Jogando

DmC: Trezentas decapitações por minuto estão longe de ser o limite no novo Devil May Cry! [PS3/X360]

Você pode chamá-lo de emo, de cosplay da cantora Rihanna ou simplesmente de qualquer coisa menos o Dante que todos nós conhecemos. Porém o fato é que a Capcom está realmente decidida a ocidentalizar o personagem… ou algo pior. Eu não vou negar, pra mim é triste ver o herói voltando a ser um rebelde sem causa, mas se por um lado é desanimador encarar o protagonista voltando no tempo, por outro chega a ser um alivio ver que ao menos a jogabilidade se propõe a ser 2 ou 3 vezes mais dinâmica se comparada aos games anteriores. A velocidade é outra e pelo jeito podemos até esperar por algumas armas novas pra combater os inimigos. Mas se por acaso você sentir falta da velha combinação de pistolas fazendo dos demônios queijo suíco no ar + espada na jugular dos vagabundos, não se preocupe, ela continua tao legal quanto antes e talvez seja um dos poucos detalhes capazes de trazer os fãs mais revoltados de volta à franquia.

Aliás, vamos nos animar pessoal, as coisas não estão tão ruim assim, reparem que hora ou outra o Dante tem uns picos de excitação na batalha e o cabelo fica ligeiramente branco. Não que isso me acalme muito, mas já é um sinal de que nem tudo foi esquecido.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios