LendoReflexões & Opiniões

Indicação | Demolidor: Um Novo Começo!

Dica de uma HQ “Imperdível”.

Demolidor um novo começo

Chegou ao Brasil a nova HQ do Demolidor chamada “Um Novo Começo”, o Volume 1 está nas bancas e é composto pelas 6 primeiras edições dessa nova fase do DD, e o que posso dizer é que o material está arrasador.

O legal é que esse é o Volume 1, então se você tem interesse em iniciar a leitura de quadrinhos de heróis, mas não sabia por onde começar, essa é uma ótima chance, e para os que já são leitores e admiram uma bela historia, creio que vale muito a pena dar uma conferida nessa nova fase da vida do Homem Sem Medo.

Um detalhe que preciso enfatizar é que fique bem claro que estamos diante de uma “Nova Fase” na vida do herói, sendo assim, não se trata de um Reboot.

O que vemos aqui é Matt Murdock voltando a viver em Nova York e tentando reestabelecer sua luta contra o crime, tanto como advogado quanto como o sentinela noturno conhecido como Demolidor. Porém, como sua identidade secreta já foi relevada, ele começa a sentir esse grande fardo abalar sua carreira de advogado e sua amizade com Foggy Nelson, seu sócio no escritório de advocacia Nelson & Murdock. Outro ponto complicado para o Demolidor é que ele ainda possui algumas “dívidas” com a justiça, fazendo que o próprio Capitão América o faça uma visitinha para refrescar sua memoria.

Durante a leituras você perceberá que a HQ possui quase que um tutorial que esclarece muito bem todas as dúvidas que alguém poderia ter sobre os superpoderes do Demolidor, como ele os controla, os seus pontos fracos e outros aspectos que tornam o nosso herói cego tão especial. Além disso, mostra um lado mais “cafajeste” de Matt Murdock, minimizando um pouco aquele clima bem pesado que rondava a vida desse herói nos últimos tempos.

Essa nova fase do Demolidor é assinada pelo Roteirista Mark Waid, e é vencedora do Prêmio Eisner (algo como o Oscar dos Comics) como Melhor Série e Melhor Escritor.

O Material é encadernado,  possui capa-cartão, 148 páginas, papel LWC e custa R$ 18,90, pontinho positivo para a Panini.

Apreciem a leitura, pois talvez daqui alguns anos essa edição seja histórica.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Gustavo Grangeiro

Gamer desde a época que não existia Pause, que o Atari estragava a TV (Telefunken), que o Mario ainda se chamava Jumpman, e que Fliperama não era lugar para bons meninos. Amante de uma boa leitura de ficção, filmes e séries. Sou baterista (sem banda) e adoro falar bem e mal de tudo que é ligado a rock and roll e suas derivações "legítimas". Aceito uma discussão sadia sobre qualquer assunto, principalmente os polêmicos.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.