AssistindoJapão

Momento de Fã: Criando meu próprio DVD de One Piece [Volume 01]

Se tem uma coisa que eu não consigo é assistir animes no PC. Eu sei que muita gente abaixa e vê direto pelo PC já que os canais de TV aqui no Brasil não respeitam nem um pouco esse tipo de programa. Eu nunca gostei de ficar colado no monitor do computador vendo aqueles episódios em Real Player, sempre gostei da TV. Quando eu era muleque e não entendia muito sobre computador, eu cheguei a comprar One Piece, Naruto e Bleach de quem montava DVDs dos episódios para ver na TV. Depois eu consegui um X360 e um HD externo e passei a ver através do X360 ligado na TV. Cheguei também a brincar um pouco com alguns programas de autoração de DVD anos atrás, fazendo alguns DVDs para não ter que ficar dependendo de vendedores que vendem os episódios por aí. Eu fazia eles mais ou menos. Não eram ruins, mas estavam longe de serem bonitos. Nas últimas semanas resolvi refazer alguns DVDs de One Piece da minha coleção porque como eles já são bem antiguinhos (da época em que o pessoal só tinha como acompanhar o anime pelo Fansub Shakaw), na minha TV de LCD eles não ficam tão bacanas assim. E lá vai o enorme trabalho de reaprender tudo novamente.

Você pode ver na imagem que abre esse post, que eu consegui reaprender e já fiz o primeiro DVD (na verdade já fiz 4, mas vou mostrar hoje só o primeiro). Como eu tenho num HD externo todos os 400 episódios de One Piece, o maior trabalho mesmo era aprender a mexer nos programas e encodar os episódios num formato que não ficassem muito grandes e que ainda assim ficassem razoáveis numa TV de LCD. Alias, antes de decidir refazer os DVDs, eu cheguei a cogitar comprar de alguém que já fizesse esse tipo de trabalho e vendesse por aí. Mas fiquei impressionado como esse pessoal não dá informação direito. Não mostram como são os menus, não sabem como ficam os episódios nas TV atuais e alguns nem sabem exatamente como estão distribuidos os episódios em cada DVD. Por isso acabei resolvendo que eu mesmo colocaria a mão na massa e ia fazer algo decente. O primeiro menu está aí acima, mas vamos continuar a papo após o “continue”? Porque eu tenho mais fotos para mostrar. 😉

Foram necessários aproximadamente 4 dias para conseguir relembrar tudo que precisava para fazer os DVDs. Por sorte eu já sabia quais programas usar. Para codar os vídeos num formato decente e num bom tamanho de arquivo, usei o WinAvi. Depois bastava um pouco de conhecimento em DOS para renomar a extensão de arquivo para um outro nome e aí sim usar o programa DVD-Lab Pro para fazer os menus, juntar os arquivos em formato de DVD e gravar na mídia. Usei também o Fireworks para montar os botões dos menus e o fundo dele. Depois disso o resultado é esse que vocês podem ver que abre o post. Resolvi fazer o primeiro menu como apresentação. Apenas uma imagem e os botões de “iniciar, “selecionar” e “lista”. Agora o menu 2 e 3, com a seleção de episódios:

Os menus de seleção resolvi usar e abusar do que tivesse em mãos em termos de imagens. Vale wallpapers, fanarts, aquelas capas duplas do mangá. O que fosse. O menu de abertura eu seguiria um padrão, um personagem e traços preto e branco ao fundo, mas nos menus de episódios pode ser qualquer coisa. Resolvi fazer um com o Zoro e um com a Nami, já que o Usopp só aparece no episódio 9. Alias também tomei cuidado em colocar o Kuro no primeiro menu de forma bem disfarçado, para que não fique bem expresso que ele é o mordomo do início da saga do Usopp. Ainda coloquei uma pequena animação nele, ou seja, quando selecionado o menu 2 ou 3, eles surgem vindo de cima da tela e se posicionam  no meio tela e durante algumas dezenas de segundos, cada quadradinho fica mostrando os momentos do respectivo episódios. Odeio quando usam imagens estáticas para mostrar nestes quadros e por isso não quis fazer desta forma.

Mas ainda não estava satisfeito. Eu sempre gostei de ler o nome dos episódios e One Piece tem nomes grande para cada um. Por isso resolvi fazer um 4º menu. Com apenas a listagem de episódios no DVD e a possibilidade de selecionar cada um diretamente desta lista. Aí surgiu o menu 4:

Um menu bem simples. Meio amarelado, para não ficar branco demais. Com o logo do anime, que alias tem em todos os menus e mais uma imagem rabiscada. O destaque do menu fica mesmo por conta dos episódios e da possibilidade de selecionar diretamente daqui. Tive que fazer vários testes até chegar num tamanho de letra que desse para virar link no menu e ficasse possível ler na TV Wide LCD, apesar de que com algum esforço, esse menu também é legível nas TVs de Tubão. Na de 29 aqui de casa pelo menos eu consegui. Os menus mesmo em Wide, se ajeitam em qualquer TV de tubo, contando que tenha essa opção de TV no sistema do DVD Player.

O menu 1 com o Ruffy apesar de estático toca a música “We Are” da primeira abertura por inteira. Por inteira eu quero dizer a versão “full” de mais de 3 minutos e não da abertura que é apenas um trecho desta. E o menu 4, da lista, toca “Memories”, a música de encerramento desta primeira leva de episódios, também na versão “full”. Podem ser menus estáticos, mas nem por isso não precisam de som, né?. XD

E aí pronto. Bastava ver o resultado na TV. E ficou show de bola. Clique na imagem abaixo para ver em tamanho maior!

E os episódios? O mais legal é que eles podem ser vistos em Fullscreen ou Widescreen esticado, afinal One Piece só foi se tornar um anime em widescreen lá para o episódio 200 e pouco quando começa a saga “Water 7”. Por isso não tem como transforma-los em wide, apenas esticar a tela para ocupar toda ela. Não fica ruim, eu particularmente prefiro esticar tudo do que ver com aquelas barras pretas enormes ao lado da TV. Ficou assim:

Rá, com a imagem parada é bem claro o “esticamento”, mas com o anime rolando, nem dá para lembrar na hora desse detalhe. Alias eu tirei as fotos com a TV meio virada porque o flash estava atrapalhando a imagem. Tirar foto da TV é uma das coisas mais difíceis que existe de se fotografar, até uma foto do Papaléguas é mais fácil. XD

Enfim é isso galera. Dá um trabalho do cão aprender e qualquer coisinha que você esquece no processo de edição, acaba sendo notado na hora que você peder para fazer o DVD. Aí o jeito é consertar onde errou e pedir novamente para o programa fazer o DVD. O processo todo leva no mínimo 3 horas, tirando é claro as horas em que o PC fica codando os episódios para o formato correto. Tem que ter um PC razoavelmente bom para fazer e ter os codecs de vídeo certo, senão não dá, o processo acaba dando erro ou demorando demais.

No fim eu gostei, o meu DVD deu 11 episódios num único disco. Perdi um pouco a qualidade, para poder colocar mais de 10 episódios, mas ainda assim fica bonitos na LCD. Outro dia eu mostro o Volume 2, 3 e 4 que já estão prontos. 😉

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios