JapãoMiscelâneaReflexões & Opiniões

Opinião | Os aprimoramentos da Crunchyroll BR

Depois de um lançamento barulhento, serviço ouviu as sugestões da galera?

Passado um pouco mais de um mês desde o lançamento da Crunchyroll no Brasil talvez seja um bom momento para reavaliar o serviço. Antes disso, para quem está despencando de paraquedas no assunto vale explicar que a Crunchyroll é um serviço internacional similar a Netflix, ou seja, é um serviço de TV por Streming, com o diferencial que enquanto a Netflix tem como foco filmes e seriados americanos, a Crunchyroll é dedicada ao mundo da animação japonesa: os animês para os íntimos.

A estréia aconteceu no Brasil dia 1º de novembro, a assinatura do serviço custa míseros dez reais mensais, e num primeiro momento houve bastante polêmica e mimimi na web, enquanto também havia questões importantes em relação ao suporte multiplataforma/monetário do serviço para serem resolvidas. Para entender melhor o que se passou nos primeiros dias do lançamento, leia essa matéria aqui do blog.

Felizmente a poeira abaixou e agora a Crunchyroll vem ouvindo as sugestões e melhorando o serviço. Quer saber o que mudou em pouco mais de um mês?

Line-Up Atual (Dez/2012)

Line-up da Crunchyroll Brasil (exceto por Fairy Tail, que consta no menu mas não tem episódios disponíveis para assistir). Screen montada a partir do app do serviço para iPad.

Novas plataformas, novos meios de pagamentos, adições ao catálogo, melhorias no site oficial…

Pois é, quando a Crunchyroll chegou por aqui, meio que tropeçou em um monte de pontos importantes que a princípio deveriam ter sido tratados antes da oficialização nacional. Mas sendo justo com a Netflix não foi diferente quando a mesma aportou no Brasil. Havia problemas com catálogo pequeno, pouco aparelhos com suporte ao serviço e afins. Não foi diferente com a Crunchyroll.

Talvez as empresas façam isso propositalmente, para verificar num primeiro momento o interesse do brasileiro ao seu serviço. Com uma base de clientes sendo moldada talvez seja mais fácil criar um melhor suporte e aperfeiçoamento do sistema. Vide mais uma vez a Netflix, que só agora, um pouco mais de um ano após seu lançamento nas Bananas, é que realmente parece estar engrenando com contratos mais abrangentes para maior diversidade de títulos.

Sword Art Online

A primeira coisa que estes serviços de streaming precisam ter é uma flexibilidade de dispositivos onde os assinantes possam assistir. No começo, o serviço basicamente estava apenas liberado para ser visto apenas no PC. Uma tristeza enorme para pessoas que repudiam e odeiam a ideia de assistir qualquer coisa grudado no monitor do computador. Os apps para outras plataformas existiam, mas ainda não davam suporte ao nosso idioma.

Mas isso agora é passado. As semanas foram passando e o suporte PT-BR a outros dispositivos foram acontecendo. O sistema Android foi o primeiro. Logo depois foi liberado a atualização nos sistemas iOS, ou seja, agora iPhone e iPads também estão habilitados para assistir os animês do serviço legendados em nosso idioma! Os próximos dispositivos que devem receber o suporte PT-BR são o PlayStation 3 e as Smart TVs da Samsung segundo alguns comentários no fórum oficial.

Muv-Luv Alternative: Total Eclipse

Uma das notícias recentes que me empolgaram em torno da Crunchyroll é a confirmação oficial de que muito em breve o serviço também irá chegar ao Xbox 360. A notícia veio lá do blog do Major Nelson, que colocou uma relação enorme de apps que devem entrar no xisboca até o primeiro trimestre de 2013! Ou seja, é só uma mera questão de tempo até que eu possa assistir aos animês da Crunch na minha TV via X360.

————–

Atualização – 19/Dez/2012

Vejam só: o app oficial da Crunchyroll chegou ao Xbox 360 muito antes do esperado! Acessem o comunicado oficial clicando aqui! Segundo os comentários no link, apesar do aplicativo estar em inglês, a exibição dos animês para nossa região já estão com legendas em PT-BR! (Irei testar o app nos próximos dias e possívelmente farei um novo post no futuro com as minhas impressões).


————–

Naruto Shippuuden

Não seria mal, entretanto, se a Crunchyroll expandisse cada vez mais. Tem vários usuários lá no fórum do serviço pedindo para que sejam feitos apps para Nintendo Wii U, Nintendo 3DS e até mesmo o PlayStation Vita. Particularmente eu gostaria de um aplicativo para as Smart TVs da Sony Bravia. Atualmente ando usando o Netflix direto pela minha TV, poupando ficar horas e horas com o X360 ligado no aplicativo. Ter a Crunch direto na TV Sony seria excelente pra mim. E me pergunto quais são os modelos de TVs mais vendidas no Brasil? Devem ser Samsung, Sony, Philips e LG, não? Sair da telinha do PC e ir para as TVs me parece o futuro desses serviços de streaming, ainda mais agora onde toda TV nova tem conexão com a internet.

Chitose Get You!! (leia a observação no final do post)

Mas só do fato do serviço ter expandido além do PC e estar mais presente em smartphones e tablets já me agradou bastante. O único porém é que alguns episódios de certos títulos ainda estão saindo com legendas em inglês ou espanhol, mesmo com o aplicativo configurado para o português. Possivelmente um bug do sistema que precisa ser corrigido, sendo que uma boa solução seria disponibilizar a opção de troca de idioma da legenda individualmente por episódios, ao invés de fazer de uma forma geral no menu settings do app. Note que algumas imagens ilustradas por aqui (exemplos abaixo) demonstram esse problema na legenda (em alguns episódios dentro da série), que só acontece nos apps (via PC não tem essa falha).

Yurumates3Dei (episódio em espanhol no App Pt-BR)
Oda Nobuna no Yabou (episódio em espanhol no App Pt-BR)
Another (episódio em inglês no App Pt-BR)
Rock Lee no Seishun Full-Power Ninden (episódio em inglês no App Pt-BR)

Outra mudança bem vinda para muitos interessados em assinar a Crunchyroll foi a inclusão de novas formas de pagamento. Na estréia só dava para assinar com cartão de crédito internacional, mas agora o sistema já conta com boleto bancário, cartão de crédito nacional e até mesmo transferência bancária. Isso aconteceu graças a uma parceria com o sistema Rixty. Para maiores detalhes, recomento a leitura deste texto lá no site da Crunch.

Então dá para notar que toda a infraestrutura do serviço está sendo aprimorada. Oferecer mais e mais meios de ver os animês em toda e qualquer plataforma imaginável tem que ser um objetivo mesmo a ser levado a sério. Quanto mais opções, mais interessados vão surgir. E quanto mais gente querendo assinar, mais opções de pagamento devem existir. Uma coisa leva a outra e fico contente de ver que os responsáveis pelo serviço estão atento a estes fatores.

Gintama

E é claro que esse tipo de serviço não pode ficar apenas com um catálogo imutável. Novidades precisam surgir para que os assinantes continuem motivados a continuar pagando mês a mês para seguir assistindo aos programas. É assim que a Netflix atrai novos assinantes todo mês. E na Crunchyroll não dava pra ser diferente, sendo assim, já no primeiro mês do serviço novos animês já entraram no catálogo nacional:

  • Another
  • YuruYuri (2ª Temporada)
  • Dakara Boku wa
  • Ecchi ga Dekinai!
  • Natsuyuki Rendezvous
  • Dog Days (1ª e 2ª Temporada)
  •  Hiiro no Kakera
  • Ozma de Leiji Matsumoto
  • Recorder to Randsell!
Ozma de Leiji Matsumoto (leia a observação no final do post)

Os títulos não são completamente desconhecidos do público, mas é inegável que existe uma certa impressão de ausência de determinados medalhões que existem na Crunch lá fora e aqui no Brasil não chegaram. Posso citar Hunter X Hunter (a nova versão, em exibição atualmente no Japão) e Fairy Tail. Até mesmo Saint Seya Ômega e Beelzebub já vi no site (porém indisponível para nossa região). A maior atração do nosso catálogo talvez seja Naruto Shippuuden, entretanto só dá pra acompanhar do episódio 283 para frente. Os antigos ainda não estão disponíveis. Isso cria um certo impasse, pois a menos que você baixe por fansubs os episódios passados, fica meio complicado pegar a série tão longe assim e são temporadas que ainda nem em sonho foram exibidos de forma oficial por aqui. Gintama cai exatamente nesse problema. Estão lá alguns recentes, alguns clássicos misturados, mas estão longe de conseguir a cronologia exata, e olha que Gintama eu adoraria acompanhar. Já Bleach sofre do inverso, pois tem apenas os 20 primeiros episódios.

Os animês curtinhos ao menos não apresentam tais problemas, mas estes são os menos famosos sobre certa perspectiva. Dá para entender que seria complicado o serviço chegar por aqui com estas séries de centenas de episódios inteiramente completas, mas também não tem como não ficar um pouquinho desapontado com isso. Felizmente isso pode mudar com o tempo, e melhor ainda, de tanto a galera falar de One Piece no fórum oficial, já apareceu uma pontinha de esperança de vermos os piratinhas de Eiichiro Oda no serviço num futuro (leia isso aqui para saber mais). Claro que essas adições, melhorias e esforço para tapar os buracos das séries vão depender do bom andamento e crescimento do serviço no país.

Segoku Collection (leia a observação no final do post)

Vale reforçar aqui que a Crunchyroll tem um serviço muito diferente da Netflix no que diz respeito a forma como disponibiliza episódios de séries. Enquanto a Netflix trabalha com temporadas fechadas, disponibilizando apenas depois de um tempo em que foram exibidas lá fora (e as vezes até mesmo aqui), a Crunchyroll trabalha com exibição simulcast, ou seja, o episódio saiu no Japão, e em poucas horas ele já está disponível no serviço por aqui para o assinante assistir com legendas em nosso idioma. Esse é um diferencial muito grande e vantajoso.

Sket Dance (leia a observação no final do post)

Por último, o próprio site da Crunchyroll nacional vem passando por melhorias. Os comentários do site estão sendo separados para nossa região (antes saia tudo misturado internacionalmente), o fórum já conta com melhores divisões e até mesmo o suporte da equipe em tirar dúvidas e auxiliar o pessoal novato melhorou (nos primeiros dias rolaram alguns tapas por lá, dada tanta polêmica e revolta de alguns grupos na web). Também foram criadas as redes sociais oficias para o público nacional no Facebook e Twitter, ainda que a impressão que tenho é que os responsáveis ainda não pegaram bem a ideia de participação em redes sociais (o feedback por lá traz pouco conteúdo agregado).

Poyopoyo
Nippon no Mukashibanashi

Outra crítica que talvez seja pertinente é a respeito do fato do site oficial ficar publicando notícias relacionado a games (em geral de produção japonesa) e de animês. Não que eu seja contra, só realmente não entendo a real necessidade desse tipo de atração. Existem sites nacionais especializados em fazer esse tipo de cobertura do universo nipônico e não vejo muito sentido em gastar energias para tal. Sem mencionar que isso faz o site da própria Crunchyroll ser meio confuso, mascarando o foco principal do serviço. E novamente eu cito a forma como a Netflix cuida de seu site, e usa um blog e suas redes sociais para falar de assuntos pertinentes ao seu catálogo.

Recorder to Randsell (episódio em espanhol no App Pt-BR)

Finalizando, a Crunchyroll chegou ao Brasil com boas perspectivas, a intenção de se aprimorar e tornar o serviço algo realmente bacana aos fãs de animês. Ainda está longe do ideal, porém o baixo custo da mensalidade (R$ 10), compensa totalmente os problemas iniciais. E se em um mês já fizeram tanto pra mostrar serviço aos assinantes, estou super curioso com o que farão nos próximos meses. Em especial com a nova temporada de estreias de animês no Japão que deve começar em janeiro próximo….

 Mais imagens…

Tonari no Kaibutsu-kun
The Knight in the Area (episódio em espanhol no App Pt-BR)
Sukitte li na yo
Shirokuma Cafe (leia a observação no final do post)
Shin Sekai Yori
Oshiri Kajiri Mushi
YuruYuri (leia a observação no final do post)
Utakoi (episódio em espanhol no App Pt-BR)
Uchuu Kyoudai

 

Bleach

Dog Days

Natsuyuki Rendezvous
Kuroko no Baske
Kokoro Connect (episódio em inglês no App Pt-BR)
Jinrui wa Suitai Shimashita (episódio em espanhol no App Pt-BR)
Ixion Saga DT
Hayate no Gotoku
Campione!
Hiro no Kakera

Observação IMPORTANTE: Talvez alguns notem que algumas das imagens que ilustram a matéria estão com uma resolução bem porquinha. Isso não é culpa do sistema da Crunch. Imaginem o tempo que levei para pegar um print screen (via iPhone e iPad) de todo o acervo do serviço. Imaginou? Levou quase 2 horas, selecionando episódios e títulos e aquele momento perfeito onde alguém está realmente falando algo no episódio (pois quis captar as legendas de todos). Além de marcar o nome de cada animê em cada print pra depois conseguir colocar na legenda de cada imagem.

Ou seja, depois de algum tempo, já estava cansado de pegar as telas e comecei a agilizar o processo. Não percebi que não estava deixando os vídeos carregar apropriadamente e pra ajudar o meu roteador começou a engasgar com o wi-fi. E como no iPhone a tela é bem menor do que no iPad, só fui perceber a qualidade de algumas screens quando passei tudo pro PC pra montar a matéria. E a coragem pra pegar as screens novamente com melhor qualidade? Bem, ela não veio. XD

Então tenha em mente que a qualidade dos vídeos da Crunchyroll BR é excelente. Muitas telas que capturei mostram isso. Então em tese todo o animê do acervo tem tal qualidade. Claro que alguns menos do que outros, como o Bleach, que é tão velho que ainda é aquele fullscreen embaçado. Peço então que não fiquem de mimimi nos comentários dizendo “olha a imagem do animê tal, que bosta!”. 😉

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios