Japão

Impressões: Fairy Tail finalmente estréia!

Bem, a minha maior expectativa para este mês de estreias dos novos animes finalmente estreou ontem: Fairy Tail. Claro que como não acompanho o mangá, fica difícil julgar o anime só vendo seus primeiros 22 minutos. Nem todo anime começa bem ou tem um grande clímax. One Piece, por exemplo, começa da pior forma possível, e só melhora depois dos primeiros episódios. Naruto apesar de ter um episódio inicial bacana, é bem parado nos seguintes, até tudo ser moldado. Não há fórmula secreta. Os animes, principalmente os de longa-duração, precisam começar de algum lugar e Fairy Tail não foge da regra.

Não me entenda mal. É que eu assisti tantos animes novos este mês de estréia, como Railgun e Tegami Bachi, que me surpreenderam com as diretrizes do enredo, que acabei não ficando impressionado com Fairy Tail. Mas com certeza irei acompanhar o anime semanalmente, pois há potêncial nele, senão o mangá não teria o sucesso que tem hoje (já consta com 17 volumes).

O primeiro episódio se preocupou em explicar um pouco o universo da história. Naruto são ninjas, One Piece piratas e Bleach shinigamis. Fairy Tail trata de magos. O foco são em dois personagens, Lucy e Natsu. A menina quer entrar para a Guild (uma espécie de clã) que dá nome ao anime, Natsu já faz parte deste clã. Alias o garoto só faz o papel secundário nesse episódio e muito pouco sobre ele é mostrado ou comentado. Mas volto a dizer, primeiro episódio é assim mesmo.

O personagem que mais gostei foi mesmo o gato, Happy, que é responsável por algumas das melhores tiradas do episódio.

Quanto as magias, tudo me pareceu bem animador. Tem anéis mágicos, magias ancestrais (Natsu usa uma magia que imita um Dragão), invocações através de chaves mágicas (essa é da Lucy). Ou seja, existe uma variedade, o que é muito importante para um anime desse porte. Impede que fique tudo “igual demais”.

Agora é esperar pelo segundo episódio e ver como as coisas continuam a partir daqui. E para quem quiser baixar, eu peguei lá na Punch. Abaixo, Hiro Mashima, o criador de Fairy Tail.

Update 20/10/2009: Assisti hoje o segundo episódio de Fairy Tail. Agora sim! As coisas melhoraram e muito em relação ao primeiro episódio. Achei o máximo os personagens apresentados neste episódio. Agora sim me lembrou de One Piece, personagens bizarros, situações malucas e muita comédia absurda. Assim como tem aqueles elementos que One Piece também se inspira de Dragon Ball. Gostei mesmo. Vejam o segundo episódio, quando realmente é feita a apresentação da Guilda (ou Guild) de Fairy Tail!

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios