Lendo

Os Vingadores Sombrios caem! Osborn cai! Asgard cai! E um mal invencível se levanta! [O Cerco Nº3] [MdQ]

Por um período longo demais, o mal reinou supremo no Universo Marvel. Norman Osborn e sua Cabala de poderosos aliados, aproveitando-se das convulsões que agitavam a comunidade super-heróica, conseguiram ascender ao poder. E pior, conseguiram se manter nele! Foram meses de perseguição, terror e perfídia, nos quais os antigos campeões da justiça precisaram viver – e sobreviver! – escondidos e desacreditados.

No entanto, o mal, por sua própria natureza, não pode viver pra sempre nas luzes. Osborn perdeu sua liderança, aliados e lucidez pouco a pouco, chegando ao ponto de apostar todo o seu reino em uma única e insana cartada: derrubar a Cidade Dourada de Asgard dos céus acima da pequena Broxton, Oklahoma. O sucesso do antigo Duende Verde pode significar a perpetuação de seu poder. O fracasso, a ascensão de uma nova Era Heróica.

Queda e ascenção do mal! Veja o que aconteceu nessa edição cheia de tensão!

A abertura dessa edição mostra o presidente americano e seus companheiros estupefatos com o surto de loucura de Osborn. O presidente decreta ordem de prisão para o vilão, acusado formalmente de traição. Mas o presidente sabe que combater Osborn não é uma tarefa fácil, e pede por um milagre…

E não é que nessa hora o Capitão América e os Vingadores chegam em Asgard? A imagem é bem legal, adorei ver o Osborn levando uma “escudada” na fuça metálica dele, e ri muito com o assessor do presidente narrando as cenas para ele, ótima idéia do roteirista Brian Michael Bendis!

Mas logo meu semblante fica preocupado, pois aparece o Sentinela perguntando-se “quantos deuses vou ter que matar hoje?” enquanto encara Thor com uma feição diabólica. O deus do trovão parte pra cima do vingador louco, mas seu golpe nem faz cócegas no maldito, que raiva… como disse Thor, “pelo olho de Odin!”

A tensão está noa ar, e foi delicioso ver Osborn estatelado no chão. Ele percebeu que as coisas ficaram difíceis pra ele, e o pilantra convocou o Capuz Vermelho e os comparsas dele para lidarem com o Capitão América e seus amigos. Maldito Osborn! Em meio à essa loucura, Célere consegue encontrar Tony Stark, que ainda estava recuperando-se depois de obter de volta suas memórias que ele havia deletado. O jovem vingador dá a Tony uma maleta. Opa, será que já vai acontecer aquilo que estou pensando?

Lá na Casa Branca o presidente dá ordem ao exército para atacar as forças de Osborn, e eu senti que o vilão já ia começar a arrancar os cabelos não fosse o capacete. Finalmente as forças do Martelo sõ detidas, e agora fica a deixa pro Cap e os Vingadores finalizarem o serviço.

Mas eis que eu viro a página e lá está Thor e o Sentinela, em meio á uma batalha que eu queria e ao mesmo tempo não queria ver, eu fiquei pensando como o Thor poderia derrotar um inimigo que possui a força de mil sóis explodindo. Thor vai novamente pra cima do Setinela, mas algo acontece com o vingador louco. Quando eu vi as garras saindo das costas do Sentinela, pensei na palavra “FUUUUUUUUUUUUUU…”

Nem consegui recuperar o fôlego e já aparece o Capitão América e Osborn dando um voz de prisão ao outro, hilário! O Capitão dá um tremendo shoryuken com o escudo, mas o safado do Osborn tenta ligar os escudos de sua armadura, mas não consegue, pois não é que nessa hora surge o Homem de Ferro e desliga a armadura do vilão? Achei bem legal Stark voltar com sua armadura clássica, mas Osborn começa a chamar o Sentinela, dizendo pra ele arrasar tudo e deter os Vingadores.

E aquilo que eu temia aconteceu, o Sentinela perdeu totalmente o controle, e como uma bala humana ele atravessa Asgard, e destrói a morada dos deuses. É tocante ver o Thor se ajoelhando enquanto presencia a cena horrível, com Asgard ruindo e indo ao chão. Stark tira a armadura de Osborn, em uma cena igualmente chocante, onde vemos o rosto de Osborn se contorcendo de loucura, todo verde, e agora pela televisão todo o mundo contempla a verdadeira face do Duende Verde, gritando “vocês não sabem o que fizeram!

A cena seguinte é foda, eu esperei meses e meses para ver o Aranha finalmente dando um belo soco no Duende e mandando o vilão calar a boca. Mas meu sorriso de satisfação se foi quando vi que a coisa ia ficar feia, e aparece em meio às trevas o lado maligno do Sentinela, o Vácuo!

E agora? A edição acabou! Nãoooooooo!!! Esse capítulo é espetacular, cheio de ação e momentos históricos, a adrenalina e o medo misturando-se, e infelizmente vamos ter que esperar pela última edição para sabermos o desfecho dessa saga épica. Olivier Coipel e sua arte dinâmica, junto com o ágil roteiro do Bendis nos brindaram com um capítulo cheio de tensão e emoção. Recomendo a todos que não percam essa saga, e o melhor ainda está por vir. Ou seria… O PIOR???

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Mauri Link

Um gamer inveterado desde a primeira geração de consoles, aficcionado por histórias em quadrinhos, nerd de carteirinha, e super-herói nas horas vagas!
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.