[Origens] Os Simpsons

Começando a coluna “Origens” pela série animada mais famosa do mundo, pelo menos no lado ocidental dele. TODO mundo conhece “Simpsons”, sem exceção, acredito eu, a menos que você tenha aterrissado nesse planeta semana passada, mas mesmo assim se você quisesse saber um pouco sobre os costumes dos terráqueos, você também saberia da série.

Brincadeiras à parte, a série é muito conhecida e é chamada por muitos como “a série que está há mais tempo no ar”, visto que ela foi ao ar pela 1ª vez em 1987.

Mas o que poucos sabem é de onde e como surgiu esse sucesso. E é isso que minha nova coluna tratará, dos bastidores e primórdios daquela marca conhecida.

A família mais esquisita foi concebida por Matt Groening (veja foto), de modo que satirizasse uma típica família estadunidense de classe média, além de sátiras à sociedade, televisão e cultura dos EUA. Groening concebeu a idéia no saguão do escritório de James L. Brooks. Este teria pedido a Matt para criar uma série animada de curta-metragens, e este inicialmente tinha a intenção de colocar dentro da série animada “Life in Hell” [NOTA: Life in Hell (veja foto) foi uma série em quadrinhos criada pelo próprio Matt que abordava diversos temas adultos como sexo, trabalho, amor e morte. Consistia em coelhos antropomórficos e um par de amantes gays]. Mas, para dar vida à esta série seria preciso renovar contratos de direitos autorais, e então acabou desistindo de colocar Simpsons no que seria a versão animada de Life in Hell, e mudou o conceito da família para a que conhecemos hoje. Ele nomeou os membros da família com os nomes de sua própria, com exceção de Bart, que levava o nome do próprio autor, Matt.

A primeira aparição da família foi em abril de 1987, no programa “The Tracey Ullman Show”, como um curta. A curiosidade aqui é que os desenhos eram horríveis (veja imagem). A explicação foi que Matt havia feito os desenhos bem grosseiramente e esperava que o pessoal da animação fizesse o acabamento. Deu no que deu: eles simplesmente “passaram adiante” os personagens deformados e ficou nisso que vocês podem conferir. Argh!

Em 1989, um time fez uma adaptação de Simpsons para episódios de meia hora para a Fox. Brooks negociou contrato com a companhia, de modo que a Fox não pudesse interferir no conteúdo da série. Segundo Matt, seus objetivos eram de oferecer aos telespectadores algo que se diferenciasse daquilo que ele chamava de “lixo”, se referindo à programação da época na TV.

A série foi controversa desde o seu início. O personagem mais rebelde, Bart, frequentemente recebia punições por seu mau comportamento, o que levou a alguns pais conservadores a caracterizá-lo um mau exemplo para as crianças estadunidenses. Chegou ao ponto do presidente na época, George H. W. Bush (o pai), a dizer: “Vamos trabalhar para enaltecer as famílias americanas, de modo que elas se pareçam mais com os Waltons – WTF? O_O – do que com os Simpsons”. Algumas escolas públicas nos EUA até chegaram a banir produtos dos Simpsons, como camisetas, principalmente uma do Bart, com os dizeres “Underachiever (‘And proud of it, man!’), algo como “Perdedor, e tenho orgulho disso, cara!”.

Mesmo assim, os produtos relacionados à série chegaram aos 2 bilhões de dólares nos 14 primeiros meses de vendas. Não obstante, o show animado foi o 1º da Fox a constar no Top 30 dos shows televisivos dos EUA. Em 1992, Tracey Ullman moveu uma ação contra a Fox, alegando que o sucesso da série se deveu ao seriado ter começado no seu programa, e reclamava divisão dos lucros da marca Simpsons para ela, o que foi negado prontamente pelos tribunais dos EUA.

Os Simpsons recebeu dezenas de prêmios, incluindo 23 Emmy Awards, 26 Annie Awards e 1 Peabody Award. Em 1999, a revista Time nomeou o seriado como a melhor série de TV do século XX, e em 2000 foi concedida uma estrela para a série na Calçada da Fama em Hollywood. Por último, o grunhido do Homer “D’oh!” foi adotado pelo léxico da língua inglesa.

Fique aqui com o vídeo de abertura da série:

 

Isso também pode lhe interessar

10 Comentários

  1. Excelente iniciativa e excelente coluna Mave! o/ Tá de Parabens!

    Mais curiosidades dos Simpsons:

    * Existe atualmente na Fox um comercia rápido onde Matt Groening diz que criou os Simpsons em 15 minutos, nesses moldes que vc contou, ele precisava de um desenho ali na hora, não podia usar os dos coelhos então na correria criou os personagens e deu os nomes dos familiares dele, com exceção do menino, que ficou Bart.

    * O primeiro episódio show de 30 minutos foi um especial de Natal, nesse episódio eles criaram o cachorro Ajudante de Papai Noel, um personagem até antes, nunca visto.

    * A primeira temporada do programa é a única dos 19 anos com apenas 12/13 episódios. Depois disso, todos passaram a ter mais de 22 episódios por temporada.

    * Muitos não sabem mas nos EUA os episódios de Halloween não são os primeiros episódios de cada temporada, mas geralmente o quinto ou o sexto. No Brasil é tradição da Fox exibir sempre que estréia uma nova temporada começar pelo episódio de Dias das Bruxas, que se chama A Casa dos Horrores dos Simpsons. Esse episódio tradicional foi criado na segunda temporada, então quando vc assistir por aí algo como a Casa dos Horrores 15, por exemplo, esse episódio será da 16º temporada, sempre um temporada a mais, justamente porque essa tradição foi estabelecida no segundo ano da série.

  2. é isso msmo robond….
    em 87 eles estrearam nesse show q o thiagao falou (e que está contando isso no texto) e era aquele desenho deformado q vc confere na figura aí….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.