Conversa de MangáJapão

Conversa de Mangá: One Piece 618 – Proposta

One Piece: Capítulo 618 foi disponibilizado dia 16 de março: “Proposta“.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu o capítulo 618 de One Piece. Atualmente acompanho o mangá pelo site Mangá Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, a StrawHat Scans tem a tradução em Português. 😉

One Piece 618

Proposta

Rá! Eu sempre digo que é tão prazeiroso ler One Piece justamente pelo elemento surpresa que o Eiichiro Oda consegue criar em cada momento da história. Quem ia imaginar tudo que aconteceu nesta capítulo? Cacete, foi um evento inesperado atrás do outro. Que satisfação ser surpreendido desta forma.

Primeiro temos a situação com o Sanji. Olhar ou não olhar a princesa sereia. Hilário, desde que o Sanji voltou das ilhas dos Okama, ele ficou ainda mais engraçado nesta sua zona de humor com as mulheres. Acho que aqui rolou a piada suprema do Oda com o personagem. Agora me pego me perguntando o que acontecerá quando Sanji encontrar a Hancok, e quando ele perceber que a Hancok é apaixonada pelo Ruffy. Duplo Rá! Mas voltando ao capítulo, adorei a fala “Eu escolho a morte”, o impacto desta cena, e o desepero do Chopper ficou sensacional.

Estranhei essa parada de virar pedra. Fiquei meio em dúvida se foi algo realmente literal ou o Oda meio que fez um exagero ao fato dele ter ficado completamente paralisado com a beleza da princesa sereia. Se foi literal mesmo, até o Chopper comenta sobre o efeito colateral que pode ter ocorrido com o sangue Okama, fica a dúvida de como isso é possível. E porque diabos o sangue Okama teria tal habilidade? Ninguém lá na ilha do Ivankov fazia isso. Fiquei meio assustado com a situação, apesar do efeito da paralisia ter passado logo em seguida. Só falta o Oda inventar alguma coença misteriosa para o Sanji.

Logo em seguida mais surpresas no capítulo. Enquanto estava lendo me batei uma revolta danada, e se a situação não tivesse sido contornada, eu estaria aqui reclamando de não ter curtido. Pow, o Ruffy foi amarrado pela “turminha” ali da rua da ilha! “Ah, qualé, como pode isso?” – Foi um pensamento que durou alguns segundos até eu virar a página (virtual) do capítulo. Trollagem do Oda para assustar os leitores e fazer (Triplo Rá!) o Ruffy lutar com o Decken com as mãos amarradas! Oda seu safado!

A cena teve seu impacto certo. Ruffy gritando com a sereia pedindo confiança, usando o Haki na galera da rua para que não se intrometessem mais, partindo pra cima do Decken sem pensar duas vezes, e ainda conseguindo acertar um golpe no cara! “Perfect!” Adorei mesmo. E sem tempo para ficar brigando no meio da cima, já subiu em cima do tubarão e todo mundo para a Floresta Marinha. Ótimo! Porque eu quero ver o Jinbei oras! Ainda sobrou tempo para uma página dupla com o tal gigante-marinho tendo seu dente quebrado por um Jet Pistol (4x Rá!)

Apenas um detalhe, olhem novamente o tamanho da princesa e do tubarão Megalo. Ainda estou achando uma furada essa coisa dela se esconder no corpo do tubarão. Não consigo mesmo colocar isso na cabeça. Não dá, o corpo dela é maior que o do animal! Falando em princesa, boa tirada da mesma. “Mal ae, mas você não faz o meu tipo!”. Uia, escutar isso deve doer, não? XD

Não satisfeito com o conteúdo do capítulo, Oda ainda resolveu mostrar para onde a Nami foi. Viu? Eu disse que não tinha nada a ver com tesouros. Apesar de que achei meio presunção demais todo o raciocínio que ela faz para chegar na conclusão de que o Jinbei é cara que vai responder tudo. E se ele chegou a pedir para o Ruffy não lutar com o Hodi, a Nami sabendo disso, não deveria ter deixado o Zoro para trás. É uma aposta alta. Novamente tem aquela coisa de confiança no nakama, certo? Bem, ao menos o grupo está meio definido. Parte no castelo e parte na floresta. Com exceção da Robin, que não lembro para onde ela estava indo naquele onibus-peixe (“peixebus”), na certa atrás de um ponehgly. Será que a Robin não terá uma participação mais ativa nas batalhas?

E por último, mais uma surpresa. Zoro dando o primeiro golpe no Hodi! (5x Rá!) Sensacional, e eu que estava achando que o Zoro não ia conseguir muita coisa. Se bem que este é só o round inicial, na minha opinião. Hodi ainda vai tomar suas overdoses de pílulas do superman e vai complicar a vida do Zoro. E ainda acho que o Netuno vai se intrometer! Alguém dá uma bolha de ar para o Zoro respirar caceta!

Um pensamento extra…

Para terminar quero fazer um pensamento pararelo a história desta semana de One Piece. Como todos sabem alguns dias atrás rolou aquele terremoto/tsunami horrível lá no Japão. Matou um monte de gente (nenhum mangaká famoso até onde procurei), e deixou profundas marcas no país. Uma tristeza e tal. Nem vou falar muito sobre isso, porque eu tenho um pensamento muito radical em relação ao ser humano como um todo e todo o dano que causamos ao planeta (e eventualmente o planeta revida). O caso é que ao longo desta semana, vi que alguns animês não foram exibidos, outros foram substituídos porque retratavam tragédias e tal, até mesmo o tal Tokyo Magnitude 8.0 que retrata, de forma fictícia claro, sobre um terremoto no Japão, que era exibido no Animax japonês, teve que ser retirado da grade do canal (alias, fiquei curioso em ver este animê, será que acho na net?).

Enfim, voltando a One Piece. É normal quando estas tragédias ocorrem, que filmes, séries, quadrinhos que estejam passando por algo parecido, tenham que ser interrompidos ou sofrerem alguma mudança para que não se assemelhe demais com a vida real. Lembram do corte das Torres Gêmeas no primeiro filme do Homem Aranha, que foi lançado logo depois do 11 de Setembro? Coisas assim acontecem. E em One Piece, estamos vivenciando/fantasiando a chegada da tripulação do Chápeu de Palha a uma ilha submersa dentro do mar. Oda já jogou no ar, que o Ruffy vai detonar na ilha, causando a sua destruição.

Será que depois do que acabou de acontecer no Japão, Oda não terá que segurar um pouco mais a história ou até mudar o final da saga, para respeitar o sentimento dos japoneses. Não ficar cuticando uma ferida recém criada. Afinal, para destruir a ilha dos tritões, a primeira coisa que me vem na cabeça é inundá-la por completo, destruindo talvez o revestimento que cobre a ilha. Inundar uma ilha inteira, ainda que não seja um terremoto ou tsunami, não seria insensibilidade demais dando o calor do momento? Fiquei com isso na cabeça dias atrás. Claro que a saga não deve acabar agora, mas ainda que leve alguns meses, será que até lá a cicatriz deste evento já está sólida o suficiente?

Claro que posso estar falando bobagem. Ninguém sabe o que Oda realmente quer fazer no final desta saga. A ilha dos tristões pode ou não ser destruida. A profecia da Madame Shirley pode ou não acontecer. E mesmo que seja destruida, isso não significa inundá-la por completo, pode ser uma destruição política, na forma de vida dos habitantes, ou de outras formas. Enfim, é isso. O real causando impacto na fantasia. Isso acontece as vezes…

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.