3 horas de Skyward Sword e impressões mil!

Eita jogo bom!! Skyrim que me perdoe…

Como sabem se leram a home do blog hoje (que tá parado pacas então imagino que sim, vocês tenham dado uma olhada), chegou meu Skyward Sword. Parei de jogar com 3:05 de jogo (aliás muito nice a opção de ver o playtime durante o jogo), pouco antes de entrar em (minor spoilers?) Faron Woods (OMG TWILIGHT PRINCESS, sério, o espírito do Faron é o mais lindo do jogo). A cena antes disso, com aquela velhinha ANCIENT com a marca de lágrima e manto dos Sheikah, é muito bacana… todo esse jogo tem coisas que ressoam com toda a série, com tudo de Zelda que já joguei. A Royal Crest tendo apenas asas, que agora sabemos serem dos Loftwings (tudo premeditado ao melhor estilo Eiichiro Oda ou aproveitamento de coisas já existentes?), sem a Triforce, ou o pai da Zelda ser chamado de Gaepora, lembrando a icônica coruja de Ocarina of Time Kaepora Gaebora, que aliás foi há pouco confirmada como sendo uma forma alternativa do sage Rauru (essa enciclopédia de Zelda tá alimentando os teóricos da série como nunca), entre várias outras pequenas coisas. (fim dos spoilers)

Tô vendo que esse post vai ficar confuso. Tenho várias coisas pra falar e elas não são necessariamente conectadas… me perdoem se não ficar fluida a leitura, ok? XD Anyway, começando pelo que mais me marcou: Zelda. A personagem.

Não joguei Spirit Tracks, então dizer que é a Zelda mais bem desenvolvida/com mais personalidade pode não ser uma opinião 100% ainda, mas vejam que no pouco que joguei eu já a curti mais que a Tetra de Wind Waker, que era, imo, a melhor char dela até agora (não em termos de design porque aí é covardia comparar qualquer uma à de Twilight Princess), muito embora perca também pra Midna que é minha personagem feminina favorita da série. A Zelda de SS é… uma pessoa, sabem. Tão lindinha apaixonada, e com personalidade forte enfrentando os bullys do Link (rio muito nessas partes) ou se atirando de Skyloft pra salvá-lo, coisas assim. E na parte da cerimônia depois de ganharmos a… sei lá, corrida? Aquele evento importante lá, ela sendo mega teaser com ele foi demais. Personagem apaixonante mesmo, curti demais ela. E é linda ainda por cima, me perdoem os que não curtiram o design novo.

Aliás, todo o estilo do jogo é demais. Bem mistura de Twilight Princess, nas proporções, e Wind Waker, nas cores e expressões dos personagens. Ficou perfeito e lindo. Link tem caras e bocas sem precisar estar “deformado” (nada contra, curto o outro estilo também), e todos os personagens são únicos, todos os NPCs menores. Twilight Princess tinha personagens de design bem marcante também, mas eram alguns específicos do Ordon Village ou do Hyrule Castle/Market mesmo. Wind Waker levou isso a outro nível comparado ao que tínhamos em Ocarina por exemplo. Vale uma nota aqui também, quanto aos gêmeos instrutores Horwell e Owlan e meu fraco por cabelos longos e prateados que me fazem ~prestar atenção~ nesse último e… é, bom. XD Aquele outro guri com túnica de Link, mas dourada/amarelo escura também é bem legal, e no geral curti muito mesmo o design dos personagens.

Mais relacionado ao gameplay, achei legal demaaaaais e excelente como adição à série o funcionamento dos shops do jogo e a inclusão de reparo ou upgrade de escudos (que quebram à medida que os usamos, e nós os usamos, acreditem) e refinamento de poções, melhorando ou adicionando efeitos. Ambas as coisas requerem materiais e uma taxa em Rupees para serem feitas, o que nos escudos são loot dos monstros e nas poções são insetos espalhados pelo jogo e capturáveis com a Bug Net que ainda não adquiri (aliás, esses insetos me lembram a side quest de Twilight Princess haha, demorei e sofri, mas catei todos). Isso em Zelda, ao menos nos “principais” e que eu saiba, é inédito! E muito, muito bem vindo. Fora os vários novos tipos de poção que apareceram, tipo… o jogo tá robusto nas mais diferentes partes, e isso me dá uma expectativa gigante pro futuro da série. Quem não joga Zelda com aquela desculpinha de “é sempre tudo igual”, pff… jogue Skyward Sword então.

