LendoWallpapers

HQs Disney agora possuem sistema de assinaturas! Editora Abril apostando em patos, cães e ratos!

A ilustração acima é obra de Giorgio Cavazzano produzida para a capa da revista italiana Topolino (nº 2861 - 28/Set/10). Foi criada para promover a HQ "Topolino e il surreale viaggio nel destino". Por sinal, a capa e a HQ estão previstas para sair no Brasil em Mickey nº 822 (de Março/2011)!

A Editora Abril é uma das maiores editoras do Brasil, mas não tem muitas medalhas quando pensamos no departamento de quadrinhos. A Abril já foi casa de quadrinhos da Marvel, da DC, até mesmo da Turma da Mônica, num passado tão tão distante, mas ao longo dos anos, todas cairam fora. Restou apenas os quadrinhos Disney, na qual a Editora já confessou publicamente ter um carinho enorme, devido a O Pato Donald de 1960, ter sido a primeira publicação da mesma. Foi graças a revista do Pato que ela existe e se tornou o que é ao longo de 60 anos. Mas como estava dizendo, os tempos de ouro dos quadrinhos no Brasil ficou num passado e quem sofreu com isso foram aos fãs da Disney que ao longo dos anos viram dezenas de revistas sendo canceladas, e até mesmo as mais antigas, tendo cortes de páginas e até mesmo a qualidade acabou ficando comprometida. Parecia que os quadrinhos da Disney no Brasil estavam fadados a extinção. Até mesmo o prestigiado estúdios de quadrinhos da Abril acabou fechando e deixando saudades já que de lá sairam dezenas de grandes mestres dos quadrinhos do Brasil. Mas tudo mudou de alguns anos para cá. Infelizmente ainda não conseguimos a volta do estúdio de produção, mas coisas boas estão acontecendo nestes últimos meses e são algo que era inimaginável a uns 2 a 3 anos para trás.

O mérito do crescimento das HQs Disney novamente no Brasil são determinados por vários fatores. Acredito que o pontapé inicial começou com a coleção O Melhor da Disney – As Obras Completas de Carl Barks, que tirou do mofo vários fãs e colecionadores da Disney que haviam parado de colecionar desde os anos 80/90, fora novos leitores que jamais tiveram a oportunidade de conhecer Barks. Depois disso, veio Don Rosa com A Saga do Tio Patinhas, que criou uma nova visão para os quadrinhos do pato muquirana, relembrando a muitos que apesar de serem publicações infantojuvenil, ainda é possível ler histórias com tamanha qualidade que agradem até mesmo adultos e leitores de coisas mais “maduras”, como DC e Marvel. A fase de quadrinhos de 36 páginas que era odiada por muitos também terminou em agosto de 2005, quando Mickey, Pato Donald e Zé Carioca passaram a ter 50 páginas, retornando assim as histórias italianas de maior duração. Nos últimos anos, houve uma proliferação muito interessante pela internet de sites que passaram a falar de quadrinhos Disney e a relembrar o quanto eles podem ser atraente a um público bem variado. Sites como o próprio Portallos e outros como o Clárim Diário, Planeta Gibi, Socializando, Edição Extra, Universo HQ e até mesmo foruns de quadrinhos como Miolos e Multiverso costumam divulgar os quadrinhos Disney, compensando de uma certa forma o fato de até hoje não termos um canal oficial da Disney Comics na internet brasileira, da mesma forma como existe na Itália o Blog Topolino.it.

Com isso de 2009 para cá, mais pessoas voltaram a ouvir falar da turma de Patópolis, e com isso as vendas começaram novamente a tomar fôlego. Mesmo que Aventuras Disney tenha sido cancelada ano passado, novas publicações começaram a sugir desde então, suprindo assim qualquer ausencia que Aventuras tenha deixado. Foram criadas as edições trimestrais de Férias/Extras de Mickey, Donald, Tio Patinhas e Pateta. Depois disso veio uma das melhores publicações dos últimos anos, Disney Big, um volumão de 300 páginas de quadrinhos, que nasceu para ser semestral e atualmente já virou trimestral (e já tem fã torcendo para virar bimestral o quanto antes). Sem mencionar alguns especiais como Glória e Dinastia Pato, Superpato 40 Anos, Mickey de Paul Murry e Ducktales. E mês passado foi a vez de Minnie Pocket Love e Pura Risada com o Mickey, já resenhadas aqui, colocar mais quadrinhos Disney nas bancas. Não posso deixar de falar também de Clássicos da Literatura Disney, que comemora os 60 anos da revista O Pato Donald, e que trouxe mais novos leitores ao mundos dos patos, ratos e outros bichos falantes de Patopolis, uma coleção de luxo e com uma ótima linha editorial, provando que ainda existe muita coisa de primeira qualidade que merecia ser publicado no Brasil. Paramos por aqui? Claro que não, mas isso só posso comentar com vocês num futuro em breve. Por último, não tem como deixar de elogiar o excelente trabalho do Paulo Maffia como editor do quadrinhos Disney na Abril, responsável pela seleção de histórias e criação das novas revistas, e você percebe que é um cara que realmente se importa com as revistinhas, tanto é que vive conversando com a comunidade fã pela internet, ouvindo sugestões e críticas (sim, existem críticas e… revoltas pelos fãs roxos). Isso é de extrema importância na minha opinião, pois você percebe que ele realmente escuta todo mundo e na medida do possível atende nossos pedidos.

Enfim! Com toda essa boa fase, mais uma novidade surge! A Editora Abril, finalmente, liberou, depois de anos sem ter tal opção, que os quadrinhos Disney pudessem voltar ao portofólio de assinaturas da editora! Assim, desde ontem, já é possível de qualquer lugar do Brasil, assinar e receber na comodidade de casa, as 4 principais revistas Disney no Brasil: Mickey, Pato Donald, Tio Patinhas e Zé Carioca! Por que assinar?

– Atualmente a distribuição destas revistas é setorizada, ou seja, não chega em todos os lugares do Brasil na mesma data. Norte e Nordeste, por exemplo, recebem com atraso de meses. Isso não é um problema para quem assinar, que passa a receber as revistinhas na mesma data que ela chega nas bancas da capital de São Paulo (o primeiro lugar onde elas chegam). Assim você também não enfrenta o problema de ir a uma banca e não encontrar a revista, algo que é bem comum, as vezes não são todas as bancas que recebem ou são poucas unidades e podem esgotar.
– Como todo bom sistema de assinaturas, você ganha um desconto razoável, ou seja, o valor total de todas as revistas dá um valor menor do que se você comprasse todas elas em banca e ainda as recebe na sua casa, numa proteção plástica para que ela não corra o risco de danificar ou molhar ou sujar (já fui assinante da Abril por anos, e todas as revistas tem essa proteção). Para assinar por um ano, o desconto é de 15% do valor total de banca, para 2 anos, o desconto aumento um pouquinho, ficando em 17%.

Aqui da equipe do Portallos sei que já garanti a assinatura por dois anos, e o Pedro e a Dakini também assinaram! O Pedro vivia reclamando por aqui que as revistinhas nunca chegavam nas bancas que ele frequenta. O link para quem quiser assinar, é este aqui: http://www.assineabril.com.br/assinar/revista-quadrinhos-disney/?campanha=2Q21&id=menucombo. A Editora Abril também possui um sistema de assinatura por telefone, o número é 0800 775 2828. Um detalhe, apesar do site informar na tela acima que são 12 exemplares por ano, na verdade são 48 revistinhas por ano. É que ele conta por conjunto de 4, ou seja, são 12 Mickeys, 12 Donalds, 12 Tio Patinhas e 12 Zé. Por 2 anos então, são 96 revistas, 24 de cada título. Se algum leitor aqui do blog assinar os quadrinhos Disney, não deixe de mencionar nos comentários, sei que não é um dos assuntos que a galera mais curte aqui, mas é um dos meus favoritos! XD

Infelizmente o pacote não inclui Disney Big, o que na minha opinião é uma coisa boa. Não descarto a idéia que futuramente ela possa vir a ser assinável isoladamente, como uma Superinteressante ou Playboy, afinal, ela tem um preço mais elevado. Como estou na torcida que esta publicação vire bimestral, se ela entrassem no sistema de assinaturas atual, seria difícil mexer na periodicidade da mesma.

Para terminar, as 4 capas de Novembro! Que serão destrinchadas e comentadas logo logo aqui no Portallos! Mas já adianto, Tio Patinhas este mês está imperdível, com uma das melhores histórias produzidas este ano na Itália, O Grande Segredo de Galileu!

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.