E3 2019JogandoReflexões & Opiniões

Xbox One S e Project Scorpio | Próximo passo da 8ª geração de consoles (E3 2016)

A Microsoft veio com várias novidades interessantes ontem em sua conferência pré-E3. Para quem perdeu alguns, ou todos os detalhes, boa parte deles já estão disponíveis lá no Ponto de Checagem, por meio do release oficial em português da própria assessoria da Microsoft Brasil. Isso é bom porque me dá mais tempo e calma para comentar sobre algumas destas novidades de forma mais opinativa (e separadamente) por aqui. A começar, é claro, pelos novos consoles, o Xbox One S e o misterioso Project Scorpio.

Xbox One S 002

Xbox One S

A respeito do Xbox One S acho que não há muito o que dizer: quem ainda não migrou para a atual geração de consoles recebeu uma ótima nova chance de fazer com um console ainda melhor do que o atual Xbox One. A ideia não é apenas um console menor, mas é toda uma experiência aperfeiçoada, indo de um hardware que processa melhor os gráficos da atual geração (e por isso a menção de suporte HDR) até mesmo a um novo controle aprimorado, com melhor pegada, mais alcance wireless e mais fácil de usá-lo em diferentes plataformas, seja em um Xbox ou no Windows 10.

Fora que lá fora ele custará menos do que o atual console. 299 dólares na versão de HDD de 500GB e, por tempo limitado, por 399 dólares com uma versão de 2TB, o que já digo que vale a pena. Eu tenho um Xbox One Day One com 500GB e seu espaço não aguentou 1 ano após sua compra, e isso antes do site começar a receber acesso aos games para fazer reviews. Hoje, meu One roda com 2,5TB e muita coisa já foi desinstalada dele.

Pena que, diante da crise nacional, a Microsoft Brasil ainda não deve anunciar os preços do novo console por aqui. Não há muita notícia a respeito disso no momento. Se o mesmo será fabricado no país ou até mesmo se nós seremos um dos mercados selecionados para o laçamento do console agora em agosto. Está muito próximo para não ter nenhum tipo de anúncio. Resta torcer para que ele chegue até o final do ano ao menos.

Claro que nosso mercado é muito diferente do de lá fora. Lá estes modelos chegam para serem acessíveis e permitir a mudança de geração para quem ainda não o fez. Aqui esse modelo é visto como um aprimoramento do modelo anterior, então o normal é que o modelo original do Xbox One abaixe e o Xbox One S acabei ficando em um preço um pouco acima deste. Mas isso é só presunção minha pelo que vejo acontecer por aqui há anos. Resta esperar.

Project Scorpio

No momento da conferência admito que fiquei meio em dúvida porque diabos a Microsoft fez um anúncio onde se levanta mais perguntas do que respostas. Isso é sempre muito perigoso. A primeira coisa que começou a aparecer nas redes sociais foram comentários como “Por que então eu vou comprar um Xbox One ou Xbox One S agora, se o ano que vem haverá um novo console?“.

E é uma indagação válida, afinal a Microsoft não deixou muito claro como será este novo console, apesar da vaga mensagem “ninguém ficará para trás“, dizendo que tudo no Scorpio, incluindo seus games, será compatível com o Xbox One, e que os games e acessórios do Xbox One também funcionarão no Scorpio. A dúvida que fica é o que acontecerá num futuro, na qual os desenvolvedores possam desejar fazer um game que só rode nele ou que no Scorpio fique absurdamente incrível e no One apenas okey?

Quer dizer, imagine um Halo 6. Eu vou querer jogar no Xbox One ou vou querer jogar no Scorpio? A diferença será tão absurda assim? Porque deveria ser para justificar um novo e turbinado modelo do console. E se eu comprar um Halo 6 no Xbox One e eventualmente migrar para o Scorpio, para jogar a versão aprimorada terei que comprar o game novamente? Viu como um anúncio vago abre mais perguntas do que respostas.

Eu entendo o que a Microsoft quer com o Scorpio, que dizer, acho que entendo. Os Estados Unidos estão malucos com essa febre da Realidade Virtual (VR) e TVs de 4K, e os consoles dessa geração, até mesmo o PlayStation 4, não estão tendo potência para aguentar o tranco de processamento que estas novas tecnologias pedem. Não é a toa que essa tem sido a geração onde os gráficos andam sendo sacrificados para que os games aguentem os 30 e 60FPS que todo mundo agora fica de olho. De fato os games no PC evoluíram rápido demais e isso matou muito cedo a potência do Xbox One e do PlayStation 4. Não é só uma questão de saber espremer mais e melhorar o desempenho, tal qual foram com os games da geração passada.

Diante de tudo isso, surge essa necessidade de uma Oitava Geração Versão 1.2, com consoles de melhor performance para acompanhar a tecnologia que os desenvolvedores querem trabalhar para continuar dando suporte aos consoles. A Sony foi marota e não falou nada de PlayStation 4 Neo em sua conferência ontem, mas a gente sabe que ele existe e está também a caminho. O Scorpio não é uma situação que complicará apenas os usuários do Xbox One de hoje. Tudo mundo que já fez a migração para esta geração irá ficar com a pulga na orelha a partir de 2017.

Isso é justificativa para quem ainda está na sétima geração, com um PlayStation 3 ou Xbox 360, não fazer a transição? Na verdade meio que não, afinal, acho que ninguém deve esperar que estes consoles turbinados, seja por parte da Microsoft ou da Sony, sejam baratos. De fato, se eu tiver que apostar, diria que o Scorpio e o Neo serão os consoles mais caros de todos os tempos. Quem não pode migrar por conta do preço hoje, não vai conseguir migrar em 2017 direto para estes consoles. É o meu palpite.

O que acho que estes novos consoles devem fazer é justamente incentivar a galera a migrar para os consoles básicos da atual geração. Permitindo assim jogar a biblioteca de games já lançados e anunciados, ainda que não seja possível jogá-los nos gráficos surreais que o Scorpio e o Neo devem conseguir fazer. Para quem está na sétima geração, isso não é um mau negócio, especialmente porque isso forçará os atuais consoles a caírem um pouco mais de preço.

 Enfim, tudo é especulação até que a Microsoft volte para falar mais sobre o Project Scorpio. E vamos torcer para que a Microsoft Brasil possa dar mais notícias sobre o Xbox One S sendo lançado por aqui e seu preço em reais o quanto antes.

Novos recursos

Antes de encerrar postagem, acho válido comentar rapidamente que algumas das novidades em termos de updates da Xbox Live são bem interessante. Background Music, alterar o idioma da dashboard sem alterar a localização da mesma, Looking for Groups (será que agora consigo fazer Raid em Destiny?) e até mesmo o Xbox Play Anywehere, que consiste no fato de que todo mundo pode começar a jogar um game no Xbox One e mudar para o PC a qualquer momento, graças a Xbox Live integrada. Não será necessário comprar Gears of War 4 para Xbox One e um outro para PC, por exemplo. Uma cópia fará o serviço nas duas plataformas. Isso é legal, e é algo que espero que justamente funcione também no Scorpio quando o mesmo for lançado.

No fim, é legal ver o quanto a Microsoft consegue avançar, evoluir, mudar, moldar, dentro de uma geração, apenas com atualizações de seu software. A Xbox Live de hoje em nada de parece com sua versão de 2013, quando o Xbox One foi lançado. Isso é admirável.

No que diz respeito aos títulos mostrados e anunciados. Volto logo mais para falar deles individualmente e em postagens próprios. No momento deixo apenas os dois trailers abaixo que mostram a line up pelos próximos meses.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.