E3 2019JogandoRapidinhas

Compradora, Microsoft adquire a Double Fine Productions

As maluquices de Tim Schafer estão em nova casa

Microsoft Double Fine Xbox game Studios

A aquisição da Double Fine Productions pela Microsoft é outro destes destaques da E3 2019 que não tem como não fazer um nota a seu respeito aqui no site. É um destes momentos interessantes para a indústria dos games. Mais um, o décimo quarto estúdio, adquirido pela Microsoft para seu programa Xbox Game Studios.

A Microsoft passa a ser responsável por tudo aquilo que a Double Fine produziu em toda sua existência, assim como as ideias malucas, e geniais, de Tim Schafer. É um evento tão impressionante quanto a compra, ano passado, da Ninja Theory. Os frutos destas aquisições, é claro, ainda estão sendo criados. Então muito pouco se pode especular.

Claro que a comunidade de jogadores, especialmente as mais céticas, vai sempre se lembrar de como a compra da Rare pela Microsoft fez muito mal ao estúdio que em um passado distante era um dos mais queridos pelos donos dos consoles da Nintendo. Digo que os tempos são outros e o que aconteceu com a Rare não significa que vai acontecer com estes novos estúdios.

Phill Spencer já deu declarações que a intenção é dar a estes estúdios a liberdade para criarem aquilo que eles quiserem, dentro da identidade e assinatura de cada um. A Double Fine não irá produzir coisas para Gears ou Halo, tal qual Tim Schafer brincou no palco da conferência da Microsoft.

Outros estúdios

Mas sim, o resultado ainda não se mostrou. A Microsoft mostrou alguns projetos, mas coisas concretas ainda estão em produção. A inXile apresentou Wasteland 3, a 343 Industries segue cuidando de Halo Infinite, a Obsidian está prestes a lançar The Outer Worlds, a Ninja Theory quis apostar em algo diferente e veio com Bleeding Edge, enquanto The Coalition segue forte na franquia Gears of War com três títulos em desenvolvimento.

Também tivemos a Undead Labs mostrando que segue fazendo conteúdo para State of Decay 2, assim como a Playground Games com Forza Horizon 4, e a Rare com Sea of Thieves. Se bem que a Rare também está ajudando a Dlala Studios com o novo Battletoads. Até a Mojang apresentou algo diferente com Minecraft Dungeons. Está todo mundo trabalhando.

Apenas não tivemos novidades da The Iniciative, a qual não faço ideia do que possa estar fazendo, assim como da Compulsion Games, que finalizou seus trabalhos com We happy Few, e a Turn10, que provavelmente está fazendo o próximo Forza Motorsport para o novo console a ser lançado em 2020.

E nesse condomínio, que está sendo criado para a plataforma Xbox, a Double Fine Productions chega com Psychonauts 2, que já havia sido anunciado e segue como multiplataforma. A compra do estúdio não criou nenhuma exclusividade sobre o jogo, assim como a Microsoft também não fez em casos anteriores, como o de We Happy Few. Psychonauts 2 segue confirmado para lançamento no PlayStation 4 e PC. E no Xbox One está incluso no Xbox Game Pass, com acesso no dia de seu lançamento.

Tudo isso dá o que pensar…

O que me arrepia nesse cenário todo é a quantidade de IPs que a Microsoft está adquirindo junto destes estúdios. Estou curioso para ver como ela trabalhará isso no futuro. E o que acontece com a indústria dos jogos se ela continuar comprando estúdios famosos? Estamos testemunhando o começo de um movimento da Microsoft como a Disney tem feito no meio cinematográfico? É possível que a Microsoft continue comprando ainda mais estúdios famosos? Talvez isso mexa com a balança da guerra dos consoles na próxima geração. Será possível? Acho que ainda é cedo para dizer, mas certamente já dá o que pensar.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios