AssistindoJapãoReflexões & Opiniões

Opinião | Goku pode perder sua voz no Brasil… e agora?

Como todos já sabem, não faz muito tempo, Dragon Ball voltou a figurar nas telas dos japoneses, desta vez em qualidade HD (caso você more em Marte, dê uma olhada nesta matéria que o Mister T. fez sobre o assunto).

Eu por minha vez não me empolguei, cheguei a ver alguns episódios e as novas aberturas são mesmo de encher os olhos, como fã ardoroso da série fiquei desejando que os produtores lá da TV Fuji refizessem todo o anime naquela qualidade (fala sério… seria épico).

Mas como ia dizendo,  não me empolguei e acabei parando, não muito tempo depois, começaram a sair as primeiras notícias a respeito da vinda da série para cá. Até ai nada demais, novamente licenciada, a série voltaria renovada, causaria aquele “boom” logo de ínicio em sua volta a TV paga e posteriormente seria revivida incessantes vezes na TV aberta em exibição tapa buraço na TV Bobinho… digo Globinho. XD

Enganos… a vida tem dessas coisas…

Porque? Continue lendo e descubra

Não faz muito tempo foi divulgado em alguns sites que os trabalhos de dublagem da série no México não iam bem e por desentendimentos entre estúdio de dublagem e atores a série perdeu parte do elenco original.

Ai vocês dizem: Puxa, realmente trágico, mas… nós não temos nada a ver com isso.

Enganos… a vida tem dessas coisas…

No mês passado, a TOEI Animation finalmente escolheu o estúdio de dublagem que se encarregará da série, o estudio BKS foi comtemplado, as dubladoras (Tânia Gaidarji e Raquel Marinho) de Chichi e Bulma e também (Fátima Noya) a dubladora do Gohan criança, confirmaram presença no elenco. Já tinhamos informações de que os primeiros episódios chegavam ao estúdio, quando veio a fatídica notícia: Wendel Bezerra (caso que você more em Marte, bem… clique aqui e volte para Terra) até o momento não está entre o elenco que vai redublar a série. Os motivos? Bom… acho que é contagioso, pois estamos correndo perigo de sofrer do mesmo mal que sofreu  a dublagem mexicana, confiram o que o próprio Wendel declarou em seu perfil no Twitter:

“Refleti bastante por alguns dias e todos os motivos me levaram a decidir por não dublar lá. Tá na mão do cliente”.

Ainda com exclusividade ao site Henshin, Wendel Bezerra e Wellington Lima (dublador de Raditz e Majin Boo) que também entrou na onda e não vai estar presente no elenco da nova dublagem, cederam um rápido comunicado dizendo o porque de não terem aceitado reviverem seus personagens.

Wendel Bezerra:

“Eu estou muito triste e chateado com tudo o que está acontecendo.

Eu sou fã de Dragon Ball e adoro dublar o Goku, mas não posso colocar tudo isso acima de valores morais e convicções profissionais em que acredito e que aprendi desde criança.

Eles chegaram a me passar a escala para dublar o Goku e eu tinha aceitado. Mas depois pensei muito e achei que não podia fazer isso com ninguém.

Aí, liguei para a BKS e disse que não iria fazer mais e que se quisessem passar o personagem para outra pessoa, ou abrir teste não teria problema.

Se fosse uma série nova, certamente eles não me chamariam. E quem não me prestigia, eu não sinto vontade de prestigiar.

Eu gostaria muito de voltar a fazer o Goku, mas em qualquer outro estúdio.”

Wellington Lima:

“Não é que eu não queira dublar a série. Eu não dublo na BKS porque é uma casa que decidiu excluir os dubladores de outros trabalhos. Eles só nos chamam quando têm uma série feita e precisam do elenco.”

Estúdio de dublagem BKS

Trocando em miudos, agora somos nós que corremos o risco de perder nosso Goku dublado pelo original em 2011 e o mais chato da história, por motivos  (pessoais ou profissionais) que não sabemos exatamente quais são. A BKS afirma ter se esforçado para manter o elenco original com excessão daqueles que ja faleceram, mas parece que algo ainda mais forte que o prazer de voltar a dublar Goku falou mais alto no fim das contas. Não bastasse isso, Tânia Gaidarji ainda revelou em seu perfil no Twitter que  a volta da série aparentemente não se verá livre de censura e com tudo indicando que Dragon Ball Kai chegará primeiro a Globo, não faço esforço pra duvidar disso (alguém ai tem boas lembranças de Rurouni Kenshin nas manhãs da Globo?).

Ao que tudo indica, parece que somente uma mudança de estúdio poderá resolver o problema, algo que eu acho difícil mas não impossível, porém depende da TOEI e do fato dela saber (ou não) o que essa situção representa para os fãs. Vai fazer diferença? Em se tratando dos canais de TV aberta (e talvez até da própria BKS), eu já sei a resposta.

“Como animes (assim como games) são só coisa de criança, quem vai notar a diferença? Censura? Quem liga? Além do mais, é para o bem das crianças.”

Censura? Mais?

Simplesmente decepcionante, nesse mesmo ano, fez-se um alarde enorme em torno da volta de Saint Seiya a Band e quando o anime estreou, estava como (sim, mais uma vez essa palavra) tapa buraco na programação, definitivamente não sabem trabalhar com o material, nem mesmo o desenho mais leve escapa de cortes, seja por censura ou simplesmente porque deve ser encaixado no horário da emissora, já novelas não precisam de censura, nem mesmo aquelas do tipo “Vale a Pena ver de Novo”, com palavras e ações que influenciem (e alienam) muito mais gente do que se imagina e o melhor de tudo, em pleno horário nobre, ás 18 hs da noite? Não, ás 15 hs da tarde mesmo!

E o horário noturno? Acho que o único anime que me lembro de ter visto nesta faixa de horário  foi Slayers na Band (não lembro o ano), mas foi só e para (mais um vez) a decepção de muitos, não durou nem um mês, a baixa audiência, fez com que o canal colocasse Gilberto Barros (quem?) para comer o resto do horário na época. E o respeito ao telespectador que prestigia o canal? Foi para… deixa pra lá.

Goku

Bom, acho que não sou o único quando digo que sentirei muito a falta do Goku original, ainda mais em tempos em que a nossa dublagem nacional não vai muito bem das pernas, não me refiro a velha guarda, falo dessas novas vozes que estão sendo aprovadas para fazer um trabalho muito porco, especialmente com animes (eu ia dizer filmes, mas faz tempo que não vejo um dublado), dubladores fracos que parecem nem sequer tentar transmitir emoção e consequentemente vida aos personagens que dublam.

Quem sabe a TOEI não abre olho e evita que o anime caia em desgraça, do contrário (exceto talvez para aqueles que ainda vão conhecer a série) Goku, eternizado na voz de Wendel Bezerra, (besteira ou não)  jamais será o mesmo.

OBS: Se bem, que eu também não levo muita fé na TOEI, não depois de terem destruido a sequência da fase Santuário de Hades, caiu demais no meu conceito, depois de 13 anos, Saint Seiya merecia muito mais, mas isso é assunto para um outro post, quem sabe um dia não faço um.

OBS 2: Só ressaltando, o wallpaper que abre este post foi pego emprestado lá no devianart, é da usuária lauraneato, muito bacana… e eu aqui penando para fazer montagem.

UPDATE: Pessoal, acho que ouviram nossas preces (alguém rezou?), a novela Wendel Bezerra e BKS chegou ao fim, após uma longa conversa com os responsáveis pelo estúdio de dublagem,  Wendel confirmou em seu perfil no Twitter que dublará Goku em Dragon Ball Kai, vamos torcer pra que ele não mude de idéia de novo.

Agradecimento especial ao leitor Paulo, pela gentileza de nos avisar nos comentários.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.