E3 2019Jogando

Dead Island em mais um trailer: Temos zumbis, mais aprendizes do Rambo e rappers! [E3 2011]

Dead Island aparentemente era um game onde a crueldade seria retratada de forma nua e crua com uma dose extra de terror ou pelo menos foi isso o que pudemos perceber no seu primeiro trailer divulgado, onde nem mesmo crianças eram poupadas na carnificina promovida pelos zumbis. Só que o que parecia ser um autêntico game de sobrevivência contra zumbis acabou se revelando algo mais exdrúluxo que o Call Of Duty travestido de Resident Evil que a Capcom está fazendo. Não bastasse isso a Techland continua invertendo a situação toda, pois se no primeiro trailer o clima era de apreensão e ao mesmo tempo melancolia, já neste mais recente liberado na E3, a coisa mudou de figura e agora temos rappers cantando a trilha sonora dos comedores de cérebro.

Mas só para aliviar a barra do jogo e não dizer que ele é uma completa decepção, tem muita gente que conferiu a demo na E3 e jura de pé junto que o game é muito bom e ao contrário da demonstração de dias atrás ele tem sim um fundo musical para as várias situações da jogatina. Se isso serve de consolo? Eu não sei, mas depois de ver o vídeo abaixo até que não achei tão mal o gameplay no bueiro, pena que não demora muito e tudo fica muito repetitivo novamente.

O game tem seus méritos por introduzir elementos que o tornam algo mais realista e tudo mais. No vídeo abaixo o personagem escolhido parece até um pouco mais humano que o Rambo de saias do outro vídeo, reparem que alguns zumbis chegam a afetar a saúde do personagem controlado que começa a tossir depois de entrar em contato com alguns dos monstrengos. De fato isso é só a ponta do iceberg se formos destacar os diferenciais do jogo, mas só isso não basta, eu quero um jogo com a mesma sensação de medo que tive naquele belo trailer de tempos atrás. Qualquer outra proposta de matança em massa de zumbis eu estou dispensando.

Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.