Weekly Shonen Jump ToC! Entenda o que é, como funciona! Edição #5-6! [2011]

Comecei no ano de 2010 a ler e acompanhar os Table Of Contents da revista Shonen Jump, pois sempre gostei da publicação, e fiquei bastante curioso quando soube que tal coisa semelhante a rankings de poupularidade existia. O principal fator para começar a descobrir a existência de algo do tipo foi o mangá de Bakuman, que realmente abriu minha mente e me mostrou bastante coisa, e acredito que muitos passaram pela mesma experiência, e comecei a começar a entender o funcionamento deste segmento que se tornou um dos gigantes do entretenimento mundial. A prova disso é o crescente número de mangás sendo publicados em nosso país e até a gigante dos quadrinhos Marvel colocando seus preciosos personagens em obras de animação japonesa, e até séries, como Supernatural irão ganhar anime.

Mas voltando ao assunto inicial, sempre tive a vontade de comentar, ter um espaço para que as pessoas possam comentar as posições que os japoneses delegam às séries da revista, e que muitas vezes, os ocidentais discordam totalmente, e até os próprios japoneses claro. Um exemplo recente foi o de SWOT, que apesar de uma história bem clássica e aparentemente sem grandes inovações, me conquistou e achava a série bem superior ao que tinha estreiado por ano passado. Gostava bastante do conceito de poderes da série, mesmo o pano de fundo sendo um pouco confuso. Enfim, a série acabou por ser cancelada e terminar com 19 capítulos, algo em torno de 3 volumes. Poderia citar várias injustiças como Akaboshi, Anedoki, para mostrar como muitas vezes as TOCs (como chamarei a Table of Contents daqui em diante) são injustas com série que tem potencial para encostar no chamado Big 3. Mas para discutir sobre as TOCs é necessário alguns conceitos sobre as mesmas, e regras. Continue lendo para saber sobre elas!

EDIT: Adcionadas as páginas coloridas de Beelzebub, Ao  no Exorcist, e uma página sobre o anime de Beelzebub. Créditos ao Juin Jutsu Team.

O processo lá no Japão funciona mais ou menos assim: o leitor que compra a revista “ganha” dentro dela algo como um postal para votar nas três melhores histórias de cada edição. A primeira ganha mais pontos e assim sucessivamente até a terceira escolhida pelo tal leitor. Depois os votos são contabilizados pela Shueisha.

Mas porque é tão importante essa tal de TOC e os votos? Primeiro, antes de tudo: define os rumos de um mangá. Obviamente aquelas que são menos votadas são as próximas na lista de corte da revista pela editora. O pessoal que acompanha só o Big 3 (O Big 3, como devem supor, é o trio maravilha, o de maior sucesso da Jump em publicação, os três pilares da revista atualmente: Naruto, Bleach e One Piece. Os mesmos normalmente se encontram nas três primeiras posições do ranking, ou seja, sem contar o mangá que figura a capa que sempre ganha a primeira posição), ou então séries já terminadas e/ou de sucesso em geral, não devem saber o quão ruim é ver um mangá que você gosta de ler ser cancelado sem piedade pela revista.

Eu sou meio “alternativo” como o Thiago já comentou aqui uma vez, vou procurar lançamentos, mangás que tenham começado a pouco tempo, e existe muita coisa por aí que muita gente nem chega a conhecer, mas que é realmente promissor e acaba esbarrando neste problema de popularidade. São poucos os mangás com temáticas chamadas não-mainstream (como mainstream considere mangás clássicos shonen como DragonBall, Naruto, OP, Bleach, etc…) como Death Note que conseguem realmente se superar neste quesito popularidade. Apesar de que de uns tempos pra cá isso vem acontecendo mais intensamente, em minha opinião graças ao desbravador de caminhos desta era: Death Note.

A posição na ToC influencia diretamente a ordem de aparição do mangá na revista. Exemplo: Na maioria das vezes (salvo edições em que estejam ausentes) One Piece vem logo após a série de capa, e Naruto logo depois. Mas a maioria dos mangás que estão tão assim na frente não tem problemas com popularidade e esta coisa toda, não? A coisa começa a esquentar conforme vamos descendo as posições e as obras começam a se distanciar do início da revista, mais difícil é conquistar leitores, pessoas que votem em você, e acompanhem sua história, fadando o mangaká a ser eventualmente cancelado, caindo para as posições mais baixas.

