Jogando

Ace Combat Assault Horizon: Porque no céu também existe guerra! [PS3/X360]

Não é só Call Of Duty e Battlefield que estão sempre buscando a perfeição quando o assunto é jogo de guerra. A série Ace Combat volta este ano para reascender a velha paixão dos fãs de combates aéreos, que começou na década de 90 e segue firme até os dias de hoje. O sétimo game da franquia atende pelo nome de Assault Horizon e chega com uma proposta ligeiramente diferente de seus antecessores, privilegiando mais a ação e nem tanto a estratégia. A novidade mais notável chama-se Close Range Assault, ou se preferir, Ataque a Curta Distância, trazendo os alvos mais perto da sua visão e tornando tudo mais cinematográfico, já que para cada inimigo abatido temos uma animação muito interessante dos pedaços restantes do avião espalhados pelo ar e em rápidos segundos passando pela sua aeronave com direito a um banho de óleo na tela de vez em quando.

[nggallery id=564]

Os combates não estão restritos a lugares inóspitos, em um dos trailers liberados vemos uma verdadeira guerra acontecendo entre os arranha céus de Miami e se você pensa que os prédios são só de enfeite, pode ir reformulando as idéias, pois eles são destrutivos e podem dar fim a sua alegria nos céus caso você não saiba desviar deles e além de metrópoles como essa, a Namco Bandai já revelou que o game vai percorrer outros cenários conhecidos pelo mundo. Fora aviões, também veremos helicópteros em algumas missões, de onde estaremos atirando como loucos em quem estiver no solo, executando ações bastante lineares e talvez mais lentas. Uma adição não muito interessante a primeira vista.

[nggallery id=565]

A trama também promete ser das boas e tão envolvente quanto a trilha sonora que embala os momentos mais emocionantes do game e com gráficos tão belos o convite para pilotar uma dessas aeronaves parece quase inegável (só preciso de um empréstimo e tá tudo certo).

Ace Combat Assault Horizon chega dia 11 de outubro para PlayStation 3 e XBOX 360.

Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.