E continuando as novidades, o esqueminha de dash é bem legal. TP precisava muito que o Link fosse mais rápido, com aquela Hyrule gigantesca, e me transformar em lobo e ficar apertando “A” incomodava de tanto que eu ficava “Woof! Woof!” e a Midna “Wah! Wah!”, se vocês também se lembram. A Epona servia bem, mas sei lá, é sempre diferente poder andar a pé. Quanto ao barco em WW… nem comento. Mas voltando a SS, o fato da barra de estamina se esvaziar não só correndo, mas com pulos enquanto nos agarramos em ledges ou “plantas de escalar”, e ao usar o spin attack é… bem legal. Várias ações do jogo consomem energia do Link, e está aí seu realismo, consoles HD. Hahaha, tá certo que cada jogo com sua mecânica, e é impensável a forma como Link carrega milhões de itens com ele, mas jogar algo como Uncharted (NÃO VENHAM ME XINGAR NOS COMMENTS OK, EU TAMBÉM AMO UNCHARTED), em que o protagonista não é um deus da guerra nem nada, e ele tar sempre 100% a não ser que esteja debilitado por razões da história é engraçado também.

Quanto à espada e escudo, combate tá 1:1 mesmo, e por isso mesmo tá difícil. Ter que acertar o timing certinho pra defender direito ou cortar na direção certa as coisas faz a gente PRESTAR ATENÇÃO a cada movimento nosso e do inimigo, e não ficar só esperando uma abertura pra dodge + ficar apertando A. Gostei mesmo, e também dá um medinho do tipo de desafio que terei mais pra frente, com Stalfos e monstros do tipo. Gostaria que os bosses também fossem desafiadores… mas nunca confio muito nisso pra não me decepcionar. Também seria legal se o Link aprendesse técnicas de espada ao longo do jogo, como o Link de Twilight Princess aprendia com… hoho, aquele personagem spoiler cool as hell. Tinha monstros que só com os movimentos especiais era possível derrotar, e ver três deles, os mais difíceis e demorados do jogo, te atacando juntos no último andar da Cave of Ordeals era… haha, olhar pros potinhos de fadinhas restantes depois dos andares de gelo e torcer pra serem suficientes. Claro que sempre tinha a Magic Armor né, mas sempre tive amor a meus Rupees pra usá-los assim. XD Uma pena, porque o Link ficava foda naquela roupa, assim como na de Zora e, bah, tá me dando saudades de TP… haters gonna hate, vocês que não curtem o jogo.

Mas é, o post é de Skyward Sword, me desculpem. Uma coisa que no jogo eu acabei de “ganhar” foi a Fi, a companheira desse Zelda, e me surpreendi demais com as opções que ela nos oferece. Não apenas dicas whatever sobre o que fazer a seguir, mas um resumo do que fizemos por último, nosso tempo de jogo, “rumores” sobre o local em que estamos (lembrei de Skyrim e os bartenders, haha), e ainda mais coisas. Mas assim, é diferente de outros personagens nos jogos anteriores, porque o que ela fala é realmente útil, e não só uma coisa que reitera o que tu já sabia mas não te faz sair do lugar. Sim, Navi e (infelizmente) Midna, estou olhando pra vocês. Ainda que a Midna era útil nos chefes em que ela falava como derrotá-los, o que felizmente a Fi também faz, e com inimigos normais também. Mas só se pedirmos, sem aqueles HEY, LISTEN da Navi, haha. A Fi me deu realmente a sensação de OMG, CENTRAL DE ATENDIMENTO, só que funcional, e não uma festa de gerundismo eternamente correndo em círculos como temos por tudo no Brasil.

Ufa, já escrevi um monte. Vejamos que outros tópicos eu tenho aqui. Ah, sim, uma nota quanto à trilha sonora, que tá ótima. Claro que mal tendo saído de Skyloft ainda, não ouvi quase nada dela, mas gostei de tudo que ouvi, e entrar nas casinhas ou shops e ser recebida com as clássicas músicas da série coloca um sorriso sem igual no rosto. As “vozes” dos personagens também tão legais, percebi mais interjeições mesmo, se comparado aos grunhidos de Twilight Princess, que são quase aquela coisa de Okami. Ok, não tanto, mas you get the idea. XD E por último, vou dizer pra vocês que esse é o Zelda com a melhor narrativa que vi até hoje. Várias e várias cenas da história, e cheias de falas de vários personagens. Até as clássicas de “você é o escolhido” tão especiais e diferentes… não sei se consigo explicar, mas parece que Zelda finalmente alcançou coisas da geração atual, sabem. Como um todo mesmo. Mais opções de interação com o jogo, novas mecânicas de gameplay, história melhor desenvolvida… não é aquela coisa de “ganhe uma espada, descubra seu destino —–> um jogo inteiro depois  ——> mate o vilão principal e veja o final”. Tudo vai indo junto com a história, e a cena com a Sheikah anciã que citei no início do post é um exemplo. Ela não precisava estar lá… bastava qualquer instrução da Fi quanto a que lugar visitar a seguir que seria como em todos os outros Zeldas, a gente indo de um templo pro outro, matando bosses e pegando itens. Acreditem em mim, esse jogo é um marco pra série. Falo com convicção mesmo. E aliás, assim encerro esse post. JOGUEM Skyward Sword. Tanto se são apaixonados pela série (e nesse caso talvez já tenham até terminado), se curtem mas faz tempo que não jogam um, se não jogam mais porque “passou pra vocês” ou se nunca jogaram antes!

“Fica a dica ;)”
como diria o boss.

Isso também pode lhe interessar

25 Comentários

  1. O jogo é simplesmente ÉPICO!!!!!
    E você ainda tá só no começo! xD
    Pra mim SS tem uma das melhores histórias de Zelda. Ela realmente te faz querer saber o que vai acontecer depois.
    E a Zelda desse jogo é uma linda muito linda <3
    O Bazaar lá é muito legal. DIferentes vendedores, cada um com sua função. A música até muda quando nos aproximamos deles.
    Os upgrades são uma ótima evolução da série! Embora que achei que eles devam ser mais explorados, já dão todo um diferêncial. Os upgrades das potions são muito úteis. xD
    Eu terminei o jogo e fiquei *_______*
    Feliz, mas ao mesmo tempo querendo que tivesse mais, MUITO mais!
    Eu poderia ficar aqui falando sobre cada coisinha, mas enfim… HAHAHAHAHAHA

  2. Realmente um jogo que parece ser incrível e alem da historia (contar o origem de certas coisas da serie Zelda me agradou bastante) a barra de "esforço" e a possibilidade de dar upgrade em itens me fez valorizar mais o game, cheguei ate a ver todas as cutcenes do jogo. Mas infelizmente nunca devo jogar pq n pretendo comprar um Wii e o WiiU ao que tudo indica largou o controle de movimento com o principal (e não pretendo comprar um nunchaku e um zelda SS caso compre WiiU). Ainda estou em falta com a série Zelda por não tem comprado Wind Walker e Twilight Princess para GC =/

    Mas mudando um pouco de assunto, ja ta rolando na web as pags do manga Zelda que saiu junto com a enciclopédia e apesar de nem ter lido direito pq estava com pressa é boa a historia.

  3. Eu discordo sobre a Phi! Ela só fala coisa óbvia! Personagem muito robótica, ela não tem lá uma personalidade ou relacionamento com o Link. Saudade da Midna.

    1. Mas acho interessante ela não ter um relacionamento com ele, sabe. Claro, leve em conta que eu tenho 3h de jogo só, mas se ela fosse como a Midna… eu ia ficar dividida entre as duas. <_< Veja bem, o par do Link em TP pra mim é a Midna e nem tem o que falar. >_< Quem viu aquele final com ela true form indo embora… pqp. E a Zelda nele é só a soberana sábia de Hyrule… nothing more.

