Would you kindly leave Bioshock alone?

Há uns dias atrás, a Take-Two rejeitou uma oferta de compra feita pela EA no valor de US$ 2 bilhões.

Hoje, em uma notícia da Finalboss foi explicada a razão dessa decisão.

“Strauss Zelnick, diretor-presidente da Take-Two, fez uma apresentação na Smid Cap Conference explicando as razões pelas quais o quadro de diretores e acionistas da empresa recusaram a proposta de compra por parte da Electronic Arts.

Neste evento, o executivo apresentou um slide citando as possibilidades de expansão das franquias da 2K Games, como a arena MMO (massivo multiplayer online) e o cinema — e em ambas as situações, o aclamado BioShock foi mencionado como uma franquia de potencial para estas novas empreitadas.

A conferência também serviu para reafirmar a rejeição da oferta de compra da empresa pela Electronic Arts. Segundo Zelnick, US$ 26 por cotação ”é bem menos do que a Take-Two vale”, e ainda chama a oferta de ”inadequada” e ”oportunista” — afinal de contas, o aguardado Grand Theft Auto IV chega às lojas no final de abril.”

Link da notícia: http://finalboss.uol.com.br/fb3/ctu.asp?cid=47287

Ainda acho que esse capitalismo ainda vai matar muito dos jogos que surgiram e irão surgir. Bioshock é um jogo espetacular, o meu favorito dessa safra nova de jogos. Não precisa de uma continuação, não precisa de uma prequel e muito menos de um MMO. Quiçá de um filme.

Isso também pode lhe interessar

Um Comentário

  1. Eu imagino um pouco como poderia ser feito um MMO de Bioshock, mas uma prequela pra mim seria uma ótima idéia. Uma continuação poderia também dar certo, mas aí depende muito do ponto de vista do diretor e em qual caminho ele vai seguir. Espero ansioso pelo próximo.

    Um filme eu acho que encaixaria perfeito na história, só não tendo Uwe Boll no meio da coisa, poderia ficar insano!

    o/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.