Jogando

De volta à 1999!

E a promoção massiva ao velho portátil que deveria ceder lugar ao novo continua!

Caraca, eu falo de deboche e costumo duvidar até da minha própria opinião às vezes, mas esse definitivamente não é o caso. Depois daquela conferência morna pré TGS da Sony e de declarações meio toscas como essa, fica difícil ter alguma dúvida sobre o que mais está compensando nesse momento: se é pegar um PlayStation Vita ou um PSP. Quer dizer… olha que joguinho caprichado esse novo Digimon que vai sair pro pequenino com gráficos já defasados? É muito amor, não é não? Fala sério. Taí um belo exemplo de teaser que me faria comprar um jogo de olhos vendados, sem a menor necessidade de ver o restante do material. Sério mesmo.

Porque o Vita não recebe jogos assim? Eu duvido muito que a desculpa da falta de popularidade do portátil seja o que mais está pesando pra formação desse cenário. E o Nintendo 3DS já ensinou: não é um punhado de firulas inúteis o que faz um hardware novo voltado à games no mercado vender bem, mais sim os seus jogos. E jogos que despertam tão bem esse sentimento de nostalgia nos fãs são sem dúvida uma boa arma pra popularizar quaisquer plataformas ou ao menos despertar a curiosidade dos jogadores.

E sim, eu sei que toda a line up no PSP pode (ou poderá um dia) ser jogada no Vita, mas quando eu comparo os preços, meu amigo… tsc, tsc, tsc. Mas enfim, só Deus e a Sony sabem a que realmente veio o PlayStation Vita. E dale mais um ponto pro PSP. Aliás, a coisa tá boa mesmo, hein?

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios