Jogando

XSEED novamente faz a alegria dos fãs e vai trazer Solatorobo pros EUA!

Atualização: vídeo com 12 minutos de gameplay! Cortesia Nintendo World: link!

Com todo o respeito e devido amor à Atlus, mas a XSEED vem se tornando minha publisher favorita. A parceria com a Falcom, que nos rendeu Ys Seven, Ys: The Oath in Felghana, Ys I & II Chronicles e The Legend of Heroes: Trails in the Sky no PSP, que também recebeu Lunar: Silver Star Harmony por ela, e o Wii teve Fragile Dreams. Sem falar nos títulos que trouxe em parceria com a Marvelous pros EUA, como Little King’s Story, Rune Factory Frontier, Half Minute Hero e Avalon Code. E isso é falar muito pouco!

Enfim, eis que agora seremos novamente agraciados pela empresa, que nos trará Solatorobo: Red the Hunter! Sequência espiritual de Tail Concerto, RPG niche para PSOne, e feito pela CyberConnect2, que vocês devem conhecer como a desenvolvedora de toda a série Ultimate Ninja dos jogos de Naruto, e também dos .hack. Continuando a notável lista de responsáveis, o designer dos personagens, Nobutero Yuki, é o mesmo de Chrono Cross e do próprio Tail Concerto, e trabalhando a seu lado está Yoshitake Taniguchi, de Super Robot Taisen. Como se não bastasse, as lindas CGs em animê são cortesia do estúdio MADHOUSE, de pérolas como Casshern Sins, Claymore, Death Note, Highschool of the Dead, Summer Wars, entre muitos outros, e que colaborou com o Studio Ghibli em Meu Vizinho Totoro, A Viagem de Chihiro, O Castelo Animado e Tales from Earthsea. Um bom currículo, hein? Isso que não falei da trilha sonora, cujo compositor, Yasunori Mitsuda, é o responsável pela de Chrono Cross (1:04 em diante é totalmente OMG), Xenogears, Soma Bringer, Xenosaga, entre outros, e que também trabalhou e Chrono Trigger, Luminous Arc, Arc Rise Fantasia, Sands of Destruction, Xenoblade e Super Smash Bros Brawl.

Sim, propaganda! Que melhor forma de fazer com as pessoas se interessem do que relacionar o jogo a outros que ela ame? Mas ok, enough of that, falemos do conteúdo do jogo em si. A história nos coloca controlando Red Savarin, um jovem de 17 anos que, por algum motivo, se transforma em humano, o que não é bem aceito pelas outras pessoas. Ele e sua irmã Chocolat moram nas ilhas flutuantes da Shepherd Republic, o que lembra um pouco Skies of Arcadia, ainda mais considerando o incentivo à exploração enquanto se navega pelos céus. A diferença fica por conta dos robôs, parte importante da sociedade do lugar. Red tem um só para si, Dahak, e é com ele que lutamos contra os inimigos, ganhando upgrades e peças ao concluir missões. A trama se desenvolve quando encontramos um garoto misterioso chamado Elh e um estranho medalhão, e a partir disso vamos indo até surgir a missão “salvar o mundo”, como era de se esperar. A progressão se dá de forma bem conveniente para um jogo portátil, sendo dividida em episódios de 30min a 1h de duração cada, e pelo que o pessoal no RPGFan falou, parece que serão cerca de 70. A história de lado, diz-se que o jogo se destaca mesmo é pelo gameplay de bastante ação, e vi vários elogios aos diálogos engraçados e bons personagens criando momentos leves e divertidos na história.

Bom, é isso. Acho que minha parte eu fiz! Solatorobo será lançado nos EUA na primavera brasileira desse ano e, segundo a XSEED, “se tudo der certo, em setembro”, com o precinho camarada dos jogos de DS. Acima, vocês conferem a abertura do game, cuja música, aliás, me lembrou bastante as OSTs de Ar tonelico, e que mostra o trabalho da MADHOUSE. Abaixo, as imagens em inglês que já saíram, e aqui, aqui e aqui vocês conferem mais imagens e artworks.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Dakini

Viciada em RPGs, sejam eles Final Fantasy e Tales of ou Mass Effect e The Elder Scrolls! Fã incondicional de animês e mangás, e ousem criticar meus favoritos sem bons argumentos! Fora isso, podem me chamar de “a dama dos wallpapers”, hahaha.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios