Conversa de MangáJapãoLendo

Conversa de Mangá: Toriko 293

NEO Descends!!

Toriko 293 - Demon

| Texto recomendado para quem está acompanhando os capítulos semanais de Toriko e que já tenha lido até o de número 293, ou para aqueles que não se importam com spoilers |

Que alegria botar começar comentar a respeito de Toriko aqui no blog. Há tanto sobre coisas passadas que gostaria de comentar, mas vou começar devagar e quando oportunidades surgirem, até para não me alongar depois e fugir da proposta e praticidade desta coluna semanal.

E antes de entrar no prato principal do capítulo, há a rápida cena dos demônios que habitam o corpo de Toriko conversando entre si. Admito que quando vi pela primeira vez essa coisa de presença de apetite, que intimidava as feras lá no começo de tudo, me incomodava um pouco a ideia de que seria apenas um recurso visual e barato para justificar algo como uma força inexplicável dos personagens que possuíam tal recurso. Se que o tempo passou e foi criado um contexto, pra lá de esperto, que não só justifica a existência destas seres dentro dos corpos dos personagens, como também explica porque no começo da história era algo bem diferente do que os leitores veem hoje, com a exteriorização deles no plano real e que modifica os corpos dos personagens. Shonen é isso, mas em nenhum momento ficou parecendo algo barato ou irreal. Não é diferente de quando Goku começa a vira  Super Saiyajin em Dragon Ball depois da história original ter entrado em sua segunda fase. Não é um recurso barato ou forçado, mas que conseguiu surgir naturalmente conforme o contexto de algumas regras do universo foram explicado, como as células Gourmet. Claro que ainda porque diabos Toriko tem dois demônios dentro de si, ainda fica no ar esse mistério. No mais, hoje em dia, não só aceito esse conceito, quando quero ver o quão mais ele será expandido, como aconteceu com o Komatsu alguns capítulos atrás (e que acho que só por isso ele não vai morrer, as células gourmet que ele acabou de despertar o salvarão).

Seguindo, o capítulo trabalha com as consequências do final do capítulo anterior, quando Teppei literalmente arranca e esmaga o coração de Komatsu! Não, um personagem com células gourmet não morre tão fácil assim. Alias no mundo real, uma pessoa num hospital consegue viver por um tempo sem coração, ligado a máquinas e aparelhos, então dá pra salvar o Komatsu, ainda que no mundo da fantasia tudo ali acontece bem diferente de um cenário real, e é essa a graça de tudo, não? Tem personagens ali que podem salvar o Komatsu. Isso não diminui o impacto da situação, e ainda mais o ódio de Toriko, que tem um verdadeiro momento shonen ao dilacerar três vilões da Neo sem nem piscar ou pensar duas vezes. O velho, mas sempre bem vindo, clichê da explosão de raiva do mocinho que o leva a ir além de seus extremos. E Toriko dizima sem dó dois personagens da NEO metidos a besta. Ah como é bom um mangá que ainda está em seu auge e que não precisa enrolar demais para ter longevidade. Toriko ainda não precisa disso.

Deu tempo até mesmo dos outros personagens, como o Zebra e o Sunny mostrarem seus ataques. Não deu é muita chance para a NEO se mostrar tão poderosa como já aparentou ser algumas vezes. Mas na defesa deles, a galera do Toriko acabou de comer a salada Air que é um dos 8 pratos lendários que serão o mote dessa segunda fase, então a força de todos ali estão acima do máximo. Claro que Teppei parece um adversário complicado, por vários motivos, como inclusive a de que ele um dia já foi um dos mocinhos do mangá e que sabe-se lá como, ele virou o que virou. Eu realmente achei que iriam salvar o Teppei em algum momento do final do arco do mundo humano, mas não rolou. Resta agora aguardar o contra-ataque do Toriko ao Teppei, enquanto o resto da tensão fica em torno do Komatsu em situação de quase morte e dos outros personagens dando cobertura ao Toriko.

E de certa forma é um bom momento e um bom clima para mangá, que passou seus últimos capítulos trabalhando muito com a ideia de uma saga fantástica com muito mais fantasia e loucuras de ambientação do mundo gourmet do que com batalhas do gênero na qual pertence. Toriko volta um pouco ao clima de seu gênero assumido, o que não é nada mal já que o mangá tem ótimas batalhas, e depois deve retornar um pouco mais para a aventura num mundo bizarro que é essa segunda fase voltada ao mundo gourmet.

Há, um último elogio, mas eu não acompanho o mangá desde o início, comecei a partir do 230 (antes vi a história pelo animê), mas acho que o traço de Toriko vem evoluindo a cada capítulo. Os desenhos e os detalhes do mangá estão cada vez mais cheios de efeitos e detalhes. É impressionante a quantidade de personagens que o autor vem trabalhando e usando, sendo que os mesmos possuem designs complexos e ricos em detalhes, fora as bestas animalescas que se fazem presente em muitas cenas de ação. Não sei você, mas na minha opinião o Mitsutoshi está dando um show a parte nesse sentido. Me impressionei com a riqueza do traço de Toriko no mangá, mesmo vindo inicialmente de sua versão animada (que eu sei que tem quem torça o nariz, mas eu curti).

Toriko 293 - Ataque

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.