Jogando

L.A. Noire e a pergunta que não quer calar: Isto é um jogo ou um filme? [PS3/X360]

Ainda acho que depois Red Dead Redemption, a Rockstar aprendeu definitivamente o “B a Bá” para se fazer um game do ano, é impressionante o trabalho da produtora junto a Team Bondi para entregar a nós gamers mais esta obra de arte, estou realmente empolgado com esse jogo, eu sei, isto pode ser um tremendo erro, afinal, ainda não tivemos vídeos mostrando claramente o gameplay, mas toda vez que tento imaginar a jogabilidade de L.A. Noire, me vem a cabeça o brilhante esquema feito em Red Dead Redemption, onde trocar balas com bandidos é algo extremamente estratégico e  ainda assim divertido, quanto as novidades, as últimas notas divulgadas apenas dão conta de um número impressionante de páginas redigidas para o roteiro do jogo, bem como a impressionante marca de 300 atores, todos trabalhando sob o mesmo sistema de captura de movimentos que vocês conferem no vídeo, também foi revelado que muitas das pequenas histórias que vão rolar durante o jogo são baseadas em fatos e casos reais ocorridos nos  anos 40 e 50 (as imagens em preto e branco denunciam), a pergunta que não quer calar é: L.A. Noire é um filme ou jogo? Acho que daqui a alguns tempos a indústria dos vídeos games será facilmente confundida com a do cinema. Será que os jogos, ao avançarem ainda mais em sua qualidade gráfica, deixando para trás o modo como nós os conhecemos hoje, podem num futuro não muito distante ofuscar  a indústria do cinema? Já imaginou jogar um game ao mesmo tempo em que vê um filme? Parece besteria, ou mesmo sem graça, jogar é uma coisa, assistir a um filme é outra, você opta por um ou outro em momentos e/ou necessidades diferentes, mas esta idéia martela na minha cabeça insistentemente sempre que penso neste jogo e em todo esse trabalho  cinematográfico que está sendo feito com ele.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios