AssistindoPapo Pipoca

Cinema: Pânico 4 – Eu fui!

Pânico 4

Qual o seu filme de terror favorito?

Os mais novos talvez nem se lembrem, mas nos anos 90 a safra de filmes de terror e suspense estava bem ruim. Com algumas excessões, a maioria dos filmes desse gênero eram extremamente mal-feitos e acabavam sendo lançados diretamente para locação. Eis que nesse cenário, surgem Wes Craven e Kevin Williamson, que sozinhos reviveram todo um gênero que já era dado quase como morto com o filme Pânico. O filme era praticamente uma homenagem aos filmes de suspense dos anos 80, trazendo jovens protagonistas esperando para serem retalhados por um psicopata misterioso. Mas ao mesmo tempo em que Pânico foi um sucesso absoluto, ele acabou abrindo as portas para uma infinidade de ‘filmes-de-psicopata’ insossos e nada criativos. O problema é que entramos em uma nova década e agora temos novas regras (como diz o pôster) para os filmes de terror. Então, como a série irá se modernizar? E o que esperar então dessa quarta parte?

Já deixo uma coisa clara: o filme apesar de ser extremamente divertido (em especial para quem já assistiu os filmes anteriores) não consegue redefinir o gênero. Mas faz um excelente trabalho em sua tentativa. A direção de Wes Craven, que nos últimos anos só fez bomba, está bem segura. Já o roteiro de Kevin Williamson está afiadíssimo, utilizando-se de metalinguagem (falar de algo usando o próprio meio, escrever sobre o ato de escrever, um filme dentro do filme) e dos personagens para criticar os clichês dos filmes de suspense e ainda estipulando as ‘novas regras’ dos filmes de terror. A cena inicial do filme é prova absoluta do talento de ambos.

O trama se passa dez anos após o terceiro Pânico, com Sidney (Neve Campbell) de volta a Woodsboro para encerrar uma turnê de promoção do seu livro de auto-ajuda. Na cidade, ela reencontra Dewey (David Arquette) e Gale (Courteney Cox) agora casados e com uma pequena crise no casamento. E como era de se esperar, Ghostface ataca novamente, desta vez mirando em uma nova geração de vítimas, incluindo aí a prima de Sidney, Jill (Emma Roberts) e seu grupo de amigos. Aliás, é engraçado ver que ao mesmo tempo em que o filme critica os clichês dos filmes de terror e suspense, ele reutiliza a mesma fórmula batida para os personagens. Então temos o viciado em filmes, o ex-namorado suspeito, o nerd, a gostosa… São tantos personagens batidos, que seria fácil torcer para a morte rápida de cada um, mas os atores possuem carisma suficiente para nos fazer importar com o destino de cada personagem.

Respondendo as perguntas que fiz na introdução deste post: o que esperar dessa quarta parte? Mais do mesmo. Mais piadas, mais sustos fáceis e mais personagens suspeitos (eu suspeitei de uns quatro durante o filme). A grande diferença fica em como Pânico 4 se atualizou. As piadas estão atuais, os personagens suspeitos possuem realmente um motivo e as mortes estão ainda mais sangrentas. Sério! Em certa cena um personagem é morto com um tiro na cabeça em outra, um personagem recebe uma facada no meio do mão. O filme ‘atualizou’ a sua violência deixando-a mais gráfica, para agradar o público mais jovem e acostumado com os torture porn que povoam o gênero de terror atual.

Mas mais do que apenas mortes sangrentas e piadas sobre Facebook, Pânico 4 possui um argumento realmente interessante, os motivos do assassino são válidos e o discurso final dele é, de certa forma, moralmente relevante. Sendo assim, Pânico 4 consegue se diferenciar dos demais filmes de terror atual, reciclando velhas idéias e usando-as com criatividade.

Pânico 4

Ficha Técnica

Título Original: Scream 4
Diretor:
Wes Craven
Roteiro:
Kevin Williamson
Gênero:
Suspense
Elenco:
Neve Campbell, David Arquette, Courteney Cox, Hayden Panettiere e Emma Roberts.
Estréia nacional:
15/04/2011
Duração:
111 minutos

Trailer:

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Theo Medeiros

Cinéfilo, gamer, adorador de música e entusiasta tecnológico. Acha que Nescau é melhor que Toddy e que bacon é a oitava maravilha do mundo.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios