Piloto | The Muppets e a reinvenção de um clássico!

A nova série dos Muppets começou lá nos Estados Unidos no dia 22 de setembro. Aqui no Brasil ela deve estrear até o final de outubro no canal Sony, e segundo um spot do canal (veja mais abaixo), deve aparecer por aqui com a opção de áudio dublado, o que nesse caso em específico, pelo tom do humor e da comédia, acho excelente.

Eu como apressado que sou, e por não ter TV por assinatura no momento em casa, estou vendo pelas nuvens da internet, quer dizer, assisti apenas ao primeiro episódio. Há mais dois para ver, um da semana passada e outro exibido esta semana. Não é um série que tenho a afobação de ver em ritmo de exibição semanal, vale mais para dar algumas risadas quando for aquele momento propício para dar uma desestressada da vida.

O interessante nesta nova série dos Muppets, conforme já havia notado naquela prévia de 10 minutos da Comic-Con em julho, é que a linguagem do show é um pouco mais adulto que os últimos filmes produzidos pela Disney. Pode ser apreciado por crianças sem o menor problema, a meu ver, pois ela vão rir dos bonecos sendo atirados de carrinhos e eletrocutados, enquanto os adultos vão apreciar mais o texto e os diálogos inteligentes e as vezes ácidos do show.

Gosto da ideia de usar a linguagem de séries como The Office e Parks and Recreations, na qual os personagens conversam com a audiência numa espécie de documentário debochado. Lá fora esse gênero se chama mockumentary, e fiquei na dúvida se existe um termo oficial em nosso idioma. Acabei rindo da cena na qual o Kermit (não é mais Caco, e agora eu já me acostumei) avisa a todos do documentário e que eles filmariam todos dando depoimentos individuais, aí corta para o Gonzo dizendo que odeia isso e que sempre distorcem e mudam o que as pessoas realmente pensam na hora dos depoimentos, e aí volta para ele dizendo na reunião que adorou a ideia, rá!

The Muppets Piloto

E o primeiro episódio vai brincando com isso utilizando tudo que outras séries desse gênero ajudaram a moldar o formato. Tudo se passa nos bastidores de um Talk Show, no caso um protagonizado pela Miss Pig. Os Muppets não possuem mais um show como aquele tradicional, o Kermit e os outros são apenas ajudantes da Pig, que continua sendo aquela personagem clichê da superstar que se acha a mais incrível do mundo, o que gera cenas engraçadíssimas pelas quais os Muppets acabam fazendo todos os seus gostos. O Kermit é o que mais sofre nisso tudo, já que não está mais namorando a porquinha.

Relacionamentos é outro ponto alto do primeiro episódio ao mostrar o Fozzie, o urso, namorando uma garota humana, numa cena constrangedora onde os pais da moça questionam como diabos um relacionamento assim pode dar certo. É até uma cena interessante em termos de questionar preconceitos, não contra um urso claro, ele é apenas uma metáfora a uma situação, e tudo feito mais em tom de um bom e agradável humor. Não deixa de ser uma piada onde os mais conservadores e os que não entenderem a brincadeira realmente podem se irritar. Na chatice do politicamente correto dos dias de hoje, é interessante ver que algo assim está presente em uma série com bonecos e que vai atrair crianças para assistir com seus pais. Não acho errado brincar dessa forma, já que tudo está sendo feito de forma sutil para que os adultos entendam e as crianças apenas riem de um urso namorando uma moça, sem aquela maldade por trás da brincadeira.

E como é tradicional dos Muppets, parece que a série irá contar com muitas participações especiais de personalidades de Hollywood, seja do mundo da TV ou do cinema. Isso pode gerar boas piadas, brincadeiras e ótimos episódios. Além de impedir que tudo fique muito cansativo.

Quanto a história, parece que ainda é cedo para dar um tom de drama à série. Tem o Kermit se relacionando com uma porquinha estagiária, Miss Pig se achando, Foozie nesse relacionamento com uma garota e além disso não mostra muito da vida dos outros Muppets. Não dá tempo para colocar todos em uma série de 22 minutos, o que é tempo ideal para não te cansar de uma série com os clássicos bonecos animados. Então acredito que ao longo da temporada história dos outros Muppets vão entrando e saindo conforme a necessidade de piadas na série.

Eu achei excelente a proposta do programa. É meio que uma TV Colosso – velhos entenderão – para adultos. The Muppets soube amadurecer o humor dos dois últimos filmes e tornar a série interessante para um programa que você tranquilamente pode sentar no sofá uma vez por semana para ver estes bonecos malucos tentando cuidar de um Talk Show em uma grande rede de canal americana. E não se preocupe aos que odeiam musicais. Ao menos no piloto não há nenhuma cena cantada. Não acho que isso será um aspecto do show, mas ei, tenho que continuar vendo para descobrir.

Já se tornou uma das minhas novas séries da temporada 2014/2015. Torcendo para continuar tão boa quanto esse piloto e que tenha uma longevidade, sem morrer na primeira temporada! Fica a merecida indicação!

The Muppets Series Poster

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!

Uma reinvenção bem sucedida de um clássico, isso diz tudo!

9 A série modernizou o show dos Muppets sabiamente!
9 A ideia de usar o efeito de documentário, como The Office, é um grande acerto
9 Há tantos personagens que é impossível se entediar com os mesmos personagens
8 Diferente do filme, a série conversa bem mais com o publico adulto
9 Sem cenas musicais (ao menos no piloto), muitos que odeiam isso comemoram
9 Ótimo ritmo de humor e piadas, sejam físicas e de diálogos
8 Participações especiais de artistas podem ditar a qualidade de certos episódios
9 Episódios de 22 minutos, ótimo para não tornar a série cansativa
8.8
More from Thiago Machuca

As reviravoltas do Xbox One desde a E3…

E os vídeos bacanas das últimas semanas e da Gamescom 2013! Faltam...
Read More