Jogando

20 anos de Super NES | Comemore e relembre os anos áureos da história dos videogames!

No dia 19 de agosto de 1991, o Super NES foi lançado na América do Norte o sucessor do grande sucesso NES, prometendo trazer gráficos superiores para os 16 bits antes os 8 bits anteriores.

O console chegou nos EUA dois anos após o estabelecimento do Mega Drive, ou Genesis como ficou conhecido por lá, e teve uma certa dificuldade para fazer frente ao console da Sega, seja pelo fato dos primeiros jogos do console da Big N parecerem mais lentos. Em um comparativo o som do Super NES era bem melhor do que a do Mega, pois foi desenhado por ninguém menos que Ken Kutaragi, o homem que fez o Playstation. além disso o console tinha uma palheta de cores de 32 mil, algo surpreendente para a época.

No Japão o console foi lançado em 21 de novembro de 1990, enquanto no Brasil ele só deu as caras em 1993, três anos após o Mega Drive na terra tupiniquim. No nosso país o Mega fez nitidamente mais sucesso, seja pelo preço ou pela representação fantástica da Tec Toy, mas Mario e seus amigos eram motivos o suficiente para fazer os olhos crescerem para o console.

Felicidade abrir a caixa e encontrá-lo pronto para uso!

Falando em jogos, o console teve lançamentos brilhantes, como o eterno Super Mario World, a coletânea Super Mario All-Star que trazia os jogos anteriores do NES, e teve um dos anos mais áureos da Nintendo com parceiros como Square e seus RPGs que marcam até hoje, como o Final Fatasy VI, Chrono Trigger, a série Secret of Mana, e a parceria que rendeu Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars pelas mãos da empresa dos Chocobos, jogos todos esses que tive a honra de conferir.

Foi no console que a Rare também brilhou com os Donkey Kong Coutrys que a cada versão se superava mais e mais e dos quais joguei todos. Foi no console também que conheci o Star Fox, com seus gráficos poligonais que só seriam melhorados no Nintendo 64, mas no SNES tudo foi muito magnífico, graças ao chip Super FX.

Nessa época, obter jogos por compra era quase impossível para mim, e eu dependia única e exclusivamente da locadora da minha cidade que tinha uma biblioteca bem extensa, mas eu não tinha o console da Nintendo, eu tinha o Mega Drive, mas eu tinha um amigo que possuia o console, e sempre ia lá para jogar com ele. Terminamos juntos muitos desses jogos que citei, como Donkey Kong Country 3, The Legend of Zelda: A Link to The Past e joguei tantos jogos de lutas que sempre eram melhores no SNES, como Super Street Fighter Alfa 2, Killer Instinct, porém, no Mega Drive, o Mortal Kombat parecia muito melhor, aliás eu ainda lembro do código para liberar o Shao Khan no Mortal Kombat 3.

Lembro claramente da eterna briga entre nós dois para qual o melhor, Nintendo ou Sega, mas o que bastava era nos divertir jogando e jogávamos muitas vezes junto.

O Super teve venda mundial de cerca de 50 milhões de unidade e foi uma das épocas mais brilhantes para a Nintendo como já disse anteriormente. Apesar da data de hoje se tratar do lançamento nos EUA ela teve grande significado para a nação gamer, e quase tiozinhos como eu ainda se lembram nostalgicamente como era fantástico tudo aquilo.

Relate também o seu amor pelo console nos comentários, diga alguns dos jogos que você mais gosta e outras coisas importantes da vida do console. Confira abaixo também um video de jogos que fizeram a cabeça dos gamers.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Pikachu

Gamer e nerd, meus gêneros favoritos são RPGs e Adventures, e claro que adoro Pokémon. Aprecio uma boa música também, em especial o bom e velho Rock N' Roll e o Metal e suas vertentes.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.