Dando Nota!Jogando

Super Mutant Alien Assault | Robôs contra alienígenas! (Impressões)

Andei comentando em alguns reviews recentes de indie games aqui no site a respeito daquela situação na qual descubro e fico empolgado com um título no momento em que ele chega ao Xbox One – principal plataforma de reviews do site – ainda que muitas vezes esse mesmo título já tenha sido lançado há um certo tempo na plataforma do PC e eu nem fazia ideia. Bons exemplos disso? Dungeon of the Endles, Fenix Furia, Party Hard, Super Hot, No Time To Explain etc.

Aonde quero chegar com isso? O caso é que muitas vezes quando estes indies chegam aos consoles, como Xbox One e PlayStation 4, e já estão há um determinado tempo em plataformas como Steam, significa que talvez eles já tenham sofrido alguns updates e até mesmo expansões fazendo com que a versão nos consoles sejam bem mais completos do que quando originalmente tais títulos eram no lançamento original para o PC. E é aqui que não entra o caso de Super Mutant Alien Assault, lançado no dia 12 de julho (ontem) simultaneamente para Steam, Xbox One e PlayStation 4.

Super Mutant Alien Assault (7)

O game foi desenvolvido por um pequeno estúdio na Austrália chamado Suprise Attack Games e ainda que o game já estivesse em sistema de acesso antecipado na Steam há alguns meses, seu lançamento completo e pleno só ocorreu agora nesta semana. E o resultado disso talvez seja um título que ainda não foi explorado de forma plena, com uma boa ideia, que parece ainda precisar seguir esse ritual dos indie games no PC, de se refinarem e acrescentarem novidades após seu lançamento.

Sem mencionar que a chegada direta do game aos consoles da atual geração, sem todo seu potencial atingido, pode causar certa estranheza nos jogadores destas plataformas, já acostumados com indie games em “versões definitivas“. Mas calma, estou sendo direto demais, sem nem ter explicado sobre o game. Acho melhor rebobinar um pouco as coisas.

Detenha a infestação alien!

Super Mutant Alien Assault é um game numa pegada totalmente arcade, destes de sobreviva o máximo que puder, tipo Pac-Man, só que sem fantasmas e pontinhos para serem comidos e mais como com alienígenas insetos e armas para exterminar eles.

Super Mutant Alien Assault (6)

É um arena arcade. A tela das fases são estáticas, ou seja, o jogador não pode ir além daquilo que vê. Então a tela é sua arena e o objetivo, sendo um pequeno droid de segurança, é eliminar aliens de diversas raças que começam a invadir essa nave espacial que está levando os humanos hibernando na ala da criogenia. É um robô amigo dos humanos, veja só! Disposto a morrer para proteger a missão de levar a humanidade para algum lugar após tais alienígenas terem destruído a Terra.

Essa sinopse, por sinal, é apenas um pretexto inicial do game. Não espere por mais história do que isso. Não há para onde os humanos estão indo, ou a história de cada robô do game ou sobre as diversas classes de alienígenas. O plot é apenas um empurrão para o game ter coerência. Funciona, mas não espere que seja algo mais profundo do que isso. E nem acho que precise, ainda que não fizesse mal uma animação ao fim do game dizendo que deu tudo certo.

Super Mutant Alien Assault (24)

Voltando ao game em si, então o jogador tem essa área que cobre toda a tela da TV (ou monitor) e um pequeno robô que precisa defender hordas de inimigos, até que eles acabem ou que o objetivo da fase seja cumprido. Para tal Super Mutant Alien Assault faz uso de um engenhoso sistema de armas aleatórias que são obtidas através destas máquinas que estão localizadas em alguma área destas fases. O jogador vai lá, saca uma arma aleatória e usa-a. A máquina demora alguns segundos até liberar outro arma, então a menos que você tenha uma arma de menor calibre secundária, é preciso esperar a máquina se recarregar para pegar outra arma diferente e sortida.

Aliás tudo em Super Mutant Alien Assault é sortido. As fases mudam a cada recomeço. As classes de inimigos também e todo o equipamento do robô também é obtido de forma aleatória. Sem saber o que virá e se tal arma será ou não útil ao tipo de problema que o jogador estiver lidando na infestação. Há boas armas que dão contra de qualquer inimigo e armas ruins, que dependendo do cenário, podem muito bem ocasionar na morte do jogador.

Super Mutant Alien Assault (16)

Dentro das fases há outros elementos que tornam o título mais intenso e criam determinados ritmos dependendo de como o estágio for montado pela programação do game. Há máquinas de granadas, que também geram diversos tipos diferentes de granadas, além de máquinas que recuperam energia do robô e máquinas que precisam ser descarregadas para não liberarem um pulso que fere o jogador, além de máquinas que precisam de células de combustíveis onde o jogador o pega na máquina A tal item e leva até a máquina B, as vezes na limitação de não poder atirar ou levar dano.

Os inimigos possuem certa variedade. Há os que ficam pulando, os que voam e os que correm na direção do robô ao vê-lo na mesma superfície. Todos os inimigos recebem uma espécie de booster nas fases onde há uma máquina que emite um pulso verde de energia. Assim eles vão ficado maiores se o jogador não eliminá-los o quanto antes. Todos os inimigos possuem dois estágios de mutação. Basta o pulso verde os atingi-los e em alguns segundos eles crescem. O jogador precisa ser rápido, eliminando-os o mais rápido que puder.

Super Mutant Alien Assault

Bem, até aqui tudo parece legal, não? E de fato é. Super Mutant Alien Assautl é um game divertido e eletrizante. É de deixar o jogador energizado, como bons arcades precisam ser. As fases são agitadas com máquinas, inimigos e uma trilha sonora elétrica que fazem as coisas ficarem sempre em um ritmo agitado.

Elementos que funcionam

Há pequenos detalhes no game que fazem toda a diferença, como todos os aliens mortos deixarem um rastro na fase com seus corpos destruídos, ou das diferentes armas e granadas que o game apresenta que deixa o jogador sempre aflito com o que irá tirar na roleta da sorte destas máquinas. Sobreviver por todas as fases de Super Mutant Alien Assault sem morrer uma única vez não é tão fácil quanto possa parecer.

O legal é que o game tem um sistema de recursos desbloqueáveis, ou seja, quanto mais jogá-lo, mais coisas o game vai destravando. Novas armas, novas granadas, novas habilidades, novos robôs, novos inimigos e até mesmo novos chefes.

Super Mutant Alien Assault (17)

Multiplayer? Sim, Super Mutant Assault também suporta modo cooperativo local para dois jogadores. Até entendo porque não suportar quatro jogadores, já que os ambientes das fases são apertados e dois jogadores parece mais do que suficiente nesse pequeno caos. Mais jogadores talvez não funcionasse bem, ainda que mesmo assim, deveria ser uma opção dos jogadores. Não me parece um problema grande se tal recurso fosse implementado futuramente como um update.

Também se faz importante comentar sobre as habilidades, pois as vezes uma fase pode vir com uma caixinha, uma espécie de loot, que o jogador destrói para conseguir algum item permanente (enquanto estiver vivo) para dar um pequeno upgrade no robozinho. Pode ser uma habilidade de dash, um pulo duplo, uma pistola ou arma de mão secundária (causa menos dano nos inimigos, mas é ótimo para momentos em que a máquina de armas ainda não recarregou) etc.

Super Mutant Alien Assault (13)

Como um título menor, focado em jogatinas rápidas, e sendo vendido pela metade do valor que normalmente um game indie é vendido, Super Mutant Alien Assault é bem divertido.

Elementos que poderiam funcionar de uma melhor maneira

Visualmente o game é bem maneiro. Eu como adoro gráficos em pixelart, me amarro no estilo. Não nego que foi isso que me chamou a atenção no game em um primeiro momento. Porém, o título não apresenta um estilo de ambientação tão diversificado quanto gostaria que mostrasse.

Há três mundos gerais e todos são bem parecidos (vide as três telas abaixo), com pequenas alterações em alguns detalhes e em suas cores. Os aliens como são gerados aleatoriamente aparecem em todos os mundos, então nem mesmo as mecânicas de gameplay mudam de mundo a mundo.

Super Mutant Alien Assault (18) Super Mutant Alien Assault (19) Super Mutant Alien Assault (8)

Os desenvolvedores poderiam ter melhorado essa dinâmica dos ambientes. Criando características únicas para cada um talvez. Plataformas móveis, ou escorregadias ou grudentas são bons exemplos. Armadilhas próprias de cada mundo também seria bem vindas. Não sei. A sensação é de que o game não progride visualmente conforme o jogador sobrevive nas hordas de inimigo.

Falando em progressão, aqui há outro problema. A campanha do jogo é composta por apenas 12 fases. O jogador pode vencê-las de uma só vez, sem morrer, ou de 4 em 4 fases, que é o que se precisa para abrir um novo mundo e no caso de Game Over, basta começar pelo mundo em que não foi vencido ainda.

Após disso o game abre o modo Endles e há níveis de dificuldade para serem escolhidas, porém a sensação é que o game não fica assim tão diferente da campanha já vencida. Apenas há mais fases aleatórias ou mais difíceis. Acaba sendo mais do mesmo. O modo Endles não cria hipóteses mais malucas ou diferentes. Parece apenas o modo campanha.

Super Mutant Alien Assault (12)

Dá para vencer o game em uma hora. Ainda que isso não seja o suficiente para destravar tudo que o título tem a oferecer. Quanto mais se joga e mais salas se vence, mais itens mencionados mais acima, são desbloqueados. Eu terminei o título duas vezes, e ainda assim não tinha destravado nem metade dos itens acredito.

Outra coisa são os chefes de cada mundo. O game tem três chefes, que são versões ainda maiores dos aliens das outras fases, e há também chefes secretos, destravados após o jogador ter jogado o game por sei lá quantas horas. Eu até destravei dois deles, mas nunca os vi na seleção randômica do game. Uma pena. Acabei espiando-os no You Tube.

Super Mutant Alien Assault (22)

Falando em aleatoriedade, o game também não é tão aleatório quando se pode imaginar no começo. Sim, as fases mudam, as plataformas também e as máquinas e inimigos idem, porém o que senti é que o game tem um pequeno catálogo de modelo de fases e, após algumas horas jogando-o, mesmo que tudo continue sendo montado randomicamente, alguns padrões se repetem de uma maneira que não deveria ser perceptível ao jogador.

Volta o que falei no início, quando abri o review. É uma boa ideia, um indie game simpático e charmoso, mas que ainda precisa de um certo tempo e mais adições para uma melhor e mais duradoura experiência. Eu realmente espero e torço para que o estúdio que o desenvolveu continue adicionando conteúdo pelos próximos meses. Expandido assim a experiência do game como um todo. Adicionando principalmente novos cenários e novos inimigos.

Vale ou não vale?

Mesmo com os pequenos problemas apresentados acima? Na minha opinião Super Mutant Alien Assault é um game que vale a pena dar uma chance, especialmente se você curte o estilo e essa pegada mais arcade.

Super Mutant Alien Assault (9)

Lá no começo do review levantei a questão de que as vezes estes indie games chegam aos consoles bem mais completos por terem sido lançados no PC meses antes de sequer se cogitar uma versão premium. Isso certamente atrapalha um pouco Super Mutant Alien Assault pois, ao menos comigo, sinto que possa estar mal acostumado com tal situação, já que priorizo os indies nos consoles de mesa.

Só que não é uma situação de todo mal. Considerando que o game possa ganhar novas adições e ser aprimorado com o tempo, é claro. Não me importaria de ver bons indie games chegando aos consoles mais rapidamente, especialmente sabendo que há ótimos títulos que as vezes levam anos para conseguirem tal feito.

Se para isso acontecer, temos que ter a consciência de muitas vezes os indie games são assim mesmo (devido a estrutura de pequenos desenvolvedores e estúdio), na qual são lançados com essa sensação de que ainda podem melhorar e sabendo que muitas vezes vão melhorar, sou totalmente a favor de que games como Super Mutant Alien Assault sejam lançados simultaneamente em diversas plataformas.

Super Mutant Alien Assault (2)

Até porque, como disse mais acima, não se trata de um título caro. Está custando a merreca de 15 reais na Steam (está em promoção no momento de publicação do review, sendo seu preço regular 20 reais), 19 reais no Xbox One e – um pouco mais como sempre31 reais no PlayStation 4.

É um valor mais do que justo para um game assim. Independente dos probleminhas que ele tenha ou quão curto ele seja em comparação com outros indies que estão nestas plataformas há muito mais tempo. Quem curtiu, espero que dê uma chance ao game!

Mais imagens!

Super Mutant Alien Assault (8) Super Mutant Alien Assault (5) Super Mutant Alien Assault (4) Super Mutant Alien Assault (3) Super Mutant Alien Assault (23) Super Mutant Alien Assault (21) Super Mutant Alien Assault (20) Super Mutant Alien Assault (15) Super Mutant Alien Assault (11) Super Mutant Alien Assault (10)

Um bom pixelart sempre ganha pontos comigo
Diversão no melhor estilo arcade
Boa diversidade de armas, granadas e habilidades
Falta diversidade nos ambientes (mundos)
Curto, em uma ou duas horas se vê todo o básico
Padrões de aleatoriedade são perceptíveis
Preço honesto pelo conteúdo apresentado

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Isso também pode lhe interessar
Etiquetas

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios