AssistindoReflexões & Opiniões

The Big Bang Theory: A Fórmula do Haloween está escrita e provada! Trick or Treat? [PdS][5×07]

 

The Big Bang Theory: Episódio 7 da 5ª temporada foi exibido nos EUA dia 27 de Outubro de 2011:

“The Good Guy Fluctuation

Enquanto isso no Brasil: The Big Bang Theory, exibida pela CBS nos EUA, passa no Warner Channel toda terça-feira, às 20h. O próximo episódio será o 5×02, não tendo sido exibido o 5×07 ainda.

Aviso: Continue lendo apenas se você já assistiu oepisódio 5×07 de The Big Bang Theory. Haverão spoilers!

Halloween ou Samhain não é tão celebrado no Brasil mas é a celebração que mais admiro. Tentei criar algum post para o Halloween mas nada estava vindo e não tenho tido muito tempo disponível. Aí, resolvi fazer um Papo de Série de um episódio que mereceu atenção.

Não conhece o Papo de Série? Basta clicar aqui e ficar por dentro do projeto. Depois do “continue”, a gente conversa mais.

Doces e Travessuras, devo admitir, houve de tudo um pouco. Os roteiristas e os atores se deixaram levar pela inspiração da época e aproveitaram para matar as pragas que andaram afetando o seriado e reabrir alguns túmulos.

A recuperação de The Big Bang Theory parece estar beirando os seus últimos episódios – não conto com recaídas! Já na temporada passada, a série estava sofrendo com as mesmas piadas, os mesmos roteiros e hábitos quase irritantes de personagens que costumavam trazer humor de qualidade. Aquele ranso da mesmice. Mas todo costume pode ser restaurado em algum ponto.

Lembra de como terminou a 4ª temporada? Sentimos uma ponta de esperança. Foi até comentado por aqui, pelo Pedro, sobre o progresso que fizeram e os bons sinais da futura colheita. E era verdade, pode acreditar, o Halloween deste ano superou o anterior. Depois do primeiro segundo de “The Good Guy Fluctuation”, tudo aconteceu ao mesmo tempo. O Sheldon tomou sustos hilários, os personagens ganharam novos rumos e as suas relações se aprimoraram, e até recebemos um reforço no elenco!

Que reforço! Houve travessuras mas também doce. Se você conseguiu não ficar hipnotizado pela geek Alice (Courtney Ford), você não é humano ou não tem interesse pelo sexo feminino. Dane-se a Priya! Relacionamento à distância não é fácil e, fora o apelo sexual proposital da nova personagem, Alice tem muito mais a acrescentar à série do que uma namoro pelo Skype. Por mim, a Priya é passado. Imploro! Tragam Alice de volta e extendam o círculo nerd.

Houve surpresas e sustos, duvido que tenha sido o único a acreditar no ataque cardíaco do Howard. Estava sendo constantemente surpreendido pelos engenhosos planos de Sheldon e pelas sucessivas falhas. Porém, antes de aparecer, sabia que eles introduziriam uma garota geek, apaixonada por Comic Books e que desenvolveria um romance com Leonard. Estava aguardando ansiosamente – então, o que fizeram foi divinizar o especial Halloween, juntando o melhor que The Big Bang Theory tinha para oferecer com uma personagem perfeita e aguardada.

“You might be from Texas but I’m from New Jersey.” – Leonard to Sheldon.

Podia ter seguido a ordem cronológica do episódio para evitar comentar aleatoriamente. Por isso, corrigindo a bagunça, pelo quadro inicial, teria dito que esse acabaria sendo mais um capítulo de hábito – Sheldon escrevendo e calculando na sua sala. Fiquei eufórico gradualmente, começando logo pelo clima do Halloween: as luzes apagando, o sangue escorrendo da parede e a caveira indo ao encontro do Dr. Cooper. Incrível!

E quando Sheldon levou um susto de Leonard, caindo no chão, caí da cadeira de tanto gargalhar. O melhor disso desconhecia até então, não sabia que haveria mais sustos hilários, aos montes, durante os 20 minutos de exibição. Inclusive, eu próprio fui surpreendido pela astúcia de Howard em fingir o ataque cardíaco como já havia comentado. O airbag na caixa de correio e a cobra do Raj tiveram mérito, claro, todavia não superaram o resto das pranks.

Inteligente Demais para Sustos! Esqueçam localizações alternativas e temáticas. Não excluíram os ambientes familiares. Admiro o planejamento pois se bem reparar fizeram da maioria significante deles, o palco do espetáculo. Fomos a loja de Comic Books, ao apartamento de Leonard e Sheldon, ao hall e à escada do prédio, à universidade, ao apartamento da Penny e à casa do Howard. No esforço que não pouparam para fazer, pela primeira vez em muito tempo, um episódio diversificado e divertido o suficiente que merecesse um review, optaram, notei, por descartar Amy Farah Fowler da equação.

Os personagens não são sempre substituíveis, concordo nesse aspecto. Amy ganhou força e destaque nos avanços recentes da história, consigo imaginar como uma contribuição dela teria sido neste 7º episódio. Mesmo assim, jamais seria capaz de apontar a ausência da “namorada” do Sheldon como um erro porque compensaram muito bem!

A Priya, por outro lado, que confessou traição, deveria ser trocada por Alice na minha opinião. A relação dela com Leonard, aparte dos acontecimentos atuais, está enferrujada e forçada há um bom tempo. Fico repetindo isso como se fosse uma possibilidade negada, embora pense que eles não abandonarão a nova personagem. Talvez seja uma impressão errada essa que tenho de que o episódio terminou com o término da relação via Skype entre Leonard e a irmã do Raj. Confirmarei no futuro.

Então, o que faltou? Teria adorado uma cena de todos fantasiados, não tendo preferência pela mesma visto que esse cenário já foi explorado muitas vezes. O dilema moral de Leonard conseguiu ser um tanto enjoativo. E limitaram a participação da Penny. Não chega a ser uma inconsistência mas se a Penny sentia ciúmes de Leonard e Priya, por que razão não demonstrou nem um pouco perante a possibilidade da Alice? Acharia, certamente, que a traição de Leonard o faria ficar sem nenhuma delas – nesse caso, ela foi a mais inteligente e maligna neste Halloween e eu estou sendo o mais delirante por criar esta teoria.

Faço os reviews (Papo de Série) sempre qualitativamente, afinal a qualidade é o foco que interessa. Entretanto, como muitos gostam de análises quantitativas, classificaria “The Good Guy Fluctuation” com uma nota de 9,5/10,0. Nenhum arrependimento ou dúvida. Resposta exata.

Regressando ao episódio, Leonard como Lion-O dos Thundercats explica bastante a proposta da Comi-Con, não acham? E quem não ia querer a HQ da Alice?! Sigam com as teorias. Desde o início ao fim, fiquei entretido com The Big Bang Theory. As séries que melhor me acompanharam neste Halloween sem celebração foram The Big Bang Theory e The Walking Dead. Enfim, não é a primeira vez, concretamente, que Bernadette grita como a mãe de Howard, porém  também gostei do detalhe.

E, ao estilo Dr. Cooper, Sheldon teve sucesso por fim (quais as probabilidades de se acertar se houver perseverança?): o zombie levantando do seu sofa – considere mais irônico o fato de Leonard estar sentado no lugar do Sheldon quando tomou o susto! E a expressão dele foi impagável! Bazing Punk!

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Araphawake

Gamer de nascença, entusiasta do YouTube, cinéfilo e sobrevivente de The Walking Dead. Adoro livros e penso demais nas coisas. Na vida pessoal sou extremamente nostálgico e exagerado. Quem não me compreende ou conhece pode achar que sou antipático.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.