      Em SS se a Fi fosse como a Midna eu teria problemas, considerando que a Zelda é desse jeitinho né. XD

  4. Excelente post, concordo com tudo o que foi falado(e com as comparações com TP, hehe)!
    E se você achou o jogo bom com apenas 3 horas, se prepare pra pelo menos mais 40 horas de jogo, SS é excelente do início ao fim, bom em todos os sentidos, realmente uma grande evolução pra franquia, por isso que pra mim esse é O jogo de 2011! E sobre os chefes(sem querer dar spoilers), são incríveis, os melhores bosses que ja joguei em um jogo, principalmente por causa da profundidade e diversão que eles proporcionam nesse novo tipo de jogabilidade!

  5. Estou jogando Zelda Skyward Sword, to com mais ou menos 25 horas de jogo, essas horas passaram rápido, posso dizer que para mim que fechou OCARINA OF TIME e TWILIGHT PRINCESS, é um pouco mais do mesmo, só que num jogo completamente novo e diferente, e isso é bom, pois manteram a essência da série, e introduzindo muitos e novos elementos, achei perfeita a adição do motion plus, ora tem inimigos dificeis de serem abatidos, que só são derrotados dependendo da posição de defesa do inimigos e vc corta onde tem brecha, além de novos itens no iventário, caçar insetos, fazer as guests sempre é divertido, a adição do pássaro, um jogo que prende, excelente, clássico.

  6. Não joguei Wind Waker ainda porque controle de gamecube é impossível de encontrar fora do mercado livre e Twilight Princess estava esgotado em todas as lojas que fui, deve ser por causa da queda de preço e_e

    Uma curiosidade é que a roupa do Link só é verde porque segundo o pai da Zelda no ano seguinte eles usariam essa cor para o uniforme da academia, no ano corrente a cor era vermelha, por isso o amigo com roupa diferente…

    Gostei da Phi g.g

    1. É bem legal isso da roupa mesmo, ri muito quando falaram no jogo. XD E nossa, tem que jogar TP e WW!! =O Controle de GameCube é difícil de achar mesmo, eu felizmente garanti meu Wave Bird a tempo, mas vale a pena. =]

  7. Eu tbm joguei por umas 3 horas o jogo e gostei muito mesmo do que vi.

    O sistema de upgrades foi uma adição bem vinda,os controles estão muito bons e ate a dificuldade ta acertada.

    A historia ta muito boa e os personagens estão excelentes.Um cena que adorei no jogo é quando o Link acorda com o passaro olhado pra ele e depois ele gospe a carta da zelda na cara do Link xD.
    Ainda to zerando o Spirit Tracks e ja to doido pra começar o SS.Mas do pouco q joguei ja superou os outros zeldas pra mim.

    So tenho uma reclamação e nem é do jogo, é do proprio Wii. Eu olho no youtube os videos do SS rodando em HD no Dolphin e fico imaginando se a Nintendo vai ter culhões de fazer o WiiU ser capaz de fazer upscaling nos jogos do Wii pra fazerem eles rodarem em HD.Se isso acontecer, compro na hora o novo nintendo so pra jogar os classicos do Wii em HD.

  8. Adorei a Phi, apasar de se "robotica", vc sabe por que ela foi criada e a evolução dela no jogo, sei la tudo no jogo vai progredindo e coma Phi é a mesma coisa adoro ela *.*

  9. Penso em jeitos diferentes de elogiar teus posts pra não cair na mesmice, mas são sempre bons, então parece automático XD “Ótimo post, pra variar.” acho. :V

    Comentando logo depois de terminar a primeira dungeon, e bem… Jogo incrível, sem mais. Durante toda a sequência de Skyloft tive uns bursts de “pqp, que foda, que foda” (como “MEU DEUS, ELE CORRE, QUE FODA”, “OLHA COMO ELE ESCALA, QUE FODA” parecendo menino pequeno >_>) que pelo visto vão se estender ao longo do jogo, mas talvez parte disso seja carência de Zelda da minha parte, porque fiquei assim até mesmo com o som de baú abrindo. =P Basta dizer que tive arrepios já na introdução do jogo, antes mesmo de descobe etc. E foi a primeira vez num jogo de Zelda que EU realmente tive vontade de ir atrás da Zelda pra a salvar. XD A personagem é bem… apaixonante, eu diria. <3 Desenvolveria isso mas… você já disse tudo haha.