Outro bom exemplo de como as ToC influenciam os rumos de um mangá é nos que ocupam posições medianas, ou até mesmo, chegam às vezes a ocupar posições lá no alto. Um bom exemplo disso é Reborn. Claramente quando Hibari faz alguma luta, ou tem alguma participação mais expressiva no capítulo, KHR sobe consideravelmente entre as posições. E, como disse acima, o que isso significa? Atrair novos leitores e fãs. É algo lógico, quando você abre uma revista você está muito mais empolgado no início do que quando chega no meio da mesma, por isso uma estratégia usada por muitas revistas “grandes” seja colocar a matéria de capa normalmente lá no meio da coisa toda, para pelo menos fazer o leitor folhear a primeira parte da revista. Comigo é assim que acontece pelo menos.

Mas a Shonen Jump não perdoa. Os populares abrem a revista, os menos estão lá no final lutando para fazer algo que chame a atenção de leitores. Existem muitos leitores da Jump que a adquirem somente para ler séries pré-determinadas que já acompanhem, não são muitos que conferem a revista toda. O ranking também é um bom termômetro para saber quais estréias na revistas estão despontando como sucessos.

Mas a ToC define totalmente se uma série vai ser cancelada ou não? Não. Algo que influencia bastante também na permanência ou não de uma série na revista é a venda de seus volumes encadernados (os chamados tankobons), e os produtos em geral da série. Existem algumas séries que possuem bastantes leitores que acompanham somente pelos volumes e não compram a revista assiduamente.

Agora vamos às regras em si:

  • Kochikame não é tecnicamente rankeado, mas não acho que realmente diferencie muito de posições, logo desconsidere-o do ranking. Também por curiosidade é o mangá a mais tempo em publicação na revista.
  • Quando um mangá estréia, normalmente lhe é concedida a capa e a primeira posição no ranking, e além disso os capítulos de 2 a 8 já possuem suas posições decididas, então não são influenciadas pelos votos dos leitores. A partir da 9° já integra o ranking normalmente, com a posição influenciada pelos votos dos leitores.
  • Aqui vai uma das mais importantes: a posição da série é refrente à 8 capítulos atrás contando o atual. Ex.: A série X está no capítulo 9, a posição que ela ocupa é refrente ao capítulo 1.
  • O Table Of Contents é a ordem das histórias na revista, ela é influenciada pelos votos dos leitores, mas não totalmente decidida pelos mesmos.
  • Em algumas séries, os votos possuem mais peso devido à idade. Ex.: Inamaru Dashi, que é uma série voltada ao público infantil, tem votos de maior peso desta faixa etária.

O processo lá no Japão funciona mais ou menos assim: o leitor que compra a revista “ganha” dentro dela algo como um postal para votar nas três melhores histórias de cada edição. A primeira ganha mais pontos e assim sucessivamente até a terceira escolhida pelo tal leitor. Depois os votos são contabilizados pela Shueisha.

Com isso em mentepodemos partir para parte prática, o TOC em si. Comecemos com o desta semana que foi uma edição dupla, ou seja, é como se valhesse para esta semana e a que vem, portanto semana que vem não haverá edição da Shonen Jump.

Edição #5-6

Luffy, Naruto, Ichigo, Toriko (Capa)

  1. One Piece 609 (1° PC)
  2. Naruto 522
  3. Bakuman 115
  4. Bleach 432
  5. Toriko 124
  6. Beelzebub 91 (PC)
  7. Enigma 16
  8. Kochikame 1679
  9. Ao no Exorcist (PC, Capítulo Especial)
  10. Gintama 337
  11. Inumaru (PC) & Shinkon-san Irasshai (PC, Capítulo especial)
  12. Sket Dance 168
  13. Medaka Box 81
  14. Gag Manga Biyori (PC, Capítulo Especial)
  15. Kakko Kawaii Sengen! (PC, Capítulo Especial)
  16. Kuroko’s Basketball 100
  17. Katekyo Hitman Reborn 320
  18. Omaenchi, Obake Yashiki (PC)
  19. Nurarihyon no Mago 137
  20. Hokenshitsu no Shinigami 65
  21. Oumagadoki Doubutsuen 24
  22. LightWing 15

PC – Páginas coloridas (o número varia de mangá para mangá)

Estão linkadas os respectivos últimos  CdMs feitos  (quando forem feitos os desta semana tentarei trocar) para as quatro séries que participam do projeto e os que não participam as matérias feitas aqui no Portallos.

