizava em Buffy – A Caça Vampiros, a minha série de vampiros favorita até hoje. Também sei que Vampire Diaries é baseado em alguns livros e que os livros são bem mais antigos que Crepúsculo, apesar da óbvia influência do filme dos cinemas para o surgimento de uma série assim na TV americana.

Felizmente nesta série, os Vampiros não brilham no sol. Acho bacana alguns elementos deste universo, como os anéis que permitem eles andarem ao sol e a de que deve ter permissão do morador para entrar na casa do mesmo. Isso também tinha em Buffy de Whedon. O primeiro ano teve bastante dramalhão e aquele romance água com açucar da mocinha e do vampiro, apesar de que a personagem Elena é meio intrometida e não é daquelas que fogem do perigo, e no final da temporada tem a Katherine chegando na cidade, a versão vampira de Elena que chega botando banca. Isso me fez lembrar um pouco de quando Drusilla e Spike chegam em Sunnydale em Buffy. Rá! Melhor eu parar por aqui porque as comparações com Buffy não vão parar.

Para o segundo ano, os produtores prometeram mais mortes de personagens, e vão inserir à trama a mitologia do lobisomen, através do personagem Tyler Lockwood. Isso já tinha ficado meio óbvio no final da primeira temporada, mas sei lá. Buffy tinha Vampiro, Lobisomen, Frankystein, Fantasma e mais uma infinidade de seres das histórias de horror e sabia muito bem como manejar a alegoria de criaturas, então não acho que vai acontecer como Crepúsculo. Os produtores mencionaram o filme Teen Wolf (O Garoto do Futuro) de 1985 com Michael J. Fox como influência a ser usada para o lobisomen. Não lembro do filme! É muito antigo! Rá!

E com Katherine rodando na trama, haverá uma inversão de papéis dos irmãos vampiros, Damon deve assumir um papel mais calmo nesta temporada, enquanto Stefan vai brigar com as trevas de seu lado vampiro e deve ficar um pouco mais sombrio no começo desta temporada (coisa que já havia acontecendo no final do primeiro ano também). Quanto ao personagem Jeremy, os produtores acabaram não revelando que vai acontecer com o irmão de Elena, se ele vai acordar como vampiro ou humano quando a temporada começar. Deixaram o suspense em aberto, se bem que eu não me importo muito com este personagem.

Enfim, vou continuar vendo The Vampires Diaries. Gosto do tema, mesmo que ele esteja banalizado atualmente graças à Crepusculo, mas no caso desta série de TV, a muita coisa que me lembra Buffy (mencionado exaustivamente neste texto, eu sei), principalmente os episódios com Bruxas e corre-corre para fugir dos vampiros vilões, foi muito bom terem acrescentado outros vampiros à série do que apenas os irmãos, assim como o perigo real de que qualquer personagem ali pode morrer. E as bugigantes místicas e todas as regras que os vampiros precisam seguir. É realmente uma mitologia muito bem estruturada, graças aos livros da série, que infelizmente nunca li para poder comparar com a série.

Horrível o vídeo! Mas pelo menos dá pra dar uma idéia do que vai rolar no começo da nova temporada. Comic-Con é assim mesmo. Primeiro sai estes vídeos de horrivel qualidade, mas daqui algumas semanas vão caindo na net os oficiais.

Glee – Ano 2

(Por Théo)

Glee começou de uma audiência tímida mas foi cativando cada vez mais seus telespectadores e hoje se tornou um fenômeno mundial! Os cds com as músicas das séries estão há semanas na lista dos mais vendidos, os ingressos para os shows (sim, os atores/cantores estão em turnê interpretando as músicas da série) se esgotam em questão de horas e a venda do dvd da primeira temporada vai muito bem, obrigado. Os rumores da segunda temporada já estão circulando na Internet fazem muito tempo, mas após o painel da série na Comic-Con é que tivemos confirmações.

Após perderem a competição regional para o Vocal Adrenaline, os integrantes do Glee serão desprezados ainda mais na escola. Por conta disso, o grupo irá trabalhar ainda mais para conseguirem uma vaga em uma grande competição em Nova Iorque, recrutando ainda mais alunos para o grupo. Não gostei disso, a série já possui uma quantidade enorme de personagens e todos eles não possuem um devido tempo de tela, já que o foco da série acaba sempre ficando no casal Rachel e Finn. Mas em compensação, irão mostrar um pouco mais da família dos personagens, incluindo a irmão mais velha (e inteligente) de Brittany, os pais de Rachel e a mãe de Artie. Ryan Murphy disse que irão se concentrar um pouco mais no desenvolvimento dos personagens. Kurt deverá ganhar um namorado e ambos irão se candidatar para Rei do Baile de Formatura. Enquanto isso Brittany e Santana poderão ter um rápido romance.

Já que a série irá focar um pouco mais nos personagens, haverá um número menor de números musicais, algo em torno de cinco ou seis por episódio. Mas não desanimem, haverão ainda episódios totalmente musicais e até alguns tributos a certos artistas e filmes, como Britney Spears (com uma música cantada por Brittany!) e do musical The Rocky Horror Picture Show. Haverá até um episódio focado nas religiões onde Mercedes leverá Kurt na Igreja e músicas como “Papa, Can You Hear Me” do musical Yentl e “Losing My Religion” da banda REM.

The Big Bang Theory – Ano 04

(Por Thiago)

Uma série que quando surgiu em 2007 era fabulosamente criativa e divertida e que, apesar de ainda manter o sucesso e a legião de fãs, na minha opinião, perdeu um pouco de pique em sua terceira temporada exibida entre 2009/2010.

Gosto de Big Bang, ainda mais dos episódios centrados em Penny e Sheldon juntos, mas pra mim o último ano da série apresentou poucas novidades, muitas piadas repetidas e até mesmo o cenário que é sempre o mesmo começa a me cansar. Big Bang não é como Seinfeld, que com temporadas ótimas, sempre aparecia em cada temporada episódios ousados e inovadores, que mudavam a forma de narrar um episódio (por exemplo, aquele episódio onde a história como de trás para frente ou aquele do restaurante chinês).

Pode parecer injusto e até irracional comparar Big Bang com Seinfeld, mas a verdade é que a série nerd explodiu de tamanha forma, que esperava uma maior gama de episódios geniais e criativos, mas quase sempre as piadas focam nos mesmos vícios engraçados dos personagens do que na situação em que estão metidos, e com isso a narrativa dos episódios segue a mesma formula básica das séries de TV, não há ousadia ou originalidade. Por exemplo, mês passado eu assisti um episódio muito bom de Mad About You (caraca! é velho eu sei!) onde o episódio em questão foi inteirinho filmado em uma única tomada. REPITO: Em uma única tomada! Você sabe o que isso quer dizer? Que os atores (Paul Reiser e Helen Hunt) ficaram atuando por 22 minutos inteiros, sem cortes, sem pausa, sem erro! A câmera ficou parada por 22 minutos e a história rolou desta perspectiva durante todo o episódio, e o pior é que a história foi muito bacana! Se isso não é ousadia, eu não sei o que pode ser.

Para a nova temporada de Big Bang, pouquíssimas informações foram reveladas. Leonard e Penny continuam separados, o que pra mim não muda nada, acho que os produtores pretendem criar um relacionamento meio Ross e Rachel (de Friends). Fico meio com o pé atrás com isso, porque Friends foi um marco na TV e não precisou de muita coisa, mas Big Bang ainda tem que comer muito feijão com arroz para se conseguir tanto mérito quanto a série dos amigos inseparáveis. Quanto as participações, Wil Wheaton está confirmado que volta para mais um episódio como aqui-inimigo de Sheldon, e Steve Wozniak, um dos fundadores da Apple também vai participar de um outro episódio da nova temporada. Por fim, a atriz Mayim Bialik, a eterna “Blossom”, retorna para continuar o papel de sua personagem ao final do ano 3. Alias, uma das decepções que tive no final desta temporada foi isso, justamente quanto Mayim aparece com uma versão feminidade da personalidade de Sheldon pra lá de engraçado, a temporada acaba. Fiquei com aquele gosto amargo na boca. Os roteiristas deveriam ter apresentado a personagem um pouco mais cedo neste episódio. Fico feliz que ela retorna na nova temporada para ver se Sheldon consegue ou não ter um interesse romântico. Espero que ela fique por ali por alguns episódios, vou ficar decepcionado novamente se os produtores colocarem ela apenas no primeiro episódio da nova temporada e depois a descartarem.

Sei que fui duro com The Big Bang Theory, mas realmente tinha muitas expectativas para a série e hoje em dia a TV americana carece de uma boa série de comédia, que seja ousada e inovadora. Big Bang pode ser engraçada, mas está longe da inovação e da ousadia que merece.

——-

Um último detalhe para finalizar o post:

Dou todos os créditos pelas informações deste postão para a o Blog Temporadas, da jornalista Fernanda Furquim. Alias quem quiser ver outras informações de outras séries mostradas na Comic-Con deste final de semana, recomendo que deêm um pulo lá no blog da Fernanda, que na minha opinião é um dos melhores blogs brasileiros sobre séries americanas. Não me dou muito bem com sites e blogues brasileiros, mas este é sempre atualizado diariamente e as informações são fresquíssimas lá. Fica a valiosa dica.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
More from Thiago Machuca

A belíssima cinematic de Halo 5! Porém, e o problema do preço?

Caramba! Tá bonito demais essa cinematic de Halo 5! O rosto e...
Read More