    Eu não sei se tenho memória ruim, mas não me lembro de ter rido tanto assim num Zelda (talvez Wind Waker), tem muitas tiradas engraçadas nos lugares mais random, até na personalidade dos vendedores do Bazar. O que te vende o escudo, por exemplo, se você decide que não quer comprar algo, faz uma CARA DE ÓDIO pra logo depois voltar ao "aaah mas escolha alguma outra coisa então" XD E é legal ver que ATÉ OS VENDEDORES têm personalidades diferentes, na real. Até agora o que me fez rir mais foi o Beedle, direto de Wind Waker. Uns diálogos dele são muito engraçados e o "THANK YOU" continua igual, rio SEMPRE que escuto. XD (Mas queria que ele ainda tivesse o sistema de fidelidade com cartão de pontos. :V) Provavelmente não vai ter conteúdo engraçadinho nas dungeons e partes de "história" mais importantes (o que é ótimo, na verdade. >_>) mas curti muito essas interações em Skyloft e arredores (Lumpy Pumpkin, por ex XD). Aliás, até a CARA do Groose (o “bully principal”) me faz rir só de ver, e o jeito que ele muda com a Zelda então… hah XD

    Curti muito a Fi, tanto no design, quanto por ter uma personalidade(? XD) diferente do padrão pra série, além de ela ter me ajudado mais que a Midna e Navi juntas até agora. E o fato de ela te chamar de “Master”, junto com a cena inicial dela, me lembram Fate/Stay Night, mas foi de forma completamente random. (também ri muito com uma ou outra coisa que ela fala, mas não sei se foi proposital. XDDDD) E… bem, tem algo com ela no fim da primeira dungeon que achei bem foda.

    Falando nela, pelo que percebi, as “dicas” de combate vão melhorando conforme a quantidade de inimigos daquele tipo que você mata, como se ela fosse aprendendo, e isso é bem nice o.o E se achou o combate hard, imagina pra quem não é destro. XD Tudo (que vi até agora) foi muito bem pensado, e curti o fato do escudo não ser só “segure L” (dá pra usar assim “deixando na frente”, mas serve de pouco) apesar disso dificultar ainda mais. Que bom que começamos com 6 corações, acho. x_x Mas por mais que eu reclame de desconforto de ser forçado a jogar com a mão direita, realmente não consigo ver problemas nos controles, e já me acostumei bastante, mesmo. E quando você finalmente tá “pegando o jeito” do combate, aparece algum inimigo que precisa de uma estratégia completamente diferente. XD Chega a ser meio frustrante em certos casos, mas é muito, muito legal.

    Escrevi e escrevi e não vi nem se fez sentido >_> E parece que estou me estendendo, mas achei o jogo tão divertido que dá vontade de ficar falando e falando e falando dele e não acabam os pontos bons. Ou jogar mais, acho, então vou ficando por aqui. XD

    1. Muito linda a parte com a Fi no fim de Skyview mesmo. x3 I kinda "fell" to her there. E a olhadinha do Link pra ela no fim da cena, tipo, bah, uma pena ele ser mudo. PRA MIM aquilo foi um "thank you…" bem tenro, e ela aceitando o agradecimento virando a cabecinha. Muito bonita a cena.

      Quanto ao resto, de acordo. :V

  10. de quem jogou e zereo em 100% o adv1: curti o jogo…mas esperava mais…esperava mais dificuldade e um grafico melhor e mais adulto…prefiro o jeitão do TP…q infelizmente fico esticadão…zerei poucas horas a menos q o TP…umas 8…10…

  11. Fico vendo que as pessoas zeraram em 8 ou 10horas.
    Pra zerar assim é muito ir "DIRETO" fazendo o que manda. A pessoa reclama que é rápido, mas não aproveita direito o game. E as sidequests? (que são poucas :c) também fazem parte.
    Demorei umas 30horas, com muito amor x3 E nem completei tudo, gosto de explorar tudo (mesmo que não tenha muita coisa nesse jogo).
    Depois é o Hero Mode, quando eu sentir saudade x)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.