AssistindoJogandoSeriados

1º trailer do seriado Halo Nightfall!

halo-nightfall

Você tem Netflix? Eis uma dica então: assista Halo 4 – Forward Unto Dawn. Inclusive há lá a opção de ver legendado ou dublado. Essa é uma boa forma de entender porque a franquia Halo pode ser muito mais do que um blockbusters do mundo dos games. Uma outra opção é assistir – e ter na coleção – Halo Legends, que é uma coletânea de curtas animados baseados no universo de Halo. Arrisco dizer que Legends é ainda melhor que Forward Unto Dawn, porém carece de um certo ritmo ou direção em alguns de seus curtas. Além destas opções, há ainda os quadrinhos, inclusive lançados no Brasil pela Panini, mas esse conteúdo preciso deixar para opinar numa outra oportunidade futura pois ainda não consegui ler os que tenho aqui em casa.

Então tudo isso para dizer que estou empolgado com a ideia de transformar o universo de Halo em algo que atravessa diversas mídias de entretenimento. E Halo Nightfall aposta forte nisso, mesmo com a Microsoft tendo fechado o estúdio de entretenimento de shows para TV recentemente, ela ainda manteve o projeto da série de Halo e de Quantum Break. O 1º trailer, que você confere abaixo, divulgado ontem na San Diego Comic Con dá um gostinho do que esperar.

Talvez alguém esteja de perguntando: “preciso ter jogado ou conhecer algo do universo de Halo para entender a série?”. Eu ainda não tenho essa resposta. Forward Unto Dawn tinha uma pegada de entender um pouco sim, mas dá pra ver sem ter nenhum conhecimento. Esse primeiro trailer também não ajuda muito, já que ele é confuso não só pra quem está chegando agora, como também para os veteranos da franquia Halo.

Ele não explica direito onde os personagens estão, quem são ou o que diabos está acontecendo por ali. Menciona algo que pode matar exclusivamente humanos e cabe a um soldado resolver a parada. Pronto e é isso. O resto serve para ver o clima do projeto. Armas famosas do game, cenografia rochosa, aquela coisa quebrada no final do trailer (é isso que é um “Halo”, não? Desculpa, mas só vim a conhecer Halo a partir do terceiro game – vou me redimir no final do ano com a coletânea) tudo dá um gostinho do que esperar.

Fico animado não porque é Halo, mas pela ideia de que os games finalmente estão saindo para outras mídias, como cinema e TV, e gostaria muito que os envolvidos aprendessem de uma vez a fazer a coisa certa nestas adaptações de crossmedia, porque todos sabemos que tivemos muitas coisas erradas sendo feitas nos últimos anos, com muito poucos acertos. Halo é só uma das muitas séries e franquias que estão nesse processo e quanto mais derem certo, melhor!

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.