Nostalgia Nintendo 64 #01 – Banjo e Kazooie

Relembrando as aventuras do urso pateta e da passarinha troll!!!

banjo_kazooie

Um videogame que muitas pessoas passaram batido na história dos videogames foi o Nintendo 64, afinal, ele competiu na época com nada mais, nada menos que o Playstation 1, um dos consoles mais vendidos de todos os tempos.

Não vou entrar no mérito de qual desses consoles era o melhor, pois isso é questão de gosto pessoal e eu joguei muito os dois. No entanto, como eu disse no começo do post, o Nintendo 64 foi bem menos popular e muita gente deixou de jogar muitos jogos excelentes e a partir de hoje, de tempos em tempos farei um posts mais curtos aqui no Portallos, relembrando e falando sobre alguns games clássicos daquela época.

Dependendo da recepção por parte de vocês leitores, posso vir a fazer esse mesmo tipo de posts para outros consoles futuramente.

Com a proposta devidamente apresentada, para começar bem essa série, vou falar sobre um dos 5 games que mais joguei na minha infância/adolescência: Banjo-Kazooie.

A Rare já foi uma das empresas mais criativas do mundo quando se fala em jogos, além do super clássico Donkey Kong Country do Super Nintendo, na geração que veio a seguir, ela nos presenteou com um grande jogo, mais uma vez tendo animais como protagonistas.

Na minha humilde opinião, os gráficos do Nintendo 64 tinham qualidade in-game infinitamente superiores ao Playstation e por isso era possível criar mundos 3D incríveis nesse console. Em Banjo-Kazooie essa capacidade foi utilizada com maestria, criando cenários gigantescos (pra época) e com muita criatividade.

Eram vários mundos temáticos com muita coisa para ser explorada, aliado a grande quantidade de Power-ups que o urso Banjo e a passarinha troll possuíam, o nível de diversão e imersão era altíssimo. Outro ponto que vale destacar eram as transformações que o feiticeiro Mumbo fazia na dupla maluca. Os personagens eram transformados em abóbora, leão-marinho, jacaré, abelha, máquina de lavar (wtf!!!) etc, o que sempre permitia explorar cantos dos mundos, antes inacessíveis.

A trilha sonora é um show a parte e para mim está entre as melhores e mais criativas de todos os tempos, entre todos games já lançados até hoje. Como não poderia deixar de ser, ela é basicamente composta por um banjo, seguido de diversos instrumentos. Cada item, cada power-up, tudo tinha um som característico, tanto que as “moedas” do jogo, são notas musicais.

Vale ser mencionado que os personagens, além de carismáticos e caricatos, tem as vozes bizarras, cada bicho, cada objeto tem um grunhido característico, mas que não soam toscos e sim divertidos.

Banjo-KazooieVárias fases tinha mini-games incríveis, uma das últimas fases do jogo tem um quebra-cabeça de perguntas e respostas genial, onde você tem que se lembrar de detalhes encontrados no jogo, para responder da forma correta. Cada erro você perde um pouco de life, cada acerto você avança. Isso é encaixado no game de forma natural, aliás tudo soa muito natural nesse jogo, o que apenas mostra que apesar de bizarro no conceito, o game é finalizado e pensado para trazer diversão máxima.

Enfim, não vou me estender mais do que isso, pois a intenção é apenas relembrar pequenos detalhes e recomendar a todos que passaram batido por essa época que joguem! O jogo foi relançado na XBox Live e também pode ser encontrado por outros meios (se é que me entendem) e sua jogabilidade continua agradável até, o único porém é que você precisa adaptar a complexa jogabilidade do controle do Nintendo 64, para o controle de Xbox 360 ou outro de sua preferência (se é que me entendem novamente xD).

Joguem Banjo e Kazooie… um super clássico do N64 e da história dos videogames.

Se tiverem sugestão de jogos, deixem nos comentários e não deixem de comentar sua experiência com Banjo-Kazooie e até mesmo com os jogos posteriores da franquia, que também são muito bons, apesar do clássico, sem dúvidas, ser o primeiro.

Até a próxima!!!

Tags from the story
, , ,
Written By
More from Rafael Gaara

One Piece | Fim de Punk Hazard e início de Dressrosa (Opinião)

Uma conversa sobre os últimos acontecimentos em One Piece! Há algum tempo...
Read More