JogandoMiscelânea

Dirt Showdown | Levantando a poeira e derrubando carros! (Demo)

Dirt Showdown convenceu a mim, mas não ao meu bolso!

Esses dias joguei a demo de Dirt Showdown e pensei: ”até tu Brutus?” Não adianta, produtora que fica se apoiando num sucesso apenas só pode fazer m**** ou desvirtuar uma franquia em determinado ponto de uma empreitada dessas. Se bem que no meu caso isso tudo é bem indiferente, eu ainda não peguei nenhum game da franquia pra valer, então não tenho muito porque sair gritando aos quatro ventos que o novo jogo é uma completa negação perto dos outros.

Mas eu achei tão pouco o que a demo entrega que fiquei pensando se quem é fã de longa data ficou mesmo convencido de que Showdown é um jogo que vale apena investir o seu rico dinherinho. A demo só oferece uma pista pra experimentar e se você quiser saber como é o modo online tem que desafiar alguém da sua lista de amigos pra tentar prolongar a experiência com a demo e formar uma opinião melhor. Mas como numa madrugada de terça eu era o único que ainda estava em ritmo de saudade pelo fim do feriado no meio da semana, acabei não encontrando ninguém, o que fez a demo não durar nem 5 minutos do meu interesse.

Na verdade, dá pra colocar mais um minutinho aí, já que mesmo sendo uma demo a Codemasters já está colhendo cadastro de todo mundo para a tal da Racenet, que deve apresentar funcionalidades idênticas ao Autolog do Need For Speed. E o que mais? Ah sim, a física continua muito boa, nem sei ao certo se houve mudanças muito bruscas em relação ao último jogo (mas considerando o tempo de lançamento entre o Dirt 3 e Showdown a resposta parece bem óbvia), mas a sensação de estar numa batalha entre carros ficou de bom tamanho pra mim. Você tem uma sensação sob medida de velocidade e ao mesmo tempo total controle do veículo, mesmo com turbinas que recarregam por mágica a cada batida o gameplay passa longe de ser algo totalmente voltado pro arcade.

Qualquer batida no muro ou uma cutucada na traseira já te faz perder o controle e não são poucas as vezes onde a marcha ré te coloca de volta na corrida depois de um carro vindo do nada te acertar em cheio. Até a fumaça comendo solta na pista os caras priorizaram, afinal ela é uma das marcas registradas da franquia. Pena que isso tenha sido muito pouco pra me convencer da compra desse jogo, a demo de Dirt Showdown no fim das contas me pareceu a amostra de um jogo de pequeno porte da PSN, sem contar que só me fez lembrar que modos parecidíssimos com a temática desse jogo já deram as caras no multiplayer de Dirt 3.

O cheirinho de jogo recalchutado vem no ar à quilômetros de distância, portanto não devo experimentar a versão full tão cedo. E agora a empresa faz questão de se chamar Codemasters Racing né? Hum… tenho medo disso.

Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.