Reflexão | A Sujeira da Política

Qual a sua posição nesse tabuleiro?

Hoje, Domingo, 07 de Outubro de 2012, pra uns a coisa mais importante desse dia é a partida de futebol envolvendo o time do Barcelona e do Real Madrid, dois dos times mais valiosos do mundo, além de ser um clássico extremamente disputado, para outros (os candidatos), existe uma disputa muito mais pessoal, hoje é o dia que separa a glória da decepção, mas e pra você, na sua condição de eleitor, o que o dia de hoje significa??

Primeiramente, fico muito triste com a forma que a política é tratada, principalmente em relação a veiculação e divulgação dos candidatos, através da poluição sonora com os “malditos” jingles tocados nos carros incessantemente todos os dias e num volume que incomodaria até o fundador da “Marshall”, a poluição visual através dos cavaletes espalhados por cada centímetro da cidade, e também, claro, a poluição das ruas com o excesso de “santinhos” sujando a cidade toda.

Claro que a industria da política movimenta muito dinheiro, mas e quem paga pelas consequências? Em pleno século XXI, estamos submetidos a formas de divulgação totalmente arcaicas e não muito eficientes. Isso nos leva a outras perguntas: Como os políticos nos enxergam? Alguém por quem eles querem lutar ou alguém por que eles querem lucrar? Verdadeiros fiscais do seu trabalho ou seres Inferiores passíveis de manipulação?

A imprensa é ainda nosso melhor oráculo em se tratando dos candidatos, seu atos e atitudes, mas, também existe muita poluição, muita lama, muita sujeira veiculada através de uma “falsa imprensa”, muitas informações manipuladas ou até errôneos, para promover um candidato e vulgarizar outro. Então, sempre que ouvirmos uma noticia “interessante” sobre algum político, devemos buscar saber a fonte e analisar como outros veículos da imprensa estão tratando essa tal noticia.

Complicado ver que “alguns” dos próprios políticos não levam a política tão a sério como deveriam, candidatos tão inusitados que mais parecem que querem só nos entreter, porém, política não é entretenimento.

Outra coisa que me preocupa é essa “canonização” que a nossa política está passando, candidatos utilizando o nome de Deus para se promoverem, tentando passar a impressão de que possuem uma honestidade maior do que os demais políticos, não estou aqui para duvidar disso, porém, ser honesto é uma coisa, ser um bom administrador político é outra. Sem nunca esquecer que na teoria o Estado é Laico, ou seja, não prega nenhum tipo de religião, deixando o povo escolher em que acreditar. Conforme dito pelo próprio Cristo: “Dai a César o que é de César e a Deus o que é Deus”. Então, resumindo: política é uma coisa, religião é outra.

Estamos no meio de uma guerra, e devemos saber como nos comportar nesse campo de batalha, entender que nossa arma é o Voto, porém, vejo pessoas usar essa Sniper para dar um tiro no próprio pé, com frases como: “Vou votar em tal candidato só por zueira” ou “Eu até gosto do candidato tal, mas sei que ele vai perder, então vou votar em outro, só pra não perder meu voto”. Caramba, votar por zueira? Voltando lá em cima, política não é entretenimento. Caramba (de novo), não querer perder o voto? O ato de votar é “dar o seu voto de confiança” ao candidato, não uma loteria que você tenta “acertar” quem vai ganhar.

Além disso, hoje temos a lei da ficha limpa (www.fichalimpa.org.br) que pode nos auxiliar na hora de escolher em quem votar.

Nunca se esqueçam: O Poder é de Vocês!!

Eu estava sem idéia pra fechar esse post, então, decidi fechar com a versão voz/piano de uma música dos Engenheiros do Hawaii, chamada “Vícios de Linguagem” que fala muito dessa nossa posição nesse tabuleiro nebuloso chamado Política:

Créditos da imagem que abre o post para o (a) usuário (a) alexius do DeviantArt!

Tags from the story
,
More from Gustavo Grangeiro

Atari: O Messias dos Videogames

No Principio era o Pong… Nós, representantes da primeira geração de Gamers...
Read More