AssistindoReflexões & Opiniões

Era uma vez uma época em que a programação infantojuvenil acrescentava algo… [Reflexão]

Há algum tempo eu fiz um post falando sobre os únicos desenhos que, na minha opinião, salvavam a programação matinal da Tv aberta.

Revendo tudo o que li e passado algum tempo resolvi que o assunto valia um post maior e mais detalhado. E aqui vamos:

Estudei a tarde até a quinta série, então, a programação infantil matinal fazia parte do meu dia a dia. E eu acompanhei de tudo um pouco no que diz respeito à televisão: de Os Trapalhões (com a equipe completa, na boa fase), Xuxa, Angélica, Mara Maravilha, Tv Colosso (com alguns personagens lendários como Gilmar, o contraregra, Roberval – O Ladrão de Chocolates, Capcahão, aquele repórter e a protagnoista Priscila – que eu não tenho afeto, por sinal), exibição de todas as versões do Sítio do Pica Pau Amarelo, até o início da TV Globinho, quando a intenção era fazer uma televisão feita por crianças. Além de Castelo RÁ-Tim-Bum, Glub Glub, X-Tudo, Mundo da Lua e muuuita coisa boa da Tv Cultura! (Boa mesmo: divertido e esperto – não é só porque era pseudo lúdica e cultural, como tentam fazer hoje em dia).

Quando mudei para a turma da manhã, pude conferir o auge dos animes da TV Manchete, com Yu Yu Hakusho, Cavaleiros do Zodiaco, U.S Mangá (que exibia OVAs), fora os Tokusatsus e, no SBT, a Tv Cruj, entre outros que não lembro.

Devo citar ainda Sábado Animado, também do SBT (que exibia Street Fighter, Guerreiras Mágicas de Rayert entre outros) e Bom Dia & Cia, com Eliana…

Cheguei a assitir Huguinho, lembram? Aquele que a pessoa telefonava e jogava discando os números para ganhar prêmios…

E aí que me vem à mente o desespero e a pena que tenho das crianças de hoje em dia, ligando para o SBT pela manhã, apostando em corrida de ratos e cavalos de plásticos, com aqueles dois apresentadores bem abaixo da média – em carisma e sinceridade mesmo.
Yudi Tamashiro, o menino do casal, agora com 18 anos, desfila com loiras e carrões… Enfim, é só um reflexo do que estar por vir…

TV Globinho é um insulto à inteligêcnia com mais um casal fazendo brincadeiras bem ao estilo Teletubie, sempre, sempre mesmo, menosprezando a inteligência das crianças, com programas pré-gravados que podem significar e tratar de qualqeur coisa: “vem aí mais uma aventura sensacional!”.

É verdade que o horário da manhã é bem mais barato para anunciantes (o meio da tarde também) e talvez por isso, não haja comprometimento com a qualidade, não sei…

Bom, mas, porque no passado se ofereciam coisas melhores? Será que me tornei apenas um cara nostálgico daqueles que dizem: “no meu tempo, era melhor isso, isso e mais aquilo?”.

Acredito que não. Infelizmente.

Acho mesmo é que não há mais interesse, de verdade. É um sistema acomodado com 20 anos de Malhação, reciclando roteiros em jovens vilões e mocinhas que engravidam ou não… Parece piada, mas, antes da época do “Dado”, quando Selton Mello fazia parte da série, logo no começo mesmo… Ali era para ter terminado e algo novo ser feito.

Não é à toa que Carrosel, Chiquititas entre outras novelinhas infantis fizeram um super sucesso, mas, terminaram um dia. E hoje, as pessoas falam com com certa saudade ou riso: “como gostava daquilo?”. Ou: “como Maria Joaquina ficou bonita (para não ser grosseiro hehehe).”

Agora, tudo está relacionado aos tais draminhas adolescentes, na visão global da coisa, aquela que vibra com a pancadaria e baixaria de Big Brother e A Fazenda, por exemplo.

Lembro que tinha um seriado chamado de “Confissões de Adolescente”, que apresentou Deborah Seco ao mundo, digamos assim. Era um monte de garotas falando sobre a vida, como adolescentes falam: sem draminhas, sem tramas maquiavélicas para roubar o namorado dos outros, enfim…

Devo lembrar ainda da exibião da incrível e clássica série “Anos Incríveis” – que faz chorar qualquer marmanjo e vale apena você conhecer, não importa a idade que você tenha.

A pergunta que me fica hoje é: de que essas crianças e esses adolescentes vão sentir saudade no futuro, sabe?

Eu vejo tudo irrelevante, efêmero e passageiro e falo apenas da programação infantil, para não falar na humorística, musical, jovem (a MTV com os programas enlatados deixou de ser “Galinha dos Ovos de Ouro” como eles anunciam há muito, uuuito tempo, trazendo sempre o que há de pior dos EUA… Mas, isso éoutra história).

Segue esse clássico! Se você viveu, fique feliz! Se não acompanhou, conheça!

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Pedro Duarte

Jornalista apaixonado por todas as coisas que existem. Deve ser isso! Não há nada de novo que não demonstre interesse imediato em conhecer: ler, assistir, escutar, experimentar. Tentando viver um pouquinho de tudo por dia e passar a experiência aos nossos leitores!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios