Jogando

Dead To Rights: Retribution – Espiando o review da Gamespot

Tinha certas esperanças de que este game seria um bom lançamento deste mês de abril, mas segundo o review da Gamespot e por outras notas que ele vem obtendo pela internet, Dead To Rights: Retribution fica no patamar dos jogos medianos, que não são ruins, mas também estão longe de serem ótimos.

Continuo achando que as cenas com o cachorro matando bandidos um tanto exageradas, muito sanguinolentas e violentas. Sei lá, sou daqueles que vê o cachorro como o melhor amigo do homem, e não essa besta carnívora que o game demonstra. Parece mais um lobo do que um cachorro, se bem a brutalidade do game é um dos pontos positivos apresentados em alguns reviews da internet.

O jogo em si não me pareceu muito interessante. Parece um tanto repetitivo depois de um tempo, sempre nas mesmas situações e tipos de batalhas, mesmo que elas alternem entre homem e cão. A paradinha das armas sumindo depois de um tempo da mão do protagonista também achei muito bizarro, relaxo dos produtores do game. Não poderiam simplesmente fazer o personagem largar a arma no chão? Aí depois ela até poderia desaparecer. Alias esperava um pouco mais de sandbox nesse game, mas pelo que deu a entender no review, o jogo é mais linear do que pensava.

No fim, o review só serviu para destruir o pinguinho de interesse que tinha no título. Que bom de certa forma, porque o que tem de bons lançamentos chegando em Maio… meu bolso agradece a economia. Isso porque ainda preciso comprar Splinter Cell Conviction e Super Street Fighter IV deste mês de abril.

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.