Japão

Cowa | Akira Toriyama mostra como falar de vampiros e monstros com criatividade e bom humor!

Sabe aquela revista que você olha a capa, mas não chama a sua atenção? Tenho que admitir que, se não fosse pelo nome grandão “Akira Toriyama”, Cowa!, passaria despercebido…

E eu agradeço por não ter passado! Ri bastante com o “estilo Toriyama”, aquele, da primeira fase de Dragon Ball (crianças): humor infantil, usando a inocência dos monstros e criando situações inusitadas, piadas, anedotas e ações que só divertem!

Muita criatividade mesmo para transformar a história do vampirinho Paifu e seu amigo fantasma, José, em algo tão atraente!

Mas, vamos falar um pouco (entrar mesmo nas nuances da coisa toda) e ver algumas imagens após o continue lendo… E claro, como não pode deixar de ter (infelizmente), falaremos também dos pecados da edição brasileira.

Então, vamos por partes… Primeiro, notas sobre a edição nacional: o início em páginas coloridas é bem legal! Dá uma noção do que é a história, somente pela escolha das cores e pelo traço bem simplificado do Toriyama (ele pareceu ter simplificado para contar aquela história, especificamente – como se fosse para adaptar-se ao conteúdo, sabe?).

No primeiro capítulo não me animei muito… achei que seria uma mesmice, algo como um passatempo (que não deixa de ser, afinal), mas, sem muita qualidade…

Mas, fui me surpreendendo, inlusive, quando as páginas começaram a ficar em preto e branco. Ficou parecendo que eram “fotocópias” de páginas coloridas e ficaram super escuras, quase que impossível de identificar, com maiores detalhes, as cenas do quadrinhos…

A edição da extinta Conrad pecou nisso, mas, a minha pesquisa para fazer o post também mostrou que em outros países também saiu meio escuro, somente aquelas páginas iniciais… Então, digamos assim, seria menos ruim…

Contudo, os erros imperdoáveis são aqueles de corte: que falta espaço e cortam cenas e falas! Isso é muito chato e não me admira que a Conrad tenha tido o final que teve, com raras exceções…

Mas, sobre a história: Cowa” conta a história de Paifu, metade vampiro, metade “lobicoala”, digamos assim e seu amigo, o fantasma José Rodriguez! Os dois moram em uma vila em que convivem pacificamente (na medida do possível) monstros e pessoas!

No começo, a graça fica por conta das maluquices de Paifu e José, mas, a história se desenrola e aparece o “mal encarado” Marumaya, um humano que todos têm medo na vila, pela lenda que diz que ele matou uma pessoa…

E, quando uma epidemia assola os monstros da vila, cabe a essa galera achar o remédio com uma bruxa, após uma grande viagem…
Nesse meio, como só Toriyama sabe fazer, personagens divertidos como Arpon, o arquiinimigo de Paifu e tantos outros aparecem.

O grande mérito dessa história é que ela é muito simples e com reviravoltas absurdamente absurdas, das doideiras típicas da mente estranha do Toriyama.

Aliás, Cowa! parece que estava guardado na mente dele e estava doido para sair e retomar o tipo de trabalho que ele é mestre, sabe? Cowa! foi publicado após Dragon Ball Z e revisitou as origens de Dragon Ball, com inocência, bom humor e criatividade, eu diria, quase infinita para reviravoltas e piadas sem noção!

Cowa! é para se divertir, rir alto em alguns momentos… Bom, pelo menos eu aposto que um sorriso vai aparecer no seu rosto!

As maluquices do “modo Coala” vão te conquistar, assim como as provações, os vilões, as discussões infantis sobre qualquer coisa e até mesmo piadas de cocô (!).

Cowa! segue aquela classificação: “indicado para toda família”. Eu reforço então a palavra “indicado”, alterando o sentido semântico para “recomendadíssimo”, “necessário” e “você não vai se arrepender”!.

Ficha Técnica:
Autor: Akira Toriyama (claro!)
Publicação: 1997 (original). 2007 (Brasil).
Como: originalmente publicada em 14 capítulos.
No Brasil: Conrad editora, em volume único.
Quanto: R$14,90, oficialmente. R$11,00 (em alguns eventos de ani

Isso também pode lhe interessar

Pedro Duarte

Jornalista apaixonado por todas as coisas que existem. Deve ser isso! Não há nada de novo que não demonstre interesse imediato em conhecer: ler, assistir, escutar, experimentar. Tentando viver um pouquinho de tudo por dia e passar a experiência aos nossos leitores!
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.