Jogando

[X360] Análise Soul Calibur IV

http://img53.imageshack.us/img53/9461/banner01aq6.jpg

Você precisa admitir que os games de luta ficaram durante algum tempo ofuscados na geração passada. Digamos que em tempos atuais, onde, pelo menos no Brasil, os fliperamas já não fazem o sucesso que já foram, games de ação e tiro acabam sendo o gênero mais comum do mercado.

Entretanto a safra de games de lutas em 2008/2009 está com inúmeras promessas e o que não falta é empolgação. Soul Calibur IV está incluso nesta lista e depois de 1 semana jogando e dedão da mão esquerda dolorido, já posso dizer SC4 é simplesmente perfeito em seu gênero.

Cliquem em “more” e continue vendo alguns detalhes do viciante game:

http://img232.imageshack.us/img232/584/373tv2.jpg

Modo Story!

Hoje a análise está sendo feita sem enrolações, então já vou começar pelos modos de game e o que tiver que ser acrescentado, vou colocando no ritmo!

Se você já leu alguma análise de SC4 por aí ou ouviu nosso podcast #8, já está sabendo que o modo Story do game é curtíssimo. Em 10 minutos ou menos você consegue fechar com um personagem. Isso se não morrer ou empacar em alguma fase.

Claro que num jogo de luta, não há como fechar uma única fez um modo chamado Story. Cada personagem tem uma história e um final. Como 85% dos personagens do game tem carisma e simpatia, o jogador se sente no dever de encerrar com todos. Você acaba inclusive esquecendo da obrigação disso, pois só assim as armas e melhorias do personagem podem ser feitas.

Então dos cerca de 30 personagens do game, dá para levar aproximadamente umas 6 horas para fechar com todos os personagens o modo Story. Isso no modo normal, se o jogador quiser pode arriscar perder mais um tempinho no modo Hard.

Depois disso o game acaba? Lego engano. Depois disso é que ele começa…

http://img231.imageshack.us/img231/2310/03te7.jpg

Modo Tower e Edição de Personagens!

Fechado o modo Story, 2 coisas acontecem no game: Todos os updates dos personagens estarão disponibilizados e a essa altura algumas conquistas serão desbloqueadas. Porque as conquistas tem importância? Porque a cada 5 conquistas desbloqueadas, também são desbloqueados as chamadas “Honors” que são packs de customização de personagens.

Porque isso é importante? Porque sem mexer, editar e criar personagens, você não passa de determinado ponto no modo Tower of Soul!

O modo Tower é bem simples, ou você sobe a torre ou desce. Quantos andares tem? Não faço a menor idéia, pois não completei nenhum deles ainda de tão difícil que tal modo é. Já serei mais específico, aguente só um momento.

Antes, falarei rapidamente do modo de edição de personagem. Modo este que vem fazendo um sucesso tremendo na internet pela facilidade com que é possível criar personagens e pela habilidade que alguns gamers tem de criar figuras famosas no game. Esse modo possibilita que você torne os personagens do game mais fortes editando-os. Dando novas armaduras e armas. Isso aumento o ataque, a barra de energia, a defesa. E ainda há algumas skills que podem ser customizadas, como p.ex. uma chamada HP Drain que a cada golpe que você dá no adversário, sua barra de energia vai restaurando-se. Há uma quantidade satisfatória de skill de todos os tipos imagináveis. Claro que há um limite para ela serem usadas, quanto mais fraco seu personagem é, menos você pode usa-las. Por isso a importância de editar e customiza-lo.

Mas o grande Show mesmo é a possibilidade de criar personagens do zero. Você escolhe cada parte da roupa, roupa de baixo, ombreiras, camisa, manga, calça, meia, sapato, cinto. Tudo. Além disso pode colocar na cor que quiser. Aí dá para editar o personagem, cabelo, voz, cor da pelo, olhos, sobrancelhas etc. Estilo de combate e armas é claro. Com essas centenas de combinações o que se tem é um editor quase que perfeito e não é a toa que se você der uma procuradinha no You Tube achará vídeos de personagens como Hulk, Solid Snake, Electra, Sephroth, Dante, Mario, Peach, McRonald, Naruto, Sasuke e mais uma infinidade de personagens criados por gamers para batalhar no game! Se você não é tão foda assim como estes caras, não se preocupe, eu também sou um zero a esquerda, mas consegui criar uns personagens (não famosos) bem loucos e com uma força de ataque e HP satisfatórios para me aventurar online e na Tower of Soul.

Criados e editados seus personagens, você pode aproveitar melhor o game e correr atrás dos itens e customização que falta para criar mais personagens. Vamos então retornar a Tower of Soul.

A Tower começa apenas disponibilizando a opção de subir. Você escolhe um time de 2 ou 3 personagens e sobe de 3 em 3 andares, precisa passar por eles com esse time. Sou energia não volta, você precisa enfrentar na maioria das vezes 3 inimigos em cada andar, fazendo o possível para não morrer. Então basicamente você com 3 personagens precisa matar 9 para ir avançando. Claro que esses números mudam. Já tive que passar por 3 andares com 9 personagens usando apenas 2. Aí o bicho pega, pois uma escorregada e alguns combos na orelha e pronto, não tem energia suficiente para chegar até o fim.

Esse modo é insano de difícil. Até o momento cheguei no 31º andar e dele não consegui passar ainda. E segundo a tela que mostra os andares, ainda tem mais da metade “Locked”.

A cada conjunto de andar que você avança, o game é salvo e você não precisa voltar pro primeiro quando perder. Isso torna a coisa um pouco menos frustante. Cada andar tem um Tesouro Chest, ou seja, cada fase há um requisito de luta que você precisa cumprir para abrir mais itens de customização. Alguns são fáceis como dar Ring Out (jogar para fora do ringue) ou agarrar o adversário 5 vezes ou mais. Outros nem tanto. Há dicas do que fazer em cada andar.

Agora depois de abrir alguns andares, o modo Tower Descend é aberto e ao invés de subir, o jogador pode descer a torre. Aí a coisa aberta mais ainda. Esse modo é direto, o jogador escolhe 3 personagens e vai até onde aguentar, ou seja, é um survival. Existe uma conquista de ir até o andar 20. Eu não consegui passar do 6.

A cada andar você não compete com apenas 1 personagem, mas com vários, no máximo 4. Isso significa que chegando no 4 andar, você já batalhou com 16 personagens. Se isso for até o 20º andar, seria algo em torno de 70 personagens, com apenas 3 personagens e com a barra de energia que não se recupera. Acho que insano é pouco para descrever esse modo.

Ah, antes que esqueça. Jogando com 2 ou 3 personagens, dá para trocar eles a qualquer momento. Estando em pé e parado, o que eu não gostei muito, pois nos estágios mais avançados, a CPU não te dá muita folga pra fazer isso.

http://img228.imageshack.us/img228/4819/02ym5.jpg

Arcade e Online!

Está se estrepando no modo Tower. Calma, relaxe, o game ainda tem mais a oferecer.

O modo arcade o jogador disputa daquele jeitão clássico. 8 adversários em batalhas de 2 rounds (3 se empatar). Aqui é o primeiro lugar que você encontrará o aprendiz secreto. Personagem destraçado de apelão. Falo dele daqui apouco. O modo arcade tem uma dificuldade balanceado, da para ter muita dor de cabeça dependendo do seu personagem e do adversário.

Alias todos os modos dão dinheiro. Isso é importante para a compra de itens. Então mesmo que você esteja no Arcade, ainda assim está fazendo algo útil no game, pois sem dinheiro não dá para comprar os itens customizáveis.

Além disso, é claro que o jogo teria que trazer obrigatoriamente a sensação da atual temporada de consoles e games: O modo online!!

Joguei pouquíssimo nesse modo, mas é aquele básico de todo jogo atualmente. Partidas com amigos ou Rankeada com o mundo inteiro. Podendo jogar com seus personagens customizáveis ou do sistema. Hedset ativado. Houve alguns relatos de lag por várias pessoas. Realmente há casos que dá lag e outros que não. Isso já havia em games de luta como Naruto e Dragon Ball Z Burst Limit. Mas nada que atrapalhe a jogatina, tem partidas que rodam lisinhas!

http://img178.imageshack.us/img178/1830/01hz6.jpg

Star Wars: Yoda e o Aprendiz Secreto!

Não podia deixar de comentar rápidinho sobre os convidades especiais do game. SC é uma franquia que preza a luta de armas. Nenhum personagem luta com as mãos como Street Fighter por exemplos. Cada personagem tem uma arma diferente e um estilo de luta. Isso cria um ambiente perfeito de batalhas onde combinações de técnicas geram lutas quase sempre diferentes conforme você se vê obrigado a se adaptar ao estilo do adversário.

Então os sabres de luz do Sr. George Lucas são perfeitas para esse game. Resultou que no X360, os jogadores ganharam Yoda e o Aprediz Secreto de Vader. No PS3 quem faz as honras com o aprendiz é o próprio Vader.

Muitos reclamaram do Yoda. Afinal o dito-cujo é baixinho e escapa de dezenas de ataques. Também não é possível agarrar o pequeno elfo de Star Wars. Eu gostei muito de jogar com ele pois tem um estilo diferente do game e requer habilidade para executar alguns combos. Você percebe que há momentos que nem a CPU consegue acompanhar os pulos de Yoda.

Aí surge o Aprendiz Secreto, protagonista do próximo game da franquia Star Wars que deve aparecer nos próximos meses. O cara nas mãos da CPU é fatal. Ele joga a espada como bumerando, usa a “Força”, lança raios, é um animal! Ainda não achei um estilo de combate bom para lutar com ele. No modo arcade sempre gasto continues até conseguir passar pelo personagem. Todos com Ring Out. O único que consegui vencer pela barra de energia foi com Yoda e seus pulos e mesmo assim não antes de amargar algumas derrotas.

Independete se os convidados são apelões ou buguentos, são excelentes adições ao game e deixam ele muito mais bacana!

http://img178.imageshack.us/img178/7443/04vp7.jpg

Finalizando com o que faltou!

E resumo se você leu até aqui, já sabe tudo sobre Soul Calibur IV, o resto que vem é perfumaria de alto nível que só deixa o game mais obrigatória ainda de ser jogado:

* Roupas Destroçáveis! Já havia mostrado isso aqui no Portallos. É possível no game destruir as armaduras/roupas dos oponentes. Há 3 camadas de roupas. Impagável um samurai de armadura, com máscara e tal como adversário e você de repente, quebra a parte de baixo da armadura do cara deixando-o só de cuequinha da barriga pra baixo. Claro que não vão faltar aqueles assanhados que vão querer quebrar as roupas da mulheres do game já que muitas ficam apenas de calcinha e sutiã! Não é a toa que o game tem aquele selo de aviso de Nudez Parcial!

* Gráficos de Babar! Os gráficos do jogo são sensacionais. Muitos sites arriscaram-se falando que são os mais perfeitos dessa geração e eu também digo isso. É inegável que nos primeiros minutos que você coloca o jogo na TV não fique admirando a perfeição dos traços dos personagens, principamentos as expressões do rosto que parecem reais. É impressionante mesmo! Soma-se a riqueza de detalhes das armaduras e dos cenários.

* Muitos Cenários: Aqui não há o que especificar, basta dizer que o game traz um belo pacote de cenários de todos os tipos possíveis, inclusive um baseado no mudo de Star Wars. Muitos com partes destrutíveis ou interação com as lutas, note que em um destes, que tem vasos para todo o canto e uma varanda e 2 gongos, se arremessar o adversário no gongo eles tocam. Quase todos com a possibilidade de jogar o adversário para fora do ringue, característica clássica já de Soul Calibur.

* Jogabilidade e Som: Para concluir, o som do game não achei nada de memorável, mas é épico comc erteza para combinar com a grandeza da produção. Acho legal o narrador com aquele vozeirão dizendo “Battle Fight” ou quando o game começa “Soul Calibur Four”. Quanto a jogabilidade não é que eu queira reclamar, mas aquele direcional em cruz do X360 regaça com o dedão e jogar no direcional é impossível, ruim demais, porém, a resposta aos comandos é rápida e eficaz, não dá para reclamar disso.

Finalizando… Soul Calibur IV é obrigatório em qualquer coleção ou gamer que gosta de um bom game de luta! Vale cada centavo que for pago nele. E é um game que vai durar por muito tempo graças ao Replay nervoso do game e a um multiplayer fantástico.

http://img228.imageshack.us/img228/8107/05vn0.jpg

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.