Comecemos pela capa. A capa desta semana apesar de trazer o Big 3, confirma o que já se tornou realidade este ano: Toriko é o grande hit da Jump dos últimos tempos, depois de Reborn, é o grande candidato a ocupar a posição de Naruto que na minha opinião está vendo sua saga derradeira. Apesar de ser possível uam continuação, Toriko é o único que ameaça contantemente a tríade da revista, com consistência nas suas posições ao longo deste ano. E nada melhor para coroar este sucesso do que figurar na capa ao lado do Big 3, e lembremos que o anime de Toriko ainda não estreiou, quero só ver a popularidade da obra depois que isto acontecer.

Para quem não sabe Toriko é ambientado num mundo aonde a comida é o centro principal da vida das pessoas, seu meio de sobrevivência, seu entreterimento e seu estilo de vida. E nosso protagonista é um dos três maiores caçadores de “matérias-primas alimentares” digamos assim, um dos quatro maiores caçadores, o seleto grupo chamado “Four Heavenly Kings”.  O que chama muito atenção à Toriko é o traço naturalmente “musculoso” do seu autor, Mitsutoshi Shimabukuro, algo até eu diria parecido com DB só que mais “forte”. E o melhor de Toriko na minha opinião: as criaturas. Os fantásticos animais criados para obra são demais, sempre que você acha que já viu de tudo aparece uma cobra com cabeça de macaco e pernas de cavalo! Tá, isso não tem no mangá, foi invenção minha agora mas espere por coisas deste tipo, muitas delas e o melhor: combinam as partes perfeitamente!

Seguindo com as primeiras 5 posições temos em primeiro One Piece, que raramente perde a posição para o segundo colocado, Naruto, apesar dos ninjas de Konoha estarem numa das melhores sagas de todo o mangá. A surpresinha da vez para Bleach é Bakuman que toma sua terceira colocação nesta edição. Bakuman teve no capítulo rankeado (108) a confirmação, e o começo praticamente, do arco “Jump Love Fest”, com os personagens empolgados em escrever one shots, muitas participações inesperadas para o campeonato, e no fim ainda mostrou Mashiro e Azuki conversando, o que deu um toque emotivo interessante no meio da história, então posição merecida na minha opinião, pois o arco atual está bem melhor que o “Rabuta & Peace” anterior, e ainda foi um capítulo cheio de conteúdo. Ponto para Ohba & Obata. Apesar da colocação de Bakuman ser sempre meio inconsistente, mas não tanto como a de Reborn.

Mas Bleach não anda tão mal das pernas assim, a única coisa que acho que está pecando bastante em certos capítulos do novo arco são os quadros gigantescos, que acabam minando as informações que nos apresenta a cada capítulo, algo que talvez abaixe um pouco o número de votos para Tite Kubo. O capítulo rankeado ainda estava nas apresentações primárias dos personagens depois do salto na história, realmente nada bombástico, mas ainda sim interessante pela apresentação dos personagens.

Coladinho de Bleach vem Toriko, que já falei lá em cima quando comentei da capa. Mas fica o aviso para Bleach que pode se ver qualquer dia desses na 5° sendo ultrapassado por Bakuman e Toriko, coisa que periodicamente vem acontecendo e cada vez com mais frequência. Toriko assumir o terceiro lugar mais vezes que Bleach talvez seja até algo que veremos ainda ano que vem quando o anime do dito cujo estreiar.

Falando no bolo do meio, temos Beelzebub ganhando páginas coloridas, algo que vem sendo estrategicamente feito com a proximidade do anime, para promover a série. Mas Beel também pode se considerar uma série firmada, que até chega a figurar algumas vezes no Top 5, intercalando com Bakuman e mais raramente Toriko.

Enigma também está se firmando, apesar de ser precoce para dizer que está com uma base sólida, já é supreendente o que vem conseguindo fazer com apenas 14 capítulos. Estou acompanhando a série atualmente, e posso garantir que apesar de ser bem “alternativa”, digamos assim, sem muitas batalhas e socos pra todo lado, é algo que instiga e gera uma curiosidade absurda pelo que vem a seguir. Até me arrisco a dizer que grande parte de seu sucesso também venha do buraco deixado nos leitores desde que Death Note acabou. A Jump estava sem uma série assim, e Enigma ocupou este espaço brilhantemente até agora.

Sket Dance se mantém no seu local de sempre na meiuca, sempre sem cair ou subir muito. Medaka Box por sua vez, começa a parecer firme para seguir na Jump, apesar de ter passado por más colocações em certos capítulos, já vem intercambiando posições sem perigo algum de cair para as 5 últimas colocações. Nada a declarar sobre Kuroko no Basket. Série de Basquete que já conta com 100 capítulos, e que é minha aposta para cair pro fim do rakings assim que alguma série de lá for cancelada, ou pelo menos é o que eu desejo pois nunca fui muito com a cara da série, dos traços.

Reborn está na beira do final do ranking, abrindo os 5 últimos, mas não acho que seja coisa para os fãs se desesperarem. Aqueles que acompanham as TOCs já sabem como é, e vocês que estão começando a acompanhar agora verão ao longo do ano, Reborn flutua absurdamente entre as poisições. Tomemos ano passado como exemplo, Reborn esteve entre os 5 primeiros? Sim. Entre os 5 últimos? Algumas vezes. Mas sempre se mantém do meio pra cima eventualmente caindo um pouco mais, ou subindo. A obra de Akira Amano possui uma base de fãs, mas estranhamente os votos “de fora” desta base, aparecem e desaparecem com uma intensidade fora do normal. Reborn portanto é um caso especial, começaria a me preocupar se se mantesse por muitas semanas por aí, namorando o começo do fim, mas mesmo assim ainda vende muita quinquilharia e mangá, logo a Shueisha não gostaria de cancelar tal série.

Sobre os one shots o comentário mais pertinente é sobre Ao no exorcist que como alguns já devem saber em breve ganhará uma versão animada. Gerou-se um questionamento sobre a possível ida da série (que é serializada na Square Jump, casa de D. Gray Man, Claymore, To-Love-Ru Darkness, Prince Of  Tennis, Rosario+Vampire, Tegami Bachi, Ultimo, citando alguns mais importantes) para a Shonen Jump, mas na minha opinião é algo que não deve ocorrer. O capítulo especial é para promover o anime que estreará no próximo ano, além do que outras séries já receberam o mesmo capítulo especial, e temos também da SQ Jump Kakko Kawaii Sengen! e Gag Manga Biyori, o que deve matar as teorias sobre a ida da série para Shonen Jump. Nunca devemos descartar nenhuma possibilidade, claro, no entanto já vi mangás fazerem o caminho Shonen-Square, mas nunca o contrário.

Sobre Ao no Exorcist em si, sempre gostei dos desenhos mas nunca soube bem do que ela se trata. Segundo a amiga Wikpédia, é algo sobre um mundo com duas dimensões-espelho, uma com humanos e a outra com demônios, e a barreira entre elas não pode ser ultrapassada. Porém demônios podem se apoderar à vontade de corpos humanos para “viver” na dimensão deles. Existe uma entidade espalhada pelo mundo, dos chamados exorcistas, que lutam contra estes demônios. Só que Satan, o chefe dos demônios, não consegue encontrar um corpo humano que consiga abrigá-lo. Daí ele cria um filho que é gerado por uma humana, que seria capaz de abrigá-lo, mas o garoto não quer saber de ser possuído pelo pai.

Fiquei com um misto de já ter visto isto em algum lugar, e uma empolgação sobre como pode se desenrolar essa coisa toda de dimensões paralelas e tal. O mangá já conta com 16 capítulos e 4 volumes, o que me deixa com um pé atrás sobre uma animação tão precoce.

Sobre Gintama, também é um mangá que sobe e desce muito pouco, sempre se mantém estável. Ah sim! Quase esquecendo de comentar sobre Inamaru, o que eu realmente não vou muito afundo. Só para deixar registrado que é uma série voltada ao público infantil, então não me interessa muito. Para efeito de comparação mais ou menos parecidos com os mangás da Saikyo Jump. Sua posição, devidos às crinças votantes, apesar de não serem muitas que mandam efetivamente seus votos, se mantém praticamente fixa do meio pra baixo.

Chegamos à linha crítica, Reborn abre a lista dos 5 últimos mas como já falei, vende bem os “tankobons” (volumes encadernados) então sem medo, sem falar que edição passada esteve em quarto com páginas coloridas. NuraMago apesar de ser um frequentador ssíduo das últimas posições, tem uma situação semelhante a de Reborn, salvo as devidas proporções, seus volumes vendem bem, então não é algo que a Shueisha queira cortar. Quem andou lendo Hokenshitsu no Shinigami foi o Hugo da equipe, ele pode comentar até melhor sobre a história que eu, mas aparente é um Gag mangá, porém possui até uma arte bem superior a maioria dos mangás do genêro, e tá andando muito mal das pernas desde que estreiou…

Oumagodoki Doubutsuen é um daqueles mangás que aparentam ser bem legais, até “cult” eu diria, mas que os japoneses meio que ignoram em prol de obras já firmadas na revistas, então a história não se firma e mais cedo ou mais tarde é cancelada. A história gira em torno de uma garota que vai para um zoológico cujo dono é um coelho, se não li errado em algum lugar, então alguém me corrija se eu estiver falando besteira. Já está no seu 24° capítulo, e se não me falha a memória no 26° de Anedoki, este recebeu o cancelamento, talvez Oumagodoki estaja se preparando para dar adeus à publicação. Light Wing é um mangá que torço fortemente para ser cancelado, pois pelo que li do primeiro capítulo não me trouxe nada de diferente de Captain tsubasa (Super Campeões no Brasil), então não faz falta, e pra mim é melhor que dê espaço para uma série nova, com mais inovação, com mais diferencial. Wing vem ocupando a última posição com cadeira cativa praticamente desde que SWOT morreu, se alguém for levar a foice, será Light Wing na minha opinião.

Mas esta história de cancelamento pode ser prorrogada ainda por um tempo, pois a se perceberem a Jump está com 18 séries ao invés de seu habitual número, depois do corte de SWOT e Psyren, isto pode indicar que não haverão cortes mais sim estréias na revista. Ou ainda para os fãs esperançosos do grande jogador de Dragon Quest, Yoshihiro Togashi, a volta de Hunter X Hunter tão aguardada, e rumorizada ao longo desses anos que ficamos sem vê-la praticamente.

Próxima: Edição #7

  • Capa, 1° PC: Beelzebub
  • PC: Bleach, Bakuman, IPPON Bambi! (One Shot por Miyamoto Kazuya)
  • One Piece (Ausente)

Próxima edição sem One Piece, Naruto deve assegurar a primeira posição. Capa com Beelzebub para continuar a proganda para o anime, e páginas coloridas para Bleach porque nunca é demais para aumentar ainda mais a popularidade da obra. Bakuman deve ganhar páginas coloridas pois acredito que deveremos ter a abertura oficial de um novo arco que está pintando por aí, com os protagonistas julgando para Jump Next.

O projeto será semanal, acompanhando as edições da revista? Tentarei sempre fazê-lo, mas há realmente semanas em que não diferem umas das outras e não há muita coisa a comentar, então nestas talvez o post seja algo mais curto, e não este testamento que foi esta estréia, ou até mesmo possa se fundir com o da semana subsequente no estilo que já ocorreu com alguns CdMs.

E esta foi a primeira edição dos comentário dos TOCs da Shonen Jump! Gostaram? Alguma sugestão? E comentem as posições, principalmente aqueles que acompanhem alguma série. Lembrando, peguem o número do capítulo desta edição e diminuam 8 para saber qual capítulo é referente a posição!

E de brinde de estréia temos wallpapers calendários! Apesar de serem de Dezembro! A Dakini não usaria no wallpaper diário pois só estão nas resoluções 1440×900 e 1280×1024, mas pra quem quiser ver os três disponíveis (One Piece, Bleach, Toriko) podem clicar aqui! Os fãs de Naruto me perdoem, porque o dele a Shueisha já tirou do ar, não sei o porquê, e eu não consigo achar a cópia que salvei, talvez esteja no meu HD formatado… =/

Written By
More from Rackor

GoW Ascension e seu Multiplayer!

Tava demorando, não? Kratos e mais Kratos para a nossa diversão! Taí...
Read More