Chega de Dragon Ball e Saint Seiya, agora é hora dos cosplayers na Japan Expo 2011!

Quem está bem antenado com as últimas boas novas sabe que Dragon Ball Ultimate Tenkaichi e Saint Seiya Senki (ou Sanctuary Battle no ocidente) fizeram suas estréias durante a conferência da Namco Bandai na Japan Expo de 2011, evento que aconteceu em Paris entre o final de junho e início de julho. Claro que os games no evento não se resumem a isso, mas com exceção destes dois e os novos games de Naruto (Storm Generations e Ultimate Ninja Impact) nada mais me chamou tanto a atenção assim.

[nggallery id=593]

Até que resolvi pesquisar um pouco e descobri que a Japan Expo é mais do que somente um evento para exposições, confraternização de adoradores da cultura japonesa ou anúncios de games. Ele também é o local ideal para se apreciar bons cosplayers, daqueles bem cinematográficos, dignos dos vídeos de Ackson Lee. Na verdade, se não fosse pelos créditos diria que era ele cobrindo mais um evento, porém o nome do fotógrafo é Angel James de Ocampo e com as lentes de sua câmera ele capta de forma excepcional a turma de cosplayers francesa, nos fazendo pensar que filmes em Live Action baseados em animes ainda podem ser bons, de alguma forma, só não sabemos bem como.

Isso também pode lhe interessar

28 Comentários

          1. Consegue me explicar, qual é a da novela do mangá?
            Pelo que sei a série foi planejada como anime, o mangá só saiu antes pra aumentar o interesse. Mas o anime acabou, porque o mangá continua e tem seguidores que nem um HunterxHunter da vida? Ele tá continuando a história?
            E a história do anime fechou ou não? Porque também vai ter um novo filme..

          2. O mangá continua por ser feito de forma independente do anime, tem basicamente a mesma história mais apresentando diferenças. O anime acabou. Só que o seu final  muitos fãs acharam ruim, por causa disso decidiram fazer 2 filmes para serem o “final alternativo” desconsiderando os 2 episódios finais da série de TV. 

            Já os novos filmes da série “Rebuild”(que serão 4 ao todo) foram feitos para recontar a mesma história só que com inclusões de coisas novas(como uma nova personagem).

          3. Consegue me explicar, qual é a da novela do mangá?
            Pelo que sei a série foi planejada como anime, o mangá só saiu antes pra aumentar o interesse. Mas o anime acabou, porque o mangá continua e tem seguidores que nem um HunterxHunter da vida? Ele tá continuando a história?
            E a história do anime fechou ou não? Porque também vai ter um novo filme..

      1. eu SEMPRE quero começar a ver esses dois, junto com Appleseed, mas o problema é que é MUITO confuso a ordem das coisas, não sei por onde começar, tem tanta ova, filme, e série que eu não faço ideia.

        Se vc puder me falar como começar a ver cada um eu agradeceria hehe =D

        1. A ordem certa da série seria: Neon Genesis Evangelion série clássica de 1995, Renewal(versão remasterizada da primeira série com novas cenas e sem censura), os filmes Death e Rebirth e The End of Evangelion. 

          Os filmes da série Rebuild que saíram até agora o You Are (not) Alone e You Can(not) Advance é a série sendo recontada(num total de 4 filmes sendo que os  últimos 2 não tem data pra sair) ou seja vc pode começar a vê-las sem ver as antigas séries mas eu não recomendo pois vc estaria perdendo muito em não assistir a antiga série de TV.

  1. Muito foda os vídeos. Eu nunca faria colplay – não tenho coragem pra isso – mas pago um pau pra quem faz (mas tem que ser cosplay de verdade, e não os “cospobres” que de vez em quando aparecem nos eventos).

  2. O videos ficaram excelente, tanto a filmagem/edição quanto os cosplayer, foda da maioria dos cosplay é que sempre pega os personagens com roupas muito fora do comum, e que geralmente a pessoa não tem tanta semelhança com tal, isso acaba estragando muito a caracterização.

    Nunca vi nenhum live action inteiro, mais pelo que percebi o problema é a caracterização que eles buscam torna muito fiel e acaba se tornando muito surreal, outro problema muito corrente são os efeitos especiais muito questionados até em filmes norte americanos, mais nesse caso acho que a questão seria se essa tecnologia de hoje, seria o suficiente para gerar bons golpes como o Rasenga, getsuga tenshou ou as capacidades elásticas do Ruffy.

  3. O videos ficaram excelente, tanto a filmagem/edição quanto os cosplayer, foda da maioria dos cosplay é que sempre pega os personagens com roupas muito fora do comum, e que geralmente a pessoa não tem tanta semelhança com tal, isso acaba estragando muito a caracterização.

    Nunca vi nenhum live action inteiro, mais pelo que percebi o problema é a caracterização que eles buscam torna muito fiel e acaba se tornando muito surreal, outro problema muito corrente são os efeitos especiais muito questionados até em filmes norte americanos, mais nesse caso acho que a questão seria se essa tecnologia de hoje, seria o suficiente para gerar bons golpes como o Rasenga, getsuga tenshou ou as capacidades elásticas do Ruffy.

  4. O videos ficaram excelente, tanto a filmagem/edição quanto os cosplayer, foda da maioria dos cosplay é que sempre pega os personagens com roupas muito fora do comum, e que geralmente a pessoa não tem tanta semelhança com tal, isso acaba estragando muito a caracterização.

    Nunca vi nenhum live action inteiro, mais pelo que percebi o problema é a caracterização que eles buscam torna muito fiel e acaba se tornando muito surreal, outro problema muito corrente são os efeitos especiais muito questionados até em filmes norte americanos, mais nesse caso acho que a questão seria se essa tecnologia de hoje, seria o suficiente para gerar bons golpes como o Rasenga, getsuga tenshou ou as capacidades elásticas do Ruffy.

  5. Vi o primeiro video por enquanto e resolvi comentar.
    De fato a forma com que o camera registra cada gesto dos cosplays é extremamente boa.
    E eu já tinha a idéia de que live actions poderiam ser possível sim, se ninguém conhece, visite o site en.curecos, lá tem milhares de cosplays japoneses e vão tirar a prova de que capacidade pra se fazer um bom live action o Japão tem de sobra, só falta os efeitos especiais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.