Papo de Série | Community – episódios 3.20/3.21/3.22!

A vitória dos fãs!

Após lidar com um quase cancelamento da emissora NBC, Community conseguiu dar a volta por cima e foi salva para o resto da terceira temporada, uma notícia muito animadora para os fãs, sendo assim conseguindo entregar o restante dos episódios depois do hiatus. Aí então chegou a notícia que a quarta temporada foi garantida, mas com menos episódios, o que acho que pode ter sido uma medida acertada por parte da emissora, o que não foi o caso do afastamento do cargo de Showrunner de Dan Harmor que foi recebida com muita desconfiança pelos fãs, inclusive eu. Será que a quarta temporada vai apresentar um humor tão bom ou melhor do que a série têm apresentado?

Mas deixemos essas especulações (e preocupações) de lado, e vamos nos concentrar em falar desse trio de episódios que foram ao ar, todos na semana passada marcando o encerramento da terceira temporada da série. Tivemos de tudo, até um daqueles episódios de formato diferente que só Community sabe fazer bem feito, mas acho que falei demais já, o resto vocês acompanham a seguir.

Community 3.20 – Digital Estate Planning

Muitas séries costumam apresentar episódios que têm o objetivo de alterar a forma e a dinâmica que a série está acostumada, porém geralmente os relaciona como episódios que não fazem muito parte da cronologia ou mesmo então sequer existem nela. Escrevendo isto, lembro de um exemplo fácil como a história contada por Walter Bishop em um episódio de Fringe que coloca os personagens num musical. Entendem o que eu quero dizer?

Community por sua vez insere estes tipos de episódios em suas “main stories” por assim dizer, sem medo de errar ou que aquilo não funcione. É uma manobra arriscada de fato, mas já vimos tantas vezes isso em Community, que parece que não tem mais como dar errado, já vimos um especial de RPG, outro em stop-motion, e entre outros tantos exemplos sempre procurando referenciar ou agradar vários tipos diferentes do público nerd.

Mas nunca eu esperaria o que Digital Estate Planning ousou fazer, colocar os personagens digitalizados em 8 bits em busca de zerar um jogo! Onde, uma série já tentou fazer isso?

Alguém leigo na série poderia ler estes parágrafos anteriores e achar que isso nunca daria certo na TV, é outro tipo de linguagem, e se comunicar com outra tão diferente e ao mesmo tempo próxima como os games, nunca daria certo. Pois é, mas deu! Deu certo e até demais, neste que provou, pelo menos para mim, ser um dos episódios mais criativos e bem executados de uma série de humor da história da televisão.

Eu posso ter exagerado, porquê quem sou eu para falar da história da TV não é? Mas o que de fato o que Community promete desde a abertura, durante o episódio consegue cumprir com maestria mostrando aquele humor natural que a série já possui aliado aos personagens e situações hilárias acontecidas em 8 bits, desde uma besteirinha como o personagem de Troy ficar pulando durante quase todo o episódio (eu dou um risinho só de lembrar) até as aventuras de Annie e Shirley na cidade do ferreiro.

Num episódio onde vemos um pouco mais de uma faceta que até antes não conhecíamos do Abed, onde ele se apaixona por um personagem do game, ainda temos espaço para uma evolução de personagens, onde Pierce descobre que Gilbert é seu irmão, e o aceita como tal.

Digital Estate Planning foi um dos melhores episódios da história de Community, ousaram e acertaram. Os gamers nerds que assistem a série, pelo menos aqueles que viveram essa época de 8/16 bits, devem ter se sentido homenageados, como eu. E apesar de alguns fatores que vou explicar depois, ainda tenho esperança de um dia os 7 de Greendale visitarem novamente a terra dos 8 bits, afinal Abed gravou tudo né?

Community 3.21 – The First Chang Dinasty

“Sei que odeia quando fazem isso nos filmes”

Retomando o plot de Greendale, os 7 estão convencido de que há um reitor falso no lugar do amado Dean Pelton, e planejam um jeito de retornarem a faculdade comunitária, desmascarar a farsa e colocar abaixo todo o plano de Chang.

A primeira vista temos Troy dividido pela ajuda do homem dos ar-condicionados, mas vemos o quanto Britta não quer se afastar deste personagem (mais uma entre tantas evidências que um romance dos dois deve ser aproveitado na quarta temporada, ou não). Jeff então explica o plano perfeito que pareceu falhar, mas funcionou. Entre tropeços, a turma de Greendale consegue resgatar o reitor e salvar a faculdade.

