Futurama | Trocando as bolas e a Comic-Con no ano 3010! (6×10-11)

Futurama: Ano 6, Episódios 10 e11! Foram exibidos nos EUA dia 19 e 26 de Agosto, respectivamente:

6×10 – The Prisoner of Benda
6×11 – Lrrreconcilable Ndndifferences

Enquanto isso no Brasil: Ainda não há previsão da estréia da novíssima temporada de Futurama por aqui. Atualmente é o canal Fox que, eventualmente, reprisa alguns velhos episódios de temporadas passadas.

Aviso: Continue apenas se você já assistiu aos episódios 6×10-11 de Futurama. Haverão spoilers!

Não conhece o Papo de Série? Basta clicar aqui e ficar por dentro do projeto. Depois do “continue”, a gente conversa mais.

The Prisoner of Benda

A história deste episódio de clichê já foi utilizada na TV e no cinema um “zilhão” de vezes, mas nem por isso ela deixa de ser divertida se os roteiristas souberem aplicá-la corretamente. Neste episódios temos o famoso trocando as bolas, quando o Prof. Farnsworth inventa uma máquina que permite trocar a mente com uma pessoa. Primeiramente, Amy troca de corpo com o Professor, pois ela deseja comer o quanto quiser sem estragar seu corpinho, enquanto o Professor deseja ser jovem de novo. Claro que isso não sai como ambos desejam, mas é aí que o episódio fica interessnate. De repente todos os personagens regulares da série começam a trocar de corpos, cada um em suas próprias tramas paralelas!

Bender quer roubar um robô milionário, mas não quer arriscar ser pego e trocar de corpo parece um ótima maneira de arranjar um bode expiatório, Fry e Leela acabam discutindo a relação, se perguntando se o que um sente pelo outro é apenas atração, o que acaba culminando numa cena onde Fry no corpo de Zoidberg e Lelaa no do Professor, acabam fazendo sexo! Rá, essa cena que começa num restaurante é simplesmente hilária, e prova mais uma vez que Futurama não tem nada para crianças, é animação adulta do jeito que tem que ser. O Professor acaba no corpo de Bender e entra para o circo, querendo arriscar a sua vida, já que ele é um robô e pode fazer coisas que jamais fez. Bender convence o robô milionário a trocar de corpo com um balde eletrônico, e o balde fica no corpo de Amy, que está no corpo de Leela que não para de engordar, enquanto isso Zoidberg no corpo de Fry continua sendo uma mula, mas vira amigo do milionário no corpo do balde! É uma confusão só esse episódio!

Um detalhe foi a cena com a velha robô-canhão no circo que se sacrifica para que o Professor chega na Onu para salvar Bender.  Gostei bastante dessa cena, com ótimo diálogos e mais emotiva, mostrando ao Professor que ser velho, ainda é algo digno de valer à pena. Gostei  e olha que não sou muito fã dessa coisa de personagens circenses.

E o episódio tinha uma pegadinha do começo ao fim. A máquina do Professor apesar de troca as mentes das pessoas, não conseguia reverter mentes que já haviam sido trocadas num mesmo corpo. Então como fazer tudo voltar ao normal? A piada, “oh não, agora temos que resolver esse problema com matemática” sempre me faz riri. No final, entra em cena os Globetrotters para resolver o enigma matemático, que por sinal é até bem simples. Bastou duas pessoas sobresalentes serem usadas para colocar todo mundo de volta em seus corpos, mas sem que elas tivessem suas mentes trocadas uma com as outras, o teorema da inversão. Rá! Eu passei o episódio inteiro imaginando como seria consertado a confusão e a resposta até que foi bem simples.

Episódio engraçado e bem estruturado para o tanto de trama paralela que criaram. Mas o próximo abaixo é ainda mais engraçado na minha opinião.

Lrrreconcilable Ndndifferences

Que título esquisito, mas é assim que o episódio 11 da sexta temporada foi nomeado. Na verdade o episódio em si, se perde um pouco mais no final, mas o que eu curti mesmo foi a visão dos produtores de uma Comic-Con no ano de 3010, daqui mil anos! A Comic-Con, para quem não sabe, é um evento super badalado no mundo nerd lá nos EUA, onde editores de quadrinhos fazem revelações sobre seus principais personagens, séries e filmes com a temática mais nerd também participam do evento, com direito aos produtores e elenco respondendo as perguntas dos fãs, o público em geral participa fantasiado com seus personagens favoritos, enfim, é algo realmente bacanuco nesse mundinho nerd. E um terço deste episódio retrata um pouco desse evento no futuro, com direito a Matt Groening só com sua cabeça no jarro que preserva as celebridades! Rá!

Adorei a piadinha com Os Simpsons. Matt diz a platéia que vai responder as perguntas, mas nada sobre o segundo filme dos Simpsons e chama o Bender pra ser o primeiro, que faz justamente esta pergunta. Muito hilário! Sem mencionar a brincadeira com “Futurella”, a nova animação de Groening que se passa no ano 4000. Boa piada.

O concurso de fantasia também me tirou boas risadas. O Super Mario (meio gay, acho) foi engraçado e não é a primeira vez que Futurama brinca com videogames ou com o personagem da Nintendo. Gostei. Teve até fantasia de Na’vi e de Jack Sparrow na fila do concurso. XD

O resto do episódio trouxe de volta o personagem Larr (aquele lá de cima, na primeira imagem antes do continue lendo), o conquistador de planetas, que chegou a aparecer em alguns episódios das antigas temporadas. Ele e Leela viram “amigos” na falta de um melhor termo, pois Larr foi enxotado de seu lar pela esposa, que cansou de ter um marido vagal. Larr finge conquistar a Terra com um plano de Leela, mas a coisa se complica quando ele precisa sustentar a mentira frente a esposa, que chega à Terra toda orgulhosa. Enquanto isso Fry tenta montar uma história em quadrinhos o episódio toda, a mesma história com certas variações. Achei interessante a idéia por trás dessa trama com Fry, pois ela serve para finalizar o episódio de uma forma perfeita, fazendo jus a idéia de sacrifício no final, mesmo que tenha sido de mentirinha.

Larr não é um personagem muito engraçado, mas ainda assim, os produtores conseguiram criar uma boa história, discutindo um pouco sobre a vida de casado, a tentação de pular a cerca e o esforço que casais tem para manter um relacionamento. Tudo sem a dramaticidade da coisa e levado bem no bom humor. E ainda conseguiram conciliar a história com um começo na Comic-Con do futuro e ainda mostrar um pouco do mundinho nerd do futuro, no melhor estilo que os Simpsons faziam em sua era de ouro (repare que antigamente Simpsons tinha muito disso, a família ia a um evento nada a ver com a história e depois é que a trama principal ganhava forma, dá uma dinamica diferente assim).

Hoje, só vou comentar estes dois episódios. Para quem perdeu os comentários dos episódios anteriores, basta clicar aqui (01 e 02) e aqui (03 a 09). O episódio 12 ainda não assisti, pois estou no aguardo do 13 ser exibido nos EUA. 😉

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
More from Thiago Machuca

Tattoo Gamer e Tattoo Nerd: Link em vários estilos e Pomo de Ouro de Harry Potter!

Mais duas tatuagens para a galeria de Gamers e Nerds do Portallos....
Read More