AssistindoMiscelânea

Netflix disponibiliza mais desenhos no catálogo!

Luluzinha, Jumanji e um animê que nunca vi...



E o catálogo do Netflix para desenhos animados continua expandido. O mês virou e apesar de não ter tantas estréias como no começo do mês passado, mais desenhos antigos continuam sendo inseridos ao catálogo do serviço. Lembrando que alguns dias antes da virada do mês, o Netflix também trouxa uma agradável surpresa aos nostálgicos, como eu, que cresceram assistindo O Mundo de Beakman.

As novidades desse início de mês se resumem a série animada de Jumanji, inspirada no filme Live-Action que você já deve ter assistido alguma vez na vida. Eu curto bastante o universo do Jumanji, assim como também gosto o filme Zathura, que tem uma base inspirada em Jumanji (porém não é tão cult como o primeiro filme). O desenho não é a melhor coisa do mundo, mas brinca bastante com elementos do filme original e com a mitologia do jogo de tabuleiro amaldiçoado. O traço é feinho, parece desenho antigo da Nickelodeon, mas isso dá pra contornar.

Agora uma adição inesperada pra mim foi o desenho da Luluzinha e, putz, não me lembrava que era tão engraçado assim! Nunca fui um fã extremo da Luluzinha, mas prefiro ela à Turma da Mônica. Luluzinha tem um clima mais Charlie Brown, os personagens ainda que infantis, tem aquele jeitinho mais adulto, seja por ironia ou uma crítica mesmo. E o desenho é bem divertido, tem um traço limpo e arredondado, produzido nos anos 90. Recomendo para quem não conhece, que dê uma olhada ao menos no primeiro episódio.

A última adição, em relação a animações, fica por conta do animê Humanoid Monster Bem (Youkai Ningen Bem no original). Sinceramente nunca ouvi nada sobre o animê, mas olhando rapidamente no Google vi que ele foi produzido em 2006, teve apenas 26 episódios, e é uma versão alternativa de uma série de mesmo nome, exibido no Japão na década de 60 (veja). Nem imagino se é bom ou não, mas vale a curiosidade.

Pow, mas só isso? Não, teve outras novidades no catálogo, mas de outros gêneros. Por exemplo, a série The Event, produzida em 2010, foi lançada completinha no serviço (22 episódios). Pena que ela foi cancelada sem um final, mas eu achei bem divertido o primeiro ano, e ao menos algumas pontas soltas acabam sendo reveladas ao longo do primeiro ano. Vale a pena assistir quando você tiver um tempinho.

Outra adição foi a coletânea com pilhas de filmes do espião James Bond. Todos os filmes do 007 chegaram no Netflix. Bem na verdade, não sei se são todos porque não curto 007 e não sei de cor e salteado todos os filmes produzidos, mas vi que tem tantos os velhões, quanto aquele dos anos 90 com o Pierce Brosnan, quanto os mais recentes, com aquele ator que não vou muito com a cara (Daniel Craig): Cassino Royale e Quantum of Solace.

E Power Rangers? Tosqueira pura, mas tem um monte de gente por aí que curte. Além da série clássica (a 1ª) e algumas outras já estarem disponíveis (Samurai, Zeo, Alien Rangers), foram acrescentadas ao catálogo as séries In Space, Turbo, Lost Galaxy e Lightspeed Rescue. Rá, e nem me perguntem qual é a ordem ou cronologia certa de Power Rangers, porque não faço a menor ideia. Meu conhecimento nisso é zero. Eu cheguei a ver a primeira série na minha infância, nos tempos de TV Globo, mas é só isso mesmo.

Fora isso foram acrescentados mais filmes, mas nada muito expressivo ou memorável. Nem vale a pena citar. Quem quiser ver a lista mais completinha, recomendo que acompanhem os filmes Lançamentos Netflix e Filmes Netflix. E quem quiser ver mais postagens com o que andou sendo adicionado ao serviço nestes últimos meses, acompanhe por esta tag (clique aqui).

Obs: o Netflix vem ficando mais cheio de conteúdo a cada mês. Tanto já nem consigo dar conta de tudo que eu quero assistir no serviço, o que é uma boa notícia. Mas ainda falta muito clássico em desenhos animados dos anos 90. A empresa tem contrato com a Disney e não sei porque a demora e a enrolação para colocar no serviço os clássicos da Disney dos anos 80 e 90 como o Ursinho Pooh (Puff), Darwing Duck, Tales Spin (Esquadrilha Parafuso), Tico e Teco Rescue Rangers, Os Ursinhos Gummies, Bonkers, Superpatos, Turma do Pateta, TV Quac etc. Sacanagem essa demora! Sem mencionar que ainda sonho com a possibilidade de ser incluido outras clássicos como a série animada do Mega Man ou Sonic X. Tem que rebolar mais Netflix!!

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.