AssistindoPapo Pipoca

Cinema – Eu Fui | Além da Escuridão: Star Trek (Crítica)

Um filme excelente, mas não memorável… QUASE um novo um clássico nerd!

Post sem spoilers!

Depois de uma semana agitada discutindo quase que exclusivamente sobre games, que tal falar sobre um dos lançamentos mais esperados do ano para o cinema? Além da Escuridão: Star Trek logo após o Continue Lendo!

Já começo o post dizendo que não sou fã de carteirinha de Star Trek, nunca assisti a série, nem aos filmes antigos, mas assisti o primeiro filme dessa nova saga e adorei, portanto a experiência que compartilho com vocês leitores é de um fã de CINEMA e não de um “fanboy” de Star Trek.

Confiram a sinopse do filme:

Sinopse: Quando a tripulação da Enterprise é chamada de volta para casa, eles descobrem que uma força de terror incontrolável, de dentro de sua própria organização, detonou a frota e tudo aquilo que ela representa, deixando nosso mundo em situação de crise. Tendo contas pessoais a ajustar, o Capitão Kirk lidera uma caçada humana em um mundo em zona de guerra para capturar um homem que é por si só uma arma de destruição em massa.

Vou começar pelo fim, mas não pelo fim do filme e sim pela sensação que tive ao sair da sessão:

Star Trek tem efeitos visuais incríveis e fiquei pensando para onde mais a indústria cinematográfica irá correr para nos entregar melhorias visuais? Rapidamente cheguei a uma conclusão: até onde a tecnologia alcançar… mas saindo da obviedade cheguei a conclusão que a criatividade, a forma como será aplicada esses efeitos é o mais importante. No quesito visual Star Trek está tão de parabéns que me fez refletir sobre a questão descrita nesse parágrafo.

Os efeitos 3D em Além da Escuridão são muito bem aplicados, apesar de serem simples. São utilizados quando realmente vão agregar uma sensação a mais na cena e fica o destaque para a Enterprise viajando pelo espaço… é de encher os olhos!!!

Como era de se esperar Spock ( Zachary Quinto) e Kirk (Chris Pine) roubam a cena e protagonizam com muito carisma as mais de 2 horas de duração do filme. Spock talvez tenha mais carisma pelo seu jeito mais centrado e diferente do normal, mas Kirk sem dúvidas é o maior herói do filme e protagoniza os momentos mais marcantes e emocionantes.

Falando em emoção, achei que o filme poderia ter menos cenas de “superação” e dramas pessoais, a ação e desenvolvimento da história por diversas vezes é comprometida por essas pausas. Mas o título do filme talvez mostre que essa era a intenção, ou seja, deixar claro a questão de exploração espacial que acontece mais no início e bem no finzinho do filme, como também mostrar o lado emocional de superar as sombras e medos interiores que todos seres humanos tem. E nessa função, Spock tem muita importância na trama para mostrar o contraste, já que sua raça é um tanto quanto sistemática e fria, enquanto Kirk é puro instinto e emoção.

alice-eve-sexy-alem-da-escuridao

As cenas de ação são incríveis, tanto na batalha entre naves espaciais, quanto nas lutas entre os personagens em tiroteios com muitos envolvidos ou mesmo as lutas mano a mano, coreografadas de forma bem convincente. Vale mencionar que o filme possui alguns personagens que servem de alivio cômico entre as cenas de extrema tensão, mas é melhor descobrirem vocês mesmos assistindo pois cada pedacinho do filme nos traz algo fora do óbvio.

Infelizmente é impossível falar sobre os vilões do filme, pois geraria spoilers bem desnecessários, de qualquer jeito vale mencionar que cumprem bem seu papel, mas bem que poderiam ter um desenvolvimento um pouco maior, o filme como já mencionado é muito centrado em Kirk e Spock deixando pouco espaço para notarmos e nos importarmos com os outros personagens.

Acho que após nos apresentar um Star Trek mais lúdico e acessível em 2009, J.J. Abrams queria explorar o lado oposto que a franquia tem a oferecer e no geral acabou se saindo muito bem mesmo, apenas tenho a ressalva que talvez tenha faltado uma ou duas cenas inesquecíveis que o tornassem um filme clássico e já adianto que isso é uma crítica, mas praticamente um elogio ao mesmo tempo, pois Além da Escuridão:Star Trek é tão bom que beirou… namorou a possibilidade de se tornar um clássico nerd, mas acabou no fim das contas se tornando “apenas” um excelente filme.

Recomendadíssimo!!!

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Rafael Gaara

Apaixonado por blogs, cinema, games, séries, músicas, animes e mangás, não necessariamente nessa ordem! The GodFather, Final Fantasy X, Pokémon Yellow, The Legend of Zelda, Atari, Berserk, Code Geass, One Piece, entre outros, moldaram meu corpo, minha mente e meu espirito.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios