TV por Assinatura: Outras reflexões para as considerações polêmicas! [Opinião]

A matéria que o Pedro publicou ontem no Portallos causou polêmica com os leitores (leia aqui). Mas o assunto é tão complexo que ao invés de simplesmente opinar dentro da postagem, resolvi ampliar seu contexto, abrindo outros argumentos e ponto de vista em cima do mesmo tema.

Resumidamente o Governo quer que os canais de TV por Assinatura tenham um maior espaço para produções nacionais. Criando cotas e incentivo. A lógica é quase a mesma que foi utilizada com o cinema nacional alguns anos atrás (notou como o Brasil produz mais filmes – e de maior qualidade – e que estes se destacam mais nos cinemas na última década? Nos anos 90 basicamente só a Xuxa ou Os Trapalhões faziam filmes). MAS PARE AÍ MESMO! Chega de pensar nisso, antes vamos fazer a seguinte reflexão: Como anda a qualidade da TV por Assinatura atualmente?

Pense sobre isso.

Que tal ver o mesmo episódio umas 4 vezes por mês?

Repeteco…

Pense na quantidade de reprises que são exibidas diariamente em basicamente todos os canais. Séries que possuem 4 horários diários na mesma semana de um mesmo episódio, os chamados horários alternativos. Temporadas que são exibidas de 3 a 4 vezes ao ano, enquanto a nova não estréia. Séries antigas que há anos são exibidas ininterruptamente, enquanto outros clássicos são esquecidos no tempo. Séries de comédia que além da temporada recente, ocupam blocos de uma ou duas horas diárias com reprises maçantes dos mesmos episódios que se revezam em questão de meros meses.

Posso citar alguns exemplos, como Two and a Half Man, Friends e Big Bang Theory que ocupam juntos 3 horas diárias do canal Warner com reprises (que em questão de meses, repetem tudo de novo). Que tal Simpsons, que ocupa 2 horas diárias com 4 episódios que se revezam entre um tal horário sendo que o episódio-reprise que você assistiu ontem as 18h, vai passar novamente na próxima semana as 18h30, sendo que se seguisse a cronologia da série, um mesmo episódio deveria levar meses para voltar a ser exibido. Mas não, lá está ele, quase todo mês, sendo exibido num horário diferente. E o desenho Padrinhos Mágicos que passa em três canais diferentes?

Se for falar de filmes então… Filmes que passam em canais diferentes, as vezes no mesmo dia. Filmes que você acha na programação toda maldita semana. Porque os canais de filme básicos estréiam novos filmes apenas um ou duas vezes por semana, no restante dela, reprisa tudo exaustivamente. Sempre os filmes mais famosos, que você já viu um milhão de vezes. Harry Potter em julho foi um inferno. Passou em vários canais, com direito a maratona dos 4 primeiros filmes, mordendo horas e horas da mesmíssa coisa.

Que tal pagar para ver um programa de 1 hora com alguém tentando lhe vender uma churrasqueira? Na TV por Assinatura você paga!

Infocomerciais…

Outra grande perda de tempo da TV por assinatura são os infocomerciais (ou infomerciais – creio que seja o termo correto, mas acho esquisito) que alguns canais possuem. Geralmente eles não ocupam o horário nobre, sendo exibidos no período da manhã de alguns canais, que como não possuem nada de bom para exibir (ou reprisar), vende o horário para ficar exibindo estes programas de comerciais, que tentam vender parafernálias na TV (imagino que muita gente deve comprar, pois do contrário eles não seriam tão insistentes com isso). Horas e horas que você paga pela sua TV por Assinatura que vão para o ralo com empresas tentando lhe vender algo porque o canal não tem nada melhor pra exibir (até tem, mas é mais lucrativo não exibir).

O 1º Harry Potter? Só foi exibido umas 20 vezes no mês passado. Perdeu? Vai passar de novo essa semana, e na próxima, e na próxima, e na próx...

Falta de conteúdo…

Isso é algo que venho percebendo nestes últimos anos. Quanto tive TV por assinatura nos anos 90, não era tão evidente. A falta de programas para preencher a grade de tantos canais. Antigamente exista apenas os mais famosos hoje em dia: Fox, Warner e Sony (e alguns outros). Todo conteúdo era centrado em meia dúzia de canais, então faltava espaço para se exibir tudo que se gostaria. Séries tinha apenas 2 horários por semana (as mais famosas tinham três), chegavam por aqui com atraso por falta de horário (também existiam outros fatores, a internet mesmo obrigou os canais a acelerarem a exibição atualmente).

Hoje em dia você tem a Fox, o FX e a Fox Live, tem Sony, Sony Spin (Animax) e AXN. Tem Warner, tem I-sat, tem Sci-Fi, tem Universal, tem Cartoon Network, Boomerang e ToonCast, tem Disney e Disney XD. Um mesmo grupo empresarial passa a ter múltiplos canais dentro da TV por assinatura. Cada um pode ter uma linha de gênero televisivo, mas todos acabam as vezes compartilhando um mesmo conteúdo. A pouco tem atrás AXN e Animax exibiam Lost, por exemplo. Com isso canais do Grupo Fox não possuem apenas 24 horas diárias de programação, passando a ter 72 horas de programação para preencher três canais dentro da TV por assinatura. Com isso se a Fox tinha 15 séries apenas com um único canal, ela divide eles entre seus novos canais, passam a adquirir mais um pouco de conteúdo novo em cada um e nesse recheio maluco, entope as veias de três canais com mais reprises. Ele não triplica o número de programas na mesma proporção que cria novos canais, acaba-se dividindo-o e a aquisição não é na mesma proporção que seria se tivesse um único canal por assinatura.

Isso criar um sistema de TV por assinatura inflado, onde operadoras de TV vende pacotes com 200 canais que se unificassem, o conteúdo mal renderia para 20 canais. Há buracos demais em toda essa situação.

Série brasileira produzida em parceira com a HBO. A produção não é uma mito, isso já existe!

Voltando ao foco!

Percebe-se então que há muito lixo na TV por Assinatura, não concorda? Não há que se falar que com a nova Lei Nacional de Cota de Conteúdo Nacional vá restringir o conteúdo estrangeiro dos canais. A Lei não diz isso, apenas diz que parte da programação que já existe, seja ela inédita ou reprise ou blocos comerciais, deve ser de conteúdo produzido por aqui, incentivando até mesmo a produção independente.

A TV por assinatura já tem bastante canais brasileiro, como os do grupo Globosat, a nova lei não vai obrigar os canais a diminuírem ou acabarem com o conteúdo estrangeiro. Pelo contrário, vai obrigar a criar mais conteúdo, ainda que nacional.

Você acha mesmo que a Fox vai deixar de exibir um Simpsons em horário nobre para exibir Turma da Mônica? Que a Warner vai deixar de passar Fringe para exibir qualquer outro programa brasileiro? Você acha que a TV por Assinatura será tomada pelas novelas ou programas de auditório como Gugu e Faustão? PARA COM ISSO!

O Multishow já produz conteúdo nacional há anos e nem por isso é um canal que tem “Gugus” e “Faustãos” ou até mesmo novelinhas. O conteúdo nacional da TV por assinatura deve seguir a tendência daquelas séries latinas que a HBO já produziu em parceria com o Brasil (e que eu nunca assisti por não ter HBO, mas dizem que não é tão ruim quanto qualquer outra coisa na TV aberta).

Não me sentiria mal se pudesse assistir um programa de Talk Show como o Jô Soares num horário mais convidativo (na Globo haja saco pra ficar madrugando pelo Jô Soares). Ou até mesmo aquelas séries que a Globo produz de vez em quando que possuem um apelo mais inteligente e ácido do que as novelinhas bocós. Eu gostava muito de “Os Normais”, por exemplo. E esse tipo de programa combina com a TV por assinatura, porque existe uma maior liberdade no conteúdo e menos censura do que a exibição da TV aberta. Vale lembrar que lá nos Estados Unidos isso também acontece. Séries como Dexter e Californication são produzidos por canais pagos lá, porque não poderiam ser exibidos na íntegra na TV aberta americana. Esse tipo de conceito também deve ser aplicado por aqui, ou seja, séries brasileiras mais inteligentes, mais maduras, voltada a um público que exige mais qualidade no assunto. Séries que precisam concorrer com os seriados americanos na TV por assinatura. A qualidade dos programas tem que se equiparar com o público da TV por assinatura, mais exigente do que o da TV aberta.

Por isso não tenho medo da cota. Espaço existe e potencial para se produzir com qualidade já existe, séries como Presença de Anita e Os Normais provam isso. Até mesmo o já batido programas humorísticos como Casseta & Planeta poderiam ser ainda mais ácidos e críticos se fosse uma produção para a TV Paga, sem se limitar pela censura e politicamente correto da TV aberta. É tudo uma questão de adaptação.

Mas esse medo de que você não vá assistir Piratas do Caribe 4 ou ver os novos episódios de The Walking Dead porque a nova lei vai estragar a sua diversão é sem sentido. A procura pelos chamados enlatados americanos continuará existindo. A Internet vai continuar pressionando os canais a exibirem eles rapidamente em relação aos EUA, até porque se um canal grande largar a exibição de séries famosas em pró do conteúdo nacional, com certeza haverá um outro canal pago, de menor porte, que vai se interessar pela série americana que tem um custo menor (pois não precisa produzir). Sumir as séries não vão. O mesmo vale para os filmes, e a lei do incentivo a produção nacional está aí com força total, mas as produções norte-americanas continua estreando no país, até mesmo nas estréias mundiais. Anda atrasando algumas coisa sim, mas a culpa é das salas 3D e não dos filmes nacionais.

Por isso, não acho que valha a pena colocar pilha nessa polêmica. Vamos deixar a coisa rolar. Ver como os canais vão se adaptar, quais programas serão exibidos, como ficará a questão das reprises e infocomerciais e o espaço descartável que existe. Espaço de sobra existe para o conteúdo nacional, sem precisar tirar Simpsons, Family Guy, Big Bang, Fringe, Modern Family, Grey’s Anatomy, House e outras séries que todo mundo adora.

Sempre leio algumas pessoas dizendo:  “se eu pago, eu vejo o que quero”. Isso é a mais absoluta verdade. Mas será que estamos pagando atualmente para ver o que queremos? Eu não me sinto a vontade pagando o tanto que pago, por tanta reprise e conteúdo vazio, por um pacote com 200 canais onde somando os programas que assisto em alguns não preencheria a programação nem de meia dúzia de canais.

É preciso pensar sobre isso… depois de tudo isso, você ainda acha que programas independentes produzidos no Brasil podem estragar a já broxante TV Paga brasileira? Esse é o menor dos males.

Há dois erros nessa polêmica toda em torno de conteúdo nacional na TV Paga (na minha opinião): Achar que isso vai acabar ou diminuir com os programas estrangeiros (não vai) e achar que o conteúdo nacional produzido para este tipo de público vai ter a mesma qualidade dos programas populares da TV aberta (não vai).

E aí? O que me diz?

Obs: Adorava o Stargame que era exibido no Multishow nos anos 90. Quem se lembra? Programa de Videogames produzido no Brasil.

Obs 2: Aos cabeça-duras, não estou dizendo que os infocomerciais e as reprises vão acabar por causa da nova lei de cota nacional de programas, estou apenas dizendo que espaço e programação sem importância é o que mais tem na TV Paga. Se a cota nacional entrará nestes blocos de programas ou vai pegar espaço de programas de melhor qualidade, ninguém aqui é vidente para saber. É aguardar e ver o que acontece, mas em tese, não é a lei que define isso, e sim os próprios canais. Se houver má-fé, virá deles, e não dá lei nua e crua.

Isso também pode lhe interessar

66 Comentários

  1. Gsotaria de citar os filmes mais passados da Tv a Cabo:
    A Trilogia Borne,
    Golpe Baixo!
    XD

    Simplesmente os mais passados em todos os canais!
    Gostaria também de falar que essa “qualidade” de programação vem ainda com pacotes absurdos, manipuladores e caros, muy caros!

    Law and Order, uma série que curto muito e tem mais de vinte temporadas! Mas, só passa, desde que tenho tv por assinatura, há 10 anos, a 8º, 9º, 11º e a final!
    Assim mesmo, pulando!

    E dizer que adoro ver as mesmas propagandas dos mesmos programas, nos mesmos intervalos comerciais, durante 5 anos! É lavagem cerebral!

    E a oferta em HDTV então, que beleza, hein?! Putz…

    Só Oprah salva! E ops, é do Gnt! E ops, é um canal nacional! Ops! hehe!

    1. Gosto de ver Sai de Baixo no Viva XD

      – E sim, existe muita reprise sacana na TV paga. São raras as ocasiões que a Fox reprisa as primeiras 5 temporadas dos Simpsons, por exemplo, porque são as temporadas com traço ainda não formado.

      – Cartoon Network tambem tem uma grade limitada de desenhos, sempre os mesmos. Sendo que o catálogo do canal é gigantesco. Gostaria tanto de rever Homens de Preto a série animada, Godzila (baseado no filme americano dos anos 90), Zé Colméia, O Pequeno Scooby Doo, Tiny Toons, Pinky e Cérebro, Freakazoid, Smurfs… mas não… são sempre os mesmo desenhos. Até mesmo as produções originais e classicas do canal só passam as 04 as 06 da MADRUGADA. Jamurai Jack só nesse horario (ainda bem que a minha Sky tem recurso de gravação).

      – Propagando de perfume importado então? Putz como odeio eles… passam a cada intervalo comercial.

      – Gostaria muito de ver os primeiros anos de Saturday Night Live, sabem? Gosto do atual, mas se a Sony tem o direito de exibição, porque não exibir os classicos? Os programas mais famosos? seria o máximo.

      – E os canais Disney? São ridículos. cadê os desenhos animados dos anos 90, as melhores séries animadas do mundo, como Ducktales e Darking Duck? Gosta reservar 2 horas de programação para TV Quack, Turma do Pateta, Alladin e Pequena Sereia? Revezando com outras animações clássicas? Palhaçada total!

      1. Será que falta conhecimento deles em relação a isso ou é a geração que não aceitaria mais?

        Tem também a venda de bonecos, camisas, etc, que necessitam de apresentar o que está “ativo”…

        São as razões financeiras, mas, acho que pôr coisas mais legais e antigas, em um horário assim, menos prejudicial para eles, não traria problemas e atrairia um outro público: nós, por exemplo.

      2. AHAH, o comercial de perfume importado! Grande clássico!

        ” Um flamingo andando de monociclo aparece ao lado da modelo. Uma chuva de pétalas de rosas cai sobre ambos. Um ovo frito voador surge de trás das montanhas, dança a dança do Maxixe com a modelo e o Flamingo de Monociclo e os três suspiram: “IMPOTENCE… DE PACO RABANE”

      3. AHAH, o comercial de perfume importado! Grande clássico!

        ” Um flamingo andando de monociclo aparece ao lado da modelo. Uma chuva de pétalas de rosas cai sobre ambos. Um ovo frito voador surge de trás das montanhas, dança a dança do Maxixe com a modelo e o Flamingo de Monociclo e os três suspiram: “IMPOTENCE… DE PACO RABANE”

        1. segundo a matéria do pedro, a nova lei é voltada a canais de filmes e variedades e não aos infantis (de desenhos). tu nem viu isso né?

          o brasil não tem produção grande de animação. não tem muito o que fazer isso. apesar do CN já fazer a sua parte com Turma da Monica e o Plantão do Tas (que odeio). E convenhamos, ambos são muito melhores do que as merdas dos filmes da Barbie (produção americana) que são exibidos constantemente em horario nobre.

    2. haha Esqueceu dos filmes do Homen Aranha, impossivel voce estar passando pelos canais e nao se deparar com o amigo da vizinhança em um, ou ate mesmo dois canais ^^
      E Quanto a HDTV, AH como eu adoro pagar o dobro do preço para ter um par de telecines, rede globo e multishow a 720i ^^

      1. kkkkkkkkkk o spider faz combo. Chegou ao cumulo d passar dublado e legendado ao msm tempo e em seguida iria passar o 2 ,em ambos os canais q tavam passando o 1

  2. Gostei MUITO Thiago, não tinha parado pra pensar por esse lado.
    Cheguei a tocar no assunto com a minha professora de Sociologia hoje.
    E infomercial parece mistura de informação com merda.

  3. Bom, há séculos que não tenho TV por Assinatura porque não assisto mais TV. Quando tem alguma coisa que me interessa, peço pros outros gravarem ou baixo.
    De qualquer forma, a produção nacional “alternativa” (ou “independente”, chame como quiser) é muito interessante. O problema é sempre o mesmo: falta de recurso.
    Por exemplo, duas séries nacionais muito boas são “3 por cento” e “Heróis”. Ambas seriam interessantíssimas de ser ver na telinha, mas, por falta de verba…
    Além disso, essa “programação nacional” não quer nem dizer “programação seriada nacional”, certo? Então poderia haver a exibição de filmes nacionais, tanto blockbusters como Tropa de Elite até clássicos como O Auto da Compadecida, certo?
    Além da grande quantidade de curtas e animações que vemos em vários festivais, que – caso houvesse incentivo BEM DIRECIONADO – têm potencial de se tornar algo bom.

    1. Sim, sim, não precisa ser apenas séries nacionais. O Brasil faz bem Talk Shows (os americanos parecem tão robotizados nesse genero, já perceberam? tudo falso e armado, sem improviso ou descontração). Programas musicais (que existem aos montes), programas como o velho Stargame, etc.

      Quanto a animação nacional vc tocou num ponto interessante porque temos um enorme potencial para animação mais adulta, para blocos como adult swin ou que rivalizasse com a satira e o sarcasmo como simpons ou family. Personagens como os do Angeli, Laerte, Adão e muitos outros que existem em tiras de jornais, tem um potencial enorme para serem serializadas na TV, Aline ganhou uma série da Globo, mas podia ter ganhado uma animação! O que falta realmente é investimento na área.

      O problema é que quando alguem fala em programa brasileiro, o pessoal só pensa em novela ou programa de auditório… mas a gente pode fazer muita coisa mais interessante sim, principalmente se o investimento e o espaço na TV Paga rolar, pois não fica amarrado a apelo ou ibobe popular… precisa ser algo mais cult, ou não vai chamar a atenção de um publico mais exigente.

  4.   Me sinto realmente MUITO VELHO olhando a situação atual da tv por assinatura brasileira. Na minha época realmente eram poucos canais famosos, como cartoon network e a grande Fox Kids e seus apresentadores (se não me engano um deles até usava uma máscara de tigre hahahahahaha). 
      Anyway, sinto falta de tanta coisa diferente pra ver, Two and a Half man já está mais que o cúmulo da repetição, assim como Friends, mas ainda tem fans que gostam de rir ainda da série (eu até hoje assisto Friends, e mesmo sabendo o que vai acontecer, acabo rindo das piadas).
      Poderiamos ter vários canais vintages (séries e filmes antigos) e canais novos e variados, com diferente conteúdo toda semana. Ai se por acaso perdeu o programa no canal de estréia, poderá assistir no vintage…..Claro que não sei se isso já existe ou não, estou falando sem saber muito bem do assunto, entáo me desculpem por qualquer erro ou vacilo que cometi

    1. meu sonho um canal com filme antigo (leia-se  anos 80) aqueles famosos filmes classicos da sessao da tarde e cinema em casa dos anos 90 T-T,pq ate ond vejo vez ou outra a megapix manda um filme “classico” e so,o resto eh tudo da primeira decada desse seculo –‘. TaHM ta um saco msm,friends ate vai,sempre q passo pela warner e ta passando,assisto d boa e mts vzs gargalho. 

  5. Volto a repetir :

    AUHSUHSUH FODA-SE a TV !!Tenho INTERNET !!!quem tem tv paga é burro pega esses 100 reais q vc gasta com ela e paga uma internet de 10mb pra vc e assiste OQUE VC KIZER E QUANDO KIZER !

    1. Burro não é ter 100 reais pra gastar da forma como vc quiser (seja com Tv ou Banda Larga ou com ambos), burrice talvez seja achar que a internet é a solução para tudo na vida (pior, achar que ela é Deus porque é de graça).

      Vc só assiste programas na  internet porque ainda existem pessoas que veem esses programas na TV, que é o motivo pela qual eles são produzidos, amiguinho.

      Por sinal, a tendencia hoje em dia é que a banda larga passe a ser vendido em combo com a TV Paga, ou seja, vc paga 100 reais para ter ambas. Tu paga só pra ter a internet? Ok, o dinheiro é seu né…

      1. Isso é uma prerrogativa do projeto de lie que dará a possibilidade de operadoras de telefone disponibilizarem Tv a cabo também, ou seja, vai rolar esse combo asim!

        (como disse lá no outro texto).

        1. NET já faz isso, assim como Telefonica. e a Sky existem rumores de que vai oferecer Banda larga muito em breve. E estes combos valem muito a pena, sai até mais barato do que assinar um só produto as vezes (no caso da NET de 10 ou 20MB).

  6. Mas Thiago, pelo que li no post do Pedro vai ser obrigatório 30 minutos do horário nobre, então algo teria sim que sair não? Aí como fica os seus Simpsons?

    1. Simpsons é exibido das 18 as 19h e das 20h as 21h. Tudo reprise. Depois recomeça os mesmo 4 episódios de vez em quando a 24h ou a 1h, dependendo da programação. 30 minutos a menos pra produção inédita ou original pra mim não faz diferença alguma.

      Boa parte do horario nobre da TV por assinatura já é feita com filmes meia boca e reprises intermináveis. Nada fica prejudicado com isso.

      Muitas séries como Dexter mesmo, nem são exibidas em horario nobre, essa mesmo passa as 22h no FX (noite de quinta).

      Ah e Simpsons inédita passa (quando tem episódio disponível, 6 meses por ano) as 20h30 de Domingo. O pior dia de horario nobre da TV Paga, quando não tem praticamente nada de interessante pra ver… ou seja, existe vaga ao monte pra conteudo BR, sem tirar o simpsons do horario nobre.

  7. Penso exatamente como você thiago, nem falei nada no post do Pedro pq quando cheguei a coisa já “tava bombando” daí fiquei na minha e guardei pra mim.
    Parabéns pelo texto, e, sobretudo, pelos argumentos utilizados.

    1. Caramba! Eu acho esse programa bem ruim mesmo! Na verdade, não gosto de quase nada que o Bruno faz…

      Cilada eu “sorri” timidamente uma vez só… XD

    2. Caramba! Eu acho esse programa bem ruim mesmo! Na verdade, não gosto de quase nada que o Bruno faz…

      Cilada eu “sorri” timidamente uma vez só… XD

  8. “Mas será que estamos pagando atualmente para ver o que queremos?”
    DEFINITIVAMENTE NÃO!

    é como eu disse no outro comentário: Que bom que vai mudar, porque a tv a cabo brasileira, como está, É INTRAGÁVEL!!

    O texto comenta que a repetição dos programas é um dos piores pontos da tv a cabo brasileira. Olha, a repetição dos programas eu até aguento. MAS A REPETIÇÃO DOS COMERCIAIS È DE FUDER O BISCOITO!

    Assistindo tv a cabo por 2 horas direto o cidadão já é capaz de memorizar TODOS os comerciais. Vontade de matar é pouco.

    Se pelo menos a programação fosse boa… mas não é. É RUIM. MUITO RUIM. 

    O texto merece uma medalha por ter a cara de pau de falar sobre Walking Dead em público: CÊS LEMBRAM O QUE A FOX FEZ COM WALKING DEAD???? Foi como pedir uma coca cola na padaria e receber meia garrafa de mijo!

    Pra quem não sabe: Walking Dead é uma série ótima! O canal fox passou o programa no brasil: Cortado, dublado e com 600 comerciais no meio. Comerciais da polishop.

    TODO MUNDO baixou walking dead. Era simplesmente impossível assistir na Fox, porque a fox fez um trabalho tão ruim, mas tão ruim que se alguém se importasse a Fox teria perdido os direitos de transmissão no Brasil.

    E na boa: eu fico puto, você fica puto. Mas estamos sozinhos aqui. A Tv a cabo no brasil não é vendida pra mim e pra você que gostamos de ver séries ou filmes. A Tv a cabo no brasil é vendida para dois públicos:
    1: Pais idosos que pagam tv a cabo mas só assistem faustão e novela
    2: Pais jovens que pagam a tv a cabo pra enfiar o filho em cartoon network e nickelodeon, pra não precisar de educar os filhos pessoalmente

    Nós que assistimos um seriado, um filme, somos minoria! É por isso que a tv a cabo não investe nessa área.

    Então pra mim essa mudança é a melhor coisa que pode acontecer: Se melhorar, ótimo. Se piorar, ótimo também, tomara que esses filhos da puta que gerenciam essa tv a cabo horrível tomem um ferro do caralho.

    (Reclamar da tv a cabo é divertido, mas não vai mudar nada. Não é “xingar muito no twitter” que vai resolver essa tv a cabo de bosta. Eles tão ganhando grana com os dois tipos de público trouxa listados acima, eu e você não somos mercado pra eles.

    Então o lance é cancelar e economizar uma graninha. Pode não ser um grande golpe pra eles, mas é uma boa economia PRA VOCÊ. E afinal de contas, a internet tá muito melhor que a tv a cabo mesmo…)

    1. às vezes, assim, RARAMENTE, alguma coisa legal eu descubro porque vi antes na TV a cabo, sabe?
      Uma série nova, enfim, os “lançamentos” e eu gosto de algumas coisas da Discovery e minha mulher gosta dos “programas de mulher”.

      Mas, 100 reais, por exemplo, não cobre tãopouca opção.

    2. às vezes, assim, RARAMENTE, alguma coisa legal eu descubro porque vi antes na TV a cabo, sabe?
      Uma série nova, enfim, os “lançamentos” e eu gosto de algumas coisas da Discovery e minha mulher gosta dos “programas de mulher”.

      Mas, 100 reais, por exemplo, não cobre tãopouca opção.

    3. Bem aí tem alguns pontos que concordo e discordo.

      – Sobre comerciais: Eles não me irritam porque eu não os assisto. Tenho Tv Paga com recurso de gfravação de programas, então raramente assisto um programa no horário, prefiro ver o mesmo gravado no HD do aparelho e aí, eu sempre pulo os comerciais. Sem mencionar que na TV PAga é sempre divertido zapear os canais enquanto está esperando o intervalo comercial acabar. XD

      – Séries dubladas ou cortadas: Acho que me irrito mais com a dublagem do que com os cortes. Até porque se ninguem diz, vc nem sabe se viu uma serie cortada ou não. Vi dexter no FX durante 3 temporadas. vi mutilado? não quero nem saber. o importante é que os episódios tinham logica e a narrativa era coesa. Corte é algo natural na TV e em nada isso me incomoda. Por isso tem dvds e internet, para ver series na integra. O que me incomoda mesmo é a dublagem mal feita e o pior, a fox mesmo vive esquecendo de disponibilizar legenda a episódios inéditos de estreia. aí não dá. OBRIGAR  a ver dublado é o fim da picada. Foi só por causa disso que parei de ver séries na TV paga e migrei pra internet (uso o xbox 360 pra ver na TV o conteudo baixado).

      – Filhos e Pais: Não vejo problema com os pais colocarem as crianças para crescerem vendo tv por assinatura. pelo contrário, acho até melhor deixar uma criança ver cartoon network do que deixa-la crescer vendo as porcarias da tv aberta. essa coisa do pai ter que ficar 24 horas em cima da criança para faze-la crescer direito é piada, ninguem tem tempo pra isso, então antes meu filho assistir algo que preste, que divirta do que as imbecilidades e putarias da tv aberta.

      – E eu adoro os canais de desenho da TV Paga. Não tem tudo que eu gostaria, mas o motivo de ter Sky é 90% pelo cartoon network. Poder assistir um desenho a qualquer hora do dia. Sou fã de animações e isso não se acha direito na internet (até acha, mas sem legenda, com legendas pela metade, com dublagem de só poucos episódios) enfim, na TV paga é mais fácil assistir do que ficar caçando eles na web. gravo o cartumzaum de madrugada quase todo dia, para ver samurai jack, laboratorio de dexter, mega xlr e afins. gosto mesmo. se não fosse pelos canais de desenho, provavelmente não teria tv paga. Ah e curto de vez em quando ver saturday night live (dificil achar legendado na web) e top chef na sony, bons programas de entretenimento.

      gravar e ver a hora que eu quiser? isso é tv por assinatura. acho o futuro é esse caminho mesmo. é igual ver na internet, mas sem ter que ficar caçando legendas, torrents ou entupir o PC com arquivos descartáveis. Na tv paga, tu entra no menu, escolhe a programação da semana que vai gravar e vai vendo tudo, quando quiser, na hora que quiser e na velocidade que quiser. inclusive pulando os comerciais. 🙂

    4. Bem aí tem alguns pontos que concordo e discordo.

      – Sobre comerciais: Eles não me irritam porque eu não os assisto. Tenho Tv Paga com recurso de gfravação de programas, então raramente assisto um programa no horário, prefiro ver o mesmo gravado no HD do aparelho e aí, eu sempre pulo os comerciais. Sem mencionar que na TV PAga é sempre divertido zapear os canais enquanto está esperando o intervalo comercial acabar. XD

      – Séries dubladas ou cortadas: Acho que me irrito mais com a dublagem do que com os cortes. Até porque se ninguem diz, vc nem sabe se viu uma serie cortada ou não. Vi dexter no FX durante 3 temporadas. vi mutilado? não quero nem saber. o importante é que os episódios tinham logica e a narrativa era coesa. Corte é algo natural na TV e em nada isso me incomoda. Por isso tem dvds e internet, para ver series na integra. O que me incomoda mesmo é a dublagem mal feita e o pior, a fox mesmo vive esquecendo de disponibilizar legenda a episódios inéditos de estreia. aí não dá. OBRIGAR  a ver dublado é o fim da picada. Foi só por causa disso que parei de ver séries na TV paga e migrei pra internet (uso o xbox 360 pra ver na TV o conteudo baixado).

      – Filhos e Pais: Não vejo problema com os pais colocarem as crianças para crescerem vendo tv por assinatura. pelo contrário, acho até melhor deixar uma criança ver cartoon network do que deixa-la crescer vendo as porcarias da tv aberta. essa coisa do pai ter que ficar 24 horas em cima da criança para faze-la crescer direito é piada, ninguem tem tempo pra isso, então antes meu filho assistir algo que preste, que divirta do que as imbecilidades e putarias da tv aberta.

      – E eu adoro os canais de desenho da TV Paga. Não tem tudo que eu gostaria, mas o motivo de ter Sky é 90% pelo cartoon network. Poder assistir um desenho a qualquer hora do dia. Sou fã de animações e isso não se acha direito na internet (até acha, mas sem legenda, com legendas pela metade, com dublagem de só poucos episódios) enfim, na TV paga é mais fácil assistir do que ficar caçando eles na web. gravo o cartumzaum de madrugada quase todo dia, para ver samurai jack, laboratorio de dexter, mega xlr e afins. gosto mesmo. se não fosse pelos canais de desenho, provavelmente não teria tv paga. Ah e curto de vez em quando ver saturday night live (dificil achar legendado na web) e top chef na sony, bons programas de entretenimento.

      gravar e ver a hora que eu quiser? isso é tv por assinatura. acho o futuro é esse caminho mesmo. é igual ver na internet, mas sem ter que ficar caçando legendas, torrents ou entupir o PC com arquivos descartáveis. Na tv paga, tu entra no menu, escolhe a programação da semana que vai gravar e vai vendo tudo, quando quiser, na hora que quiser e na velocidade que quiser. inclusive pulando os comerciais. 🙂

    5. Bem aí tem alguns pontos que concordo e discordo.

      – Sobre comerciais: Eles não me irritam porque eu não os assisto. Tenho Tv Paga com recurso de gfravação de programas, então raramente assisto um programa no horário, prefiro ver o mesmo gravado no HD do aparelho e aí, eu sempre pulo os comerciais. Sem mencionar que na TV PAga é sempre divertido zapear os canais enquanto está esperando o intervalo comercial acabar. XD

      – Séries dubladas ou cortadas: Acho que me irrito mais com a dublagem do que com os cortes. Até porque se ninguem diz, vc nem sabe se viu uma serie cortada ou não. Vi dexter no FX durante 3 temporadas. vi mutilado? não quero nem saber. o importante é que os episódios tinham logica e a narrativa era coesa. Corte é algo natural na TV e em nada isso me incomoda. Por isso tem dvds e internet, para ver series na integra. O que me incomoda mesmo é a dublagem mal feita e o pior, a fox mesmo vive esquecendo de disponibilizar legenda a episódios inéditos de estreia. aí não dá. OBRIGAR  a ver dublado é o fim da picada. Foi só por causa disso que parei de ver séries na TV paga e migrei pra internet (uso o xbox 360 pra ver na TV o conteudo baixado).

      – Filhos e Pais: Não vejo problema com os pais colocarem as crianças para crescerem vendo tv por assinatura. pelo contrário, acho até melhor deixar uma criança ver cartoon network do que deixa-la crescer vendo as porcarias da tv aberta. essa coisa do pai ter que ficar 24 horas em cima da criança para faze-la crescer direito é piada, ninguem tem tempo pra isso, então antes meu filho assistir algo que preste, que divirta do que as imbecilidades e putarias da tv aberta.

      – E eu adoro os canais de desenho da TV Paga. Não tem tudo que eu gostaria, mas o motivo de ter Sky é 90% pelo cartoon network. Poder assistir um desenho a qualquer hora do dia. Sou fã de animações e isso não se acha direito na internet (até acha, mas sem legenda, com legendas pela metade, com dublagem de só poucos episódios) enfim, na TV paga é mais fácil assistir do que ficar caçando eles na web. gravo o cartumzaum de madrugada quase todo dia, para ver samurai jack, laboratorio de dexter, mega xlr e afins. gosto mesmo. se não fosse pelos canais de desenho, provavelmente não teria tv paga. Ah e curto de vez em quando ver saturday night live (dificil achar legendado na web) e top chef na sony, bons programas de entretenimento.

      gravar e ver a hora que eu quiser? isso é tv por assinatura. acho o futuro é esse caminho mesmo. é igual ver na internet, mas sem ter que ficar caçando legendas, torrents ou entupir o PC com arquivos descartáveis. Na tv paga, tu entra no menu, escolhe a programação da semana que vai gravar e vai vendo tudo, quando quiser, na hora que quiser e na velocidade que quiser. inclusive pulando os comerciais. 🙂

        1. A tendencia com a vinda da TV HDTV e os novos receptores é toda operadora de TV por assinatura oferecer essa opção de gravação de programas em HD interno. para que vc veja seus programas quando quiser. A NET tem isso já, mas no pacote mais caro. a Sky tem desde a Sky+ no começo da década… mas é uma tendencia que com o tempo, até mesmo as menores ofereçam esse tipo de sistema.

    6. “Então pra mim essa mudança é a melhor coisa que pode acontecer: Se melhorar, ótimo. Se piorar, ótimo também, tomara que esses filhos da puta que gerenciam essa tv a cabo horrível tomem um ferro do caralho.” hauhauahauahuuah

  9. “Mas será que estamos pagando atualmente para ver o que queremos?”
    DEFINITIVAMENTE NÃO!

    é como eu disse no outro comentário: Que bom que vai mudar, porque a tv a cabo brasileira, como está, É INTRAGÁVEL!!

    O texto comenta que a repetição dos programas é um dos piores pontos da tv a cabo brasileira. Olha, a repetição dos programas eu até aguento. MAS A REPETIÇÃO DOS COMERCIAIS È DE FUDER O BISCOITO!

    Assistindo tv a cabo por 2 horas direto o cidadão já é capaz de memorizar TODOS os comerciais. Vontade de matar é pouco.

    Se pelo menos a programação fosse boa… mas não é. É RUIM. MUITO RUIM. 

    O texto merece uma medalha por ter a cara de pau de falar sobre Walking Dead em público: CÊS LEMBRAM O QUE A FOX FEZ COM WALKING DEAD???? Foi como pedir uma coca cola na padaria e receber meia garrafa de mijo!

    Pra quem não sabe: Walking Dead é uma série ótima! O canal fox passou o programa no brasil: Cortado, dublado e com 600 comerciais no meio. Comerciais da polishop.

    TODO MUNDO baixou walking dead. Era simplesmente impossível assistir na Fox, porque a fox fez um trabalho tão ruim, mas tão ruim que se alguém se importasse a Fox teria perdido os direitos de transmissão no Brasil.

    E na boa: eu fico puto, você fica puto. Mas estamos sozinhos aqui. A Tv a cabo no brasil não é vendida pra mim e pra você que gostamos de ver séries ou filmes. A Tv a cabo no brasil é vendida para dois públicos:
    1: Pais idosos que pagam tv a cabo mas só assistem faustão e novela
    2: Pais jovens que pagam a tv a cabo pra enfiar o filho em cartoon network e nickelodeon, pra não precisar de educar os filhos pessoalmente

    Nós que assistimos um seriado, um filme, somos minoria! É por isso que a tv a cabo não investe nessa área.

    Então pra mim essa mudança é a melhor coisa que pode acontecer: Se melhorar, ótimo. Se piorar, ótimo também, tomara que esses filhos da puta que gerenciam essa tv a cabo horrível tomem um ferro do caralho.

    (Reclamar da tv a cabo é divertido, mas não vai mudar nada. Não é “xingar muito no twitter” que vai resolver essa tv a cabo de bosta. Eles tão ganhando grana com os dois tipos de público trouxa listados acima, eu e você não somos mercado pra eles.

    Então o lance é cancelar e economizar uma graninha. Pode não ser um grande golpe pra eles, mas é uma boa economia PRA VOCÊ. E afinal de contas, a internet tá muito melhor que a tv a cabo mesmo…)

  10. Em muitos aspectos atualmente a TV Paga é broxante de fato. Lembremos do Boomerang. Qual era a proposta original dele? Pegar os clássicos do Cartoon Network, q não eram poucos, e basear sua grade neles. E o Cartoon assim podia passar seus programinhas mais atuais. Veja no q se tornou. E o Animax. A proposta era de ser um canal, como sugere o nome, de Anime. E olha a desgraça q ele se tornou. Além disso, canais que baseiam sua programação em praticamente um programa só – Nick (Bob Esponja), Fox (Simpsons), FX (Family Guy), Cartoon (Ben10), Warner(Two and a Half man)… Isso sem falar nas incansáveis reprises, como já foi dito. Por outro lado, temos ótimos programas, sem os quais eu hoje não suportaria viver, admito (hiperbole, sim, eu sei). E existem ótimos programas brasileiros, como os exibidos, por exemplo, na Play TV, e alguns do Multishow, dentre eles um dos meus favoritos, Morando Sozinho. Falando em Multishow, eles exibem o Altas Horas da madrugada anterior a tarde, acho q deveriam fazer o mesmo com o Programa do Jô. Tomara que de fato venham alguns bons novos programas brasileiros à TV Paga.

  11. Em muitos aspectos atualmente a TV Paga é broxante de fato. Lembremos do Boomerang. Qual era a proposta original dele? Pegar os clássicos do Cartoon Network, q não eram poucos, e basear sua grade neles. E o Cartoon assim podia passar seus programinhas mais atuais. Veja no q se tornou. E o Animax. A proposta era de ser um canal, como sugere o nome, de Anime. E olha a desgraça q ele se tornou. Além disso, canais que baseiam sua programação em praticamente um programa só – Nick (Bob Esponja), Fox (Simpsons), FX (Family Guy), Cartoon (Ben10), Warner(Two and a Half man)… Isso sem falar nas incansáveis reprises, como já foi dito. Por outro lado, temos ótimos programas, sem os quais eu hoje não suportaria viver, admito (hiperbole, sim, eu sei). E existem ótimos programas brasileiros, como os exibidos, por exemplo, na Play TV, e alguns do Multishow, dentre eles um dos meus favoritos, Morando Sozinho. Falando em Multishow, eles exibem o Altas Horas da madrugada anterior a tarde, acho q deveriam fazer o mesmo com o Programa do Jô. Tomara que de fato venham alguns bons novos programas brasileiros à TV Paga.

  12. Atualmente vejo muito pouco TV. Só vejo os canais de documentários como: Discovery, History Chanel,Nat Geografic, Animal Planet e Discovery History e Science. Acho o resto completamente dispensável, muito raramente vejo Fox e FX. Series faz muito tempo que desisti de acompanhar na TV, a última que acompanhava era 9mm São Paulo principalmente por causa das dublagens e dos horarios, filmes não faço a miníma questão, quando eu quero ver algum dos dois eu baixo ou compro o DVD. Eu curtia os canais infatis também mas CN, Nikelodeon a DX (EX Jetix e Fox Kids) só passam reprises e lixos, completamente intragável. Quanto a esse négocio de obrigar a passar conteúdo nacional nos canais eu sou contra, não acho certo o governo ditar o que um canal pago pode ou não passar, mesmo esse canal sendo um lixo, opinião minha.

    1. Acho que termo “obrigar” é que gera toda essa conotação polêmica em torno do assunto. O Governo não quer obrigar ninguem a nada (não diretamente, e sim o governo não é santo). O que a lei quer é colocar ordem e regras na casa. Ela não trata apenas de ter conteudo nacional, elas regula outros assuntos pertinentes ao mercado da TV Paga.

      A Tv por Assinatura é uma zona pela liberdade em demasia do sistema. Eu sou totalmente favorável a impor regras, cobrar melhores programas e diluir quem pode forneca-la a população. Eu tenho regras no trabalho, na minha casa também existem regras, quando ando na rua, vejo regras em toda parte. A sociedade vive numa ordem de regras e hierarquias, não é oba oba, não somos piratas (e mesmo assim, até piratas tinham regras e hierarquias).

      Acho que a TV Paga não tem que ser obrigada a exibir as coisas, mas acho que ela tem que ser regulamentada e ter regras mais rigorosas para que não persista na merda que é atualmente, com problemas que ninguem pode reclamar, porque legislamente, ela não está fazendo nada de errado.

      A nova lei deu apenas um primeiro passo. A meta não está completa, mas com certeza é uma iniciativa para que nós só o governo, mas os proprios assinantes comecem a questionar a qualidade da TV a cabo.

      1. se for assim pq o governo n obriga a tv paga a passar um conteudo melhor e americano, em vez d encher com uma programacao nacional??(aposto que la nos eua a tv a cabo nao eh ruim…). prefiro que os epi. repetidos de simpson sejam substituidos por NOVOS em vez d por um novo programa nacional (que sabe-se la c vai prestar). outra coisa: acho que o governo, no minimo, deveria oferecer um pacote com essa nova programacao e um com a programacao do jeito q esta, assim agradava todo mundo. se for pra impor novas regras eles deveriam levar em conta a opiniao que ta PAGANDO por essa nova regra, nem todo mundo eh favoravel a essa mudanca, querendo ou n vc tem que aceitar isso.

      2. se for assim pq o governo n obriga a tv paga a passar um conteudo melhor e americano, em vez d encher com uma programacao nacional??(aposto que la nos eua a tv a cabo nao eh ruim…). prefiro que os epi. repetidos de simpson sejam substituidos por NOVOS em vez d por um novo programa nacional (que sabe-se la c vai prestar). outra coisa: acho que o governo, no minimo, deveria oferecer um pacote com essa nova programacao e um com a programacao do jeito q esta, assim agradava todo mundo. se for pra impor novas regras eles deveriam levar em conta a opiniao que ta PAGANDO por essa nova regra, nem todo mundo eh favoravel a essa mudanca, querendo ou n vc tem que aceitar isso.

        1. vc fala “encher linguiça” como se três horas de programação nacional POR SEMANA fosse muita coisa. Isso mal dá para as dezenas de horas de reprises diária que se encontra na TV por assinatura.

          trocar simpsons velhos por novos? mas só são feitos 22 episódios por ano. se vc exibir eles diariamente, em um mês vc esgota tudo. faz o que nos outros 11 meses do ano? reprisa tudo de novo 11 vezes?

          quanto a trazer mais programas/séries americanas pra cá, eu não sei vc, mas 90% do que tem qualidade lá, já é exibido aqui. Claro que tem sim uma ou outra exceção que demora a vir ou vem porcamente, mas quase tudo que os estados unidos produz de material de série, a TV Paga já exibe por aqui. Trazer mais? fala como se tivesse muito mais o que trazer.

          enfim, não quero lhe convencer de nada. vc tem uma visão, eu tenho outra. não dá pra dizer que vc ou eu está errado. de certo ambos estamos errado e corretos, vai dos olhos de cada um.

          só sei que EU conheço muito programa norte-americano tão ruim, quanto qualquer programa nacional também ruim. Assim como vejo coisa bacana sendo feito por aqui, que dá de 10 a zero em certas porcarias americanas (e não estou falando de novela ou programa de auditório popular.) não enxerga quem não quer.

          1. mas entao como funciona a tv a cabo la nos eua? eh tao “ruim” quanto a nossa? se for, porque ninguem de la reclama exigindo programacao de melhor qualidade? tudo bem, tambem acho q da pra melhorar bastante a tv a cabo daqui, soh q eu acho q seria melhor investir pra apenas melhorar o nos temos (ou seja, programas principalmente vindos la dos eua) do que tentar inovar com programacao genuinamente brasileira. e esse negocio de “nao tem mais o que trazer” tah meio estranho… nao to duvidando dos seus conhecimentos a respeito dos programas americanos mas, como eu disse, c ta tao ruim assim por la pq ainda ninguem reclamou?? acredito que pelo menos em canais de filmes aqui do brasil ainda da pra melhorar MUITO. e voce nao comentou nada sobre a minha proposta de o governo oferecer uma opcao pra tv a cabo. segundo a sua logica de que o governo esta regulando a programacao da tv a cabo pra melhorar a qualidade da mesma, porque ninguem oferece 2 pacotes?? que tipo de regulamento eh esse que obriga a gente a simplesmente aceitar o que acham que eh melhor pra gente (porque ateh onde eu sei nao foi feita nenhuma pesquisa de mercado pra servir como base pra essa decisao… ou foi?)?

          2. Também não sei a sua base de conhecimento Nelson, mas até onde eu sei dezenas de séries são canceladas todos os anos na TV americana, seja paga ou aberta, porque não cumprir com as expectativas dos telespectadores. seréis que terminam sem final, séries que são exibidos apenas meia duzia de episódios, pilotos de séries que nem são exibidos ou produzidos.

            A TV americana sofre do mesmo mal que a gente, a diferença lá são outras. Aqui temos a Globo quase como monopolio da rede de tv (seja aberta ou paga), lá nos eua a coisa é mais equilibrada. Lá existe um mercado mais robusto, que gera mais investimento e retorno (basta ver a diferença de nossos filmes para os deles, isso tb reflete nos programas de tv, o que não siginifica que um é melhor do que outro, veja como as séries do reino unido são tosquissimas em produção, mas tem muita coisa boa sendo feita).

            Vc conta no dedo canais da TV paga americana que são estrelas de sucesso, como o showtime, que ainda assim, produz muita coisa que chega a ser cancelado sem fim ou chance de crescer.

            Vc fala investir em programa estrangeiro como se lá não tivesse porcaria. é claro que tem. o fato é que aqui no brasil vc pode julgar o conteudo nacional em sua totalidade, enquanto o conteudo estrangeiro vc julga parcialmente, pelo que tem acesso na tv paga (ou internet) que obviamente só demonstra o que tem de melhor (ou mais apelo comercial).

            quanto a opções de pacote, ora isso já existe. vc pode assinar combos de canais em várias operadoras. não pode escolher qual canal exato vc quer, mas isso não é um problema da lei, isso é venda casada que toda maldita operadora de TV paga lhe obriga a engolir. mas opções de pacotes sempre existiu e sempre existirá. ou vc acha que eu gosto de pagar pra ter aqueles canais que nunca assisti? na TV paga sempre teve canais ou programas que vc nunca vai ver… e isso vai continuar existindo… nada em relação a isso mudou.duvido muito que vc curta 100% do que é exibido hoje em dia na sua tv por assinatura. opções existem desde sempre. não faz sentido isso que vc propos (na minha opinião).

            quanto a pesquisa de mercado, é claro que foi feito. nada é feito assim, do vento. talvez vc esteja confundindo com plesbicito, que é quando o governo abre a votação do povo para um tema (como a questão do porte de arma anos atrás). Mas na minha opinião, o governo não tem que pedir autorização para espirrar a cada mudança que ele quiser fazer em seu governo. é pra isso que votamos em ter representantes, para dar poder para que eles façam sem ficar “pedindo” permissão pra população. existem estudos sobre tv paga, as proprias operadoras de tv fazem isso, é claro que envolve uma programação, um estudo e algo estruturado. não é um projeto que foi feito na base do “achismo”, até porque para cada projeto de lei, ele passa por várias camaras menores dentor do congresso que estudam a viabilidade dele. se for aprovado, ele não entrará em vigor da noite pro dia. existe um lapso de anos até que todas as emissoras se adequem ao regulamento e isso ainda permitira que o governo veja o que está ocorrendo, como está sendo o feedback pratico dos assinantes, e pode ainda criar outros projetos, flexibilizando ou mudando outras coisas insatisfatorias que todo mundo percebe na tv paga.

            é isso.

          3. mas qualquer pacote que eu escolher vai ter 30min por dia de programacao nacional no horario nobre + 1 terço dos canais sendo nacionais (ou não?). é isso que eu quero dizer com 2 pacotes, um com as mudancas implementadas e outro sem essas mudancas. esse pacote vai existir? eu vou poder escolher NAO aceitar essas mudancas? eh isso que eu queria saber. eh claro que vao existir muitos pacotes (com muita porcaria junto), mas nao entendo porque eu nao posso continuar a manter a minha tv “brazilian-free”, ou isso é ser anti-patriota demais? eu sei que vc eh a favor dos novos programas nacionais, e respeito isso, soh q eu queria que o pessoal aceitasse que eu quero continuar assistindo a minha tv do jeito que esta, e o problema justamente eh que eu nao posso porque (acho, tambem nao tenho ctz disso) provavelmente n vai existir essa opcao. e nao eh um “espirro”, voce deve ter uma ideia da importancia da industria televisiva brasileira, mesmo que seja tv fechada. nao eh como se o governo estivesse criando uma lei qaulquer, ela tem uma grande influencia na populacao em geral (se nao tivesse nos nem estariamos falando disso aqui). e por isso eu acho sim que o governo deveria “pedir permissao” ou oferecer a opcao de nao mudar a programacao da tv paga, pra quem quiser. nao to interessado em saber os (possiveis) pontos positivos e negativos dessa mudança, ou a intencao do governo por tras dessa mudanca, a questao eh outra: nao importa como voce veja, todos serao OBRIGADOS a aceitar essa mudanca, e eh isso que revolta tanta gente (pelo menos, acho que nao sou soh eu). eu li todos os seus textos e comentarios e entendi o seu ponto de vista, soh que voce nao toca nesse assunto. quando alguem fala algo sobre o carater, digamos, impositorio dessa nova lei, parece que voce desconversa e comeca a citar os pros da futura “nova” tv paga brasileira e os contras da nossa atual tv paga… n eh essa a questao, pelo menos n eh essa a questao que causa polemica.

          4. vc é OBRIGADO a viver todo santo dia seguindo dezenas de leis do governo do país em que vive. não estou desconversando, estou dizendo o ponto de impor ou não, não faz diferença, não é a questão aqui. vc não é obrigado a se alistar com 18 anos, não é obrigado a votar, não é obrigado a conviver com um sistema educacional falido, a ganhar um salária miserável que não renda nada, não é obrigado a seguir leis de rodizio (em lugares que existe)… vc é obrigado a fazer ou a não fazer dezenas de coisas todo dia pela lei do país em que vive. ATÉ MESMO os programas norte americanas que vc assiste são regidos por regras e imposições aos bons costumes da sociedade. o que acho engraçado que é que as pessoas só enxergam o que querem, o que lhes conveem. Regras e imposições existe desde que o homem é homem.

            Porque vc precisa viver com isso? Porque é assim que criamos essa sociedade.

            Outro ponto, 1/3 dos canais tem que ser nacionais? ora vc já viu quantos canais nacionais JÁ EXISTE no seu pacote? Não precisa criar mais canais nacionais… eles já existem… o que precisa é enxugar esse monte de canal duplicado (disney e disney xd, fox e fx e etc.) canais com a mesma programação e mesma linha de exibição, se são clones apenas para terem mais espaço para reprises e infocomerciais. os canais nacionais na TV paga já existem desde que ela foi criada e existe em tamanha quantidade quando os que não são nacionais. vc apenas não está enxergando isso. conte quantos canais globosat existem, quandos canais (daqueles que vc nunca vê, são nacionais). eles existem. não vai precisar acabar com a fox ou a sony, só para criar um canal nacional.

            Novamente, pra mim, tudo isso é tempestade em copo d’água. impor como vc vai degustar seu lazer? o governo já faz isso desde quando vc e eu usávamos fraldas. não se engane por isso. somos controlados e escravizados pela sociedade todo dia. ou vc acha que eu gosto de ficar 8 horas trabalhando de segunda a sexta, e depois passar 5 horas de lazer a noite em casa, para dormir logo em seguida e ficar mais 8 horas cumprindo uma obrigação que não dá prazer algum? antes o governo me obrigasse a ficar em casa vendo tv nacional então. mas ele não paga a gente pra fazer isso… pena.

            vai por mim (ou não), a nova lei da tv por assinatura é um problema tão pequeno quanto um fio de cabelo branco no meio de milhões de fios pretos. tem muitas outras coisas erradas no país e no mundo, que ninguem questiona. mas mexeu no umbigo… pronto, a casa cai.

            vc não vive numa sociedade onde vc escolhe ser o que quer… vc vive numa sociedade onde ela lhe impõem o que ser, o que assistir e como deve viver a sua vida. é assim que a coisa funciona. é por isso que não adianta eu dar corda pro argumento “porque temos que ser obrigados a ver isso?”, ele é sem sentido dado a complexidade que o mundo funciona.

            e se vc gostasse de programas italianos e a tv paga lhe obrigasse a ver programas americanos? vc usaria o mesmo argumento “porque não posso escolher o que quero ver?”… não adianta… é um círculo vicioso sem fim.

      3. A qualidade da Tv por assinatura pode ser péssima, mas com cota de programação nacional principalmente no horário nobre pode piorar muito.

        1. pior do que já é? duvido. (Killua, tu leu as matérias do Pedro e a minha? porque da forma como vc disse sobre horário nobre, parece que passou batido por ti que a cota é de apenas 30 minutos. eu já vi comerciais de 15 minutos na TV Paga em horario nobre.. 30 minutos é micharia).

    2. Acho que termo “obrigar” é que gera toda essa conotação polêmica em torno do assunto. O Governo não quer obrigar ninguem a nada (não diretamente, e sim o governo não é santo). O que a lei quer é colocar ordem e regras na casa. Ela não trata apenas de ter conteudo nacional, elas regula outros assuntos pertinentes ao mercado da TV Paga.

      A Tv por Assinatura é uma zona pela liberdade em demasia do sistema. Eu sou totalmente favorável a impor regras, cobrar melhores programas e diluir quem pode forneca-la a população. Eu tenho regras no trabalho, na minha casa também existem regras, quando ando na rua, vejo regras em toda parte. A sociedade vive numa ordem de regras e hierarquias, não é oba oba, não somos piratas (e mesmo assim, até piratas tinham regras e hierarquias).

      Acho que a TV Paga não tem que ser obrigada a exibir as coisas, mas acho que ela tem que ser regulamentada e ter regras mais rigorosas para que não persista na merda que é atualmente, com problemas que ninguem pode reclamar, porque legislamente, ela não está fazendo nada de errado.

      A nova lei deu apenas um primeiro passo. A meta não está completa, mas com certeza é uma iniciativa para que nós só o governo, mas os proprios assinantes comecem a questionar a qualidade da TV a cabo.

  13. Atualmente vejo muito pouco TV. Só vejo os canais de documentários como: Discovery, History Chanel,Nat Geografic, Animal Planet e Discovery History e Science. Acho o resto completamente dispensável, muito raramente vejo Fox e FX. Series faz muito tempo que desisti de acompanhar na TV, a última que acompanhava era 9mm São Paulo principalmente por causa das dublagens e dos horarios, filmes não faço a miníma questão, quando eu quero ver algum dos dois eu baixo ou compro o DVD. Eu curtia os canais infatis também mas CN, Nikelodeon a DX (EX Jetix e Fox Kids) só passam reprises e lixos, completamente intragável. Quanto a esse négocio de obrigar a passar conteúdo nacional nos canais eu sou contra, não acho certo o governo ditar o que um canal pago pode ou não passar, mesmo esse canal sendo um lixo, opinião minha.

  14. Thiago, OTIMO texto. Sensato e bem escrito.
    Eu fui um dos “percussores” do post original e realmente admito que o “pau quebrou” la 😛 Muitas opniões diferentes, mas talvez pelo fato de ninguem saber realmente o que iria acontecer.

    Voce trouxe muitas informações novas como por exemplo o incentivo ao cinema nacional e a melhora ESTRATOSFÉRICA do mesmo.
    Os infinitos infomerciais do inferno
    A quantidade de reprises que é passado em horário NOBRE e etc etc.

    Não  é uma questão mudar a programação, mas sim de melhorar. Por que venhamos e convenhamos a nossa programação ATUAL não é la essas coisas, simplesmente porque as  operadoras de TV FAZEM O QUE QUEREM, não tem ninguem do lado do consumidor nessa parada.
    Temos o que hoje em dia, DUAS grandes operadoras em todo o Brasil, net e sky fora as pequenas locais que geralmente são apenas reprodutoras do sinal das grandes que fazem um duopólio. Botam os canais que quiserem e pronto “AH MAIS TEM A CONCORRENCIA, SE EU NAO GOSTAR EU MUDO”
    muda pra onde? Por que é só dar uma passada RAPIDA pela lista de canais e ver que 80% é IDENTICO.
    Ou seja, cenário atual da tv no Brasil:
    – falta de concorrencia
    – falta de opção
    – preços caros

    Gente, por favor. Da pra melhorar isso ai. A lei é (pelo menos em tese) boa, veio pra dar concorrencia (mais operadoras no mercado), mecheu UM POUCO na programação (30 minutos em horario nobre não mata ninguem).
    E de QUEBRA vai aumentar o número de empregos pra quem sonha em trabalhar com TV e produção, aumentar a qualidade das produções nacionais, gerar MILHOES em investimento etc etc.  Coisas que todos ja sabem, mas que infelizmente alguns optam por ignorar =(

    1. velho relaxa… novela é a ULTIMA coisa que vai entrar na tv a cabo.
      Ja viu a progrmação globo da sky?
      multishow, GNT, globonews… não tem novela não…. e nem vai ter.

  15. thiago, chegando atrasado na discussao, mas preciso dizer que seu ponto foi muito bem escrito. reforço que as produções latinas que as vezes aparecem na HBO sao normalmente muito boas e muitas bem engracadas, ate mais do que algumas estadunidenses. nao tem porque as producoes brasileiras serem ruins por padrao, soh se forem mal-feitas mesmo, mas ai o publico faz sua parte ne?

    sobre a frase dos 200 canais que vc escolheu, me lembrou da otima musica 500 channels, da banda Chocking Victim, deixo aqui um trecho da letra e escute por ai se puder.

    “500 channels of a day-dream stimulation
    helps me to resent my life and raise my expectations.
    Locked into re-runs, your memories repeating,
    and all your ideals seem so self defeating.
    For you and yours, the pepsi generation,
    and when you’re discontent, you change the T.V. station,
    And when you hate your life, no qualtities redeeming,
    a million brainwashed zombies will always be heard screaming…”

  16. thiago, chegando atrasado na discussao, mas preciso dizer que seu ponto foi muito bem escrito. reforço que as produções latinas que as vezes aparecem na HBO sao normalmente muito boas e muitas bem engracadas, ate mais do que algumas estadunidenses. nao tem porque as producoes brasileiras serem ruins por padrao, soh se forem mal-feitas mesmo, mas ai o publico faz sua parte ne?

    sobre a frase dos 200 canais que vc escolheu, me lembrou da otima musica 500 channels, da banda Chocking Victim, deixo aqui um trecho da letra e escute por ai se puder.

    “500 channels of a day-dream stimulation
    helps me to resent my life and raise my expectations.
    Locked into re-runs, your memories repeating,
    and all your ideals seem so self defeating.
    For you and yours, the pepsi generation,
    and when you’re discontent, you change the T.V. station,
    And when you hate your life, no qualtities redeeming,
    a million brainwashed zombies will always be heard screaming…”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.