O episódio correu bem, de forma ainda que linear, com Jeff falando sobre o plano. As loucuras de Chang também ilustram bastante o personagem que foi esquecido por boa parte da temporada.

Mas o ponto mais tocante mesmo do episódio foi a despedida de Troy da turma, quando antes ele precisou da ajuda do cara da ventilação (sério, alguém sabe o nome dele?). A frase cochichada ao ouvido de Abed (a quotada acima), representou uma piada, mas ao mesmo tempo foi melancólico, afinal todos sabemos a enorme amizade dos dois. Senti pena do Abed, e seu estado naquele momento do episódio serviu de catalisador para o que veríamos no episódio seguinte.

Community 3.22 – Introduction to finality

O retorno de Evil Abed

Não tivemos paintball dessa vez, o que para mim não é problema algum, ao invés disso, tivemos a culminação do que vinha sendo construído durante a temporada, tanto o aparecimento de Evil Abed como os problemas do Abed normal. A série então aparentemente reúne as duas coisas em uma só. E o comportamento que vemos de Abed nesse episódio, ainda é catalisado pelo que eu disse no comentário do episódio passado.

O episódio no início foi meio parado, mas ao mesmo trouxe uma falsa sensação de que tudo estava de volta ao normal, o que não era verdade, por causa de Troy e Abed. Até o papo da lanchonte volta, o que causa uma briga entre Pierce e Shirley, Jeff então surge para ser o advogado da amiga, ainda que relutante a princípio.

A história girando ao redor do tribunal de Greendale é um tanto chata mas valeu a pena pelo discurso de Jeff e pelo confronto com Alan o seu arqui-inimigo. Também achei a participação de Evil Abed um tanto quanto rápida, portanto ainda espero que aproveitem o personagem, o que acho difícil, mas…

Não há muito sobre o que se falar neste episódio, o foco foi mesmo direcionado a Abed e seus problemas. As partes envolvendo Evil Abed, ao mesmo tempo meio bizarras ainda carregaram o humor característico da série. Aquela olhadela dele para Jeff enquanto segurava aquele negócio (o que era aquilo?) e a fixação em arrancar o braço do mesmo. Porém, que bom que o nosso velho Abed foi salvo pelo discurso do Jeff, né?

Outra coisa que teve foco no episódio foi a questão de Troy no curso de ar-condicionado, que por incrível que pareça foi uma história legal. Será que Troy encontrou mesmo a sua vocação? Mas será que ele vai se manter afastado dos amigos?

A temporada de Community termina com a sua música tema sendo cantada e várias cenas legais, entre elas vemos que o Costeletas está vivo, e a desmontada do primeiro Sonhatório de Abed, que por sua vez, ainda em segredo, constrói uma segunda versão do mesmo, o que deixa um leque enorme de possibilidades.

—Outras considerações—

Fico triste com a saída de Dan Harmon, e me faz pensar se alguma vez veremos episódios geniais como os que Community já nos apresentou seja nesta ou nas temporadas passadas. O que dá a impressão é que há cada vez mais uma tendência a aproximar a série de outros públicos menos nerds. Tá aí de o porquê ficar preocupado com a possibilidade de não haver mais episódios “fora de formato” geniais que foram sido apresentados. Tenho muito medo que a série vire algo como The Big Bang Theory, que há muito deixou de ser o que era. Nós fãs que salvamos Community, temos que ter esperança, essa é a timeline de Community!

Isso também pode lhe interessar

3 Comentários

  1. Community eh o melhor seriado de comedia na atualidade, sinceramente. Eh dificil algum que nao sucumbiu a burralização que geralmente a televisao faz…….A obscessão do evil abed em transformar a realidade  em um lugar nefasto foi muito comico, ainda mais enquanto ele lutava com o cabo daquilo-que-fosse que cortaria o braço do Jeff kkkk
    Uma coisa que me deixa muito curioso foram essas realidades paralelas criadas, aquilo que ele comentou sobre quem atirou em quem e sobre o Jeff de um braço só.Será que veremos mais episodios com uma dinamica multidimensional como essa????? eu torço que sim!!!
     
     
    ee que Odin nao deixe que esses episodios “fora de formato” acabem!
     

  2. cara eu adoro community adorei os ultimos episodios mas to muito receoso com essa nova temporada , a nbc ta acabando com a serie de todas maneiras possivieis, trocando dia de exibiçao e demitindo o dan , eu acho que a ideia deles agora é colocar community mais “pop” se der audiencia OK mais episodios, e se nao der acaba nesses prox 13 espero que a serie tenha sucesso ou estaremos na timeline mais